Publicidade

Lima Sergipano revela novo calote do Bahia

Ídolo, Lima Sergipano comenta crise política e revela novo calote tricolor

Lima: "o clube que não se enquadrar, vai passar por isso"

Publicidade

 

Ex-volante lamenta intervenção, mas diz que ela é necessária e que clubes precisam de transparência. Clube também descumpriu promessa com ele


Ex-volante do Bahia nos anos 90 e ídolo da torcida tricolor, Lima Sergipano avaliou o momento político por que passa o clube e também a campanha do Esquadrão no Brasileiro deste ano. Em entrevista ao iBahia Esportes, ele lamentou o processo de intervenção judicial, mas apontou que havia necessidade.

"Eu fico triste por essa situação, assim como toda a torcida. Mas hoje em dia o futebol mudou. Tem que ser mais aberto, mais profissional, mais transparente. Aquele clube que não se enquadrar, vai passar por isso", disse ele, hoje técnico do time júnior do Confiança.

"O Bahia é um clube muito grande, tem uma torcida muito grande, é um clube importante no cenário brasileiro. E passando por essas coisas…É difícil, não merece. É muita coisa que ninguém sabe. Tem que ser transparência para o torcedor, para a justiça. As coisas vão acontecendo e ninguém sabe. Antigamente se vendia um jogador da base e ninguém sabia quando entrava", acrescentou. De lado com a questão política do clube, Lima Sergipano diz que acompanhou os últimos jogos do time pela televisão e gostou do que viu.

"Cristóvão deu outra cara ao Bahia, né? O Bahia está mais motivado, você vê que os jogadores marcam melhor, jogam melhor, o time está mais vibrante. Antes o Bahia não tinha nem padrão de jogo", avalia o ex-volante. O Esquadrão, que começou a Séria como um dos principais candidatos ao rebaixamento, está na sexta colocação, com 13 pontos, três de distância do líder Botafogo.

Calote – Em agosto de 2011, o iBahia Esportes publicou matéria tratando da situação do ex-jogador. À época, ele sobrevivia com R$ 700 e revelou que o Bahia ainda não havia lhe pagado o FGTS do tempo em que defendeu o clube. A entrevista com 'Cabo Lima', como ficou conhecido, sensibilizou o presidente Marcelo Guimarães Filho, que prometeu sanar o débito com o jogador e ainda prestar homenagem a ele diante da torcida, ainda em Pituaçu. "Não depositaram, não entrou nada. O Bahia continua me devendo", lamentou o ídolo tricolor.


Tabela interativa da Série A com atualização online


Fonte: Rafael Sena – Ibahia.com

Foto: Reprodução

Comentários (0)
Comentar