Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Após ofício da OAB, Presidente da FBF garante: ‘Não existe irregularidade’

6

Após ofício da OAB, presidente da FBF garante: “Não existe irregularidade”

Ordem dos Advogados do Brasil solicita à Federação cópias de contratos firmados nos últimos dois anos. Ednaldo Rodrigues assegura lisura da entidade baiana

Ednaldo Rodrigues destaca que contas da FBF são auditadas anualmente (Foto: Rafael Santana)

As investigações do FBI na Fifa motivaram desdobramentos em território baiano. A Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA) protocolou um ofício na Federação Bahiana de Futebol (FBF), no último dia 29, no qual solicita cópias dos contratos firmados pela entidade nos últimos dois anos com a CBF, a Fifa e a Traffic.

A iniciativa, no entanto, não inquieta o presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues. Em contato com a reportagem do GloboEsporte.com, Rodrigues afirmou que a entidade está respondendo à solicitação da OAB e salientou que não há contratos firmados com CBF, Fifa ou Traffic.  

– A OAB protocolou no dia 29, e a FBF tem prazo de 20 dias para responder. A Federação já está respondendo que em tempo algum firmou contratos com Fifa nem com CBF nem com Traffic, de qualquer natureza. Em qualquer tempo, não só nos últimos dois anos – afirmou.  

O GloboEsporte.com também conversou com o advogado que preside a Comissão de Combate à Corrupção da OAB-BA, Domingo Arjones. Segundo ele, a relação próxima entre Marin e Ednaldo Rodrigues foi uma das razões para a reivindicação de informações sobre os contratos da FBF.

– O que motivou o pedido foi a Copa do Mundo no Brasil, a Bahia ter sido uma sede. Além disso, existe uma relação muito próxima entre Ednaldo Rodrigues [presidente da FBF] e o Marco Polo Del Neto [presidente da FBF]. Também com o próprio José Maria Marin [vice-presidente da CBF]. O Ednaldo apoiou o Del Nero na eleição da CBF. A prisão do Marin na Suíça levou a nossa preocupação. Já existem algumas investigações em torno da FBF no Ministério Público. O que se sabe é que seriam assuntos relacionados ao Sua Nota é um Show. (…) Outro ponto que me motivou foi um contrato da FBF com a Embasa, que possui uma cláusula de sigilo. Mas a Embasa é um órgão público e precisamos ter acesso a essas informações – disse o advogado.  

Citada por Arjones, a Embasa foi procurada pela reportagem na tarde desta quinta-feira. A assessoria de imprensa informou que o órgão não tem informações acerca do caso.

Arjones ainda explicou que foi estipulado um prazo de 20 dias para que a FBF coloque os dados solicitados à disposição. O membro da OAB-BA lembrou que a FBF, mesmo como entidade privada, não está livre de fiscalização.

– Eles têm 20 dias para responder. Na lei diz que as entidades privadas que atendem a fins públicos devem se submeter ao critério de transparência e lisura. Se não há nada a temer, uma vez que está tudo certo, como disseram na imprensa, eles vão disponibilizar os dados que solicitamos. A OAB-BA, por meio da Comissão de Combate à Corrupção, pretende prestar um serviço à comunidade baiana – declarou.  

“FEDERAÇÃO PRIMA PELA HONRADEZ”, AFIRMA RODRIGUES

O presidente da FBF ainda se manifestou sobre as suspeitas levantadas por Arjones acerca de contratos com Embasa e sobre o programa “Sua Nota é Um Show”. Ele lembrou que o Ministério Público já realizou uma investigação a respeito e garantiu que toda a documentação foi apresentada ao órgão.  

– A Federação, em tudo que foi solicitada pelo Ministério Público, em relação aos contratos com a Embasa e “Sua Nota é Um Show”, foi encaminhado para o Ministério Público. Sendo que, em algumas dessas situações, já foram inclusive colocadas à disposição e viram que não tem nenhuma irregularidade – declarou.  

Ednaldo Rodrigues ainda aproveitou para salientar que a Federação está tranquila quanto à solicitação da OAB e que tem totais condições de apresentar documentos e contas, caso outras suspeitas sejam levantadas sobre a lisura da entidade. Ele garantiu que não há irregularidades na FBF e lembrou que as contas do órgão são auditadas e apresentadas anualmente em assembleia geral.  

– A Federação prima pela honradez, transparência e total legalidade. Em qualquer situação que sejamos consultados, em relação a qualquer dúvida que possa pairar sobre qualquer órgão, a Federação está tranquila e em condições de mostrar todas as suas contas. Inclusive, a Federação é auditada por auditores independentes. Suas contas são submetidas ao Conselho Fiscal, à auditoria independente e também à assembleia geral, que é formada pelos filiados da entidade. A assembleia geral é que julga anualmente as contas da Federação. E, até aqui, sempre foram aprovadas com louvor, por conta da legalidade, transparência e tudo aquilo que foi realizado em cada ano. Inclusive dizendo mais: a entidade cumpre fielmente as leis, tanto que as contas da entidade são publicadas no site oficial, tanto da FBF quanto no próprio site da CBF, de acordo com o que exige a Lei Pelé. Sempre estaremos tranquilos no que diz respeito a essa questão, quando se levanta a possibilidade de irregularidade. Posso afirmar que não existe qualquer irregularidade na entidade – finalizou.

Comentários
Carregando...