Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

2 pesos, 2 medidas: Schmidt se contradiz e apoia Ednaldo, com direito a mensagem

0

Após cobrar “reformulação, Schimdt cai em contradição e apoia Ednaldo Rodrigues

Desde que assumiu o Bahia, após um processo de intervenção, Fernando Schimdt tem cobrado mais democracia no futebol. O presidente do Tricolor chegou a criticar a eleição de Marco Polo Del Nero na CBF e pedir sua renúncia e a do atual presidente da entidade nacional, José Maria Marin.

Em uma entrevista a um veículo de imprensa no mês passado, o mandatário do Esquadrão chegou a acusar a dupla que comanda o futebol brasileiro de perseguição ao time baiano por lutar por uma "reformulação" no futebol nacional.

Porém, apenas um mês depois, Schimdt caiu em contradição. O presidente do Bahia deixou a bandeira da "alternância de poder" de lado e apoiou a reeleição de Ednaldo Rodrigues na presidência da Federação Bahiana de Futebol (FBF), nesta quinta-feira (2).

O dirigente não compareceu à assembleia que reelegeu Rodrigues, mas o apoiou por escrito e ainda enviou uma mensagem de parabenizarão pela manutenção no comando do futebol baiano. Por meio do site oficial, a própria FBF divulgou a imagem das mensagens enviadas por Fernando Schimdt a Ednaldo Rodrigues.

No texto, o presidente do Bahia celebrou a nova eleição. "Amigo Ednaldo, apesar de todo meu empenho, só agora consegui me liberar de um compromisso inadiável marcado anteriormente. Mesmo ausente, a manifestação de apoio do ECB foi clara e por escrito. Parabenizo o amigo por sua reeleição. Desejo-lhe uma boa gestão certo de que você estará alinhado na luta pela profunda reforma que o futebol brasileiro tanto carece. Nestes tempos de considação e aperfeiçoamento democráticos clamados em todo o Brasil. Forte abraço. Fernando Schimdt, presidente E C Bahia", escreveu.

No poder desde 2001, Rodrigues vai para seu quarto mandato consecutivo na entidade máxima do futebol do estado. O novo mandato do dirigente vai até 2018, quando ele completará 18 anos no cargo.

Confira as mensagens de Schimdt a Ednaldo Rodrigues:

Comentários