Publicidade

Exalta, Professor! Doriva fala da Torcida, dos atletas e do ‘Santinha’

Doriva destaca torcida e caráter dos jogadores em empate na Fonte

Treinador diz que expulsão de Paulo Roberto, ainda no primeiro tempo, complicou estratégia montada para o jogo deste domingo, contra o Fortaleza, na Fonte Nova

Publicidade

Quem viu Bahia e Fortaleza, neste domingo, na Arena Fonte Nova, constatou que o Tricolor não fez uma grande partida. Apear da classificação, a equipe sofreu dentro de campo para conseguir o resultado. O técnico Doriva, em sua entrevista coletiva, reconheceu a dificuldade, mas exaltou a força da torcida na arquibancada e, também, a postura dos jogadores dentro de campo.

– Quando você tem uma vantagem e o adversário precisa da vitória, o adversário se lança. Eu sabia que o Fortaleza ia se lançar ao ataque. Logicamente o jogo ficou prejudicado depois que a gente perdeu um jogador. Poderia ter sido diferente se a gente tivesse convertido o pênalti. A gente não converteu e depois sofremos. A gente sofreu, mas a equipe demonstrou caráter uma atitude muito positiva, de luta, de empenho. Digna dos campeões. Hoje a nossa torcida também, acredito que vendo a nossa luta, nos apoiou, nos encorajou muito e com certeza nos ajudou – afirmou.

Com o empate em 1 a 1, o Bahia se classificou para a semifinal da Copa do Nordeste. O próximo adversário do Tricolor é o Santa Cruz, que venceu o duelo com o Ceará. Como teve melhor campanha, o Tricolor poderá fazer o jogo de volta na Fonte Nova.

Confira abaixo outros temas abordados na entrevista de Doriva

MUDANÇA TÁTICA

– A gente postou bem a equipe, trocou o Luisinho, que é um jogador mais ofensivo, e colocamos o João Paulo pelo lado esquerdo e o Moisés. A equipe ganhou um bom posicionamento. É um jogador disciplinado, marcou bem e ainda chegou mais na frente. O Edigar também fez uma grande partida, se superando.

DIFICULDADES

– A gente sabia que o Marquinhos usa essa alternativa (três zagueiros). É uma alternativa que ele vem usando nos jogos. Por conta disso a gente já tinha tomado algumas precauções. A gente fez, em grande parte quando estava 11 contra 11, a gente fez bem. Depois ficou mais difícil.

SANTA CRUZ

– Não teve facilidade. Futebol não tem facilidade. Vencemos por 1 a 0 lá e sofremos muito. Aqui vencemos o jogo, mas não teve facilidade. A equipe que quer ser campeã, em uma semifinal de Copa do Nordeste, não vai encontrar facilidade nunca.

PÊNALTI

– Ele sofreu a penalidade, estava confiante, pegou a bola e foi bater. A gente delega essa liberdade porque são jogadores de qualidade. Thiago é um jogador que sabe o que faz e teve a infelicidade de perder o pênalti.

Publicidade

Comentários (0)
Comentar