Azarões

Azarões Vasco e Bahia fazem duelo pela afirmação no Brasileiro

Apontados como candidatos ao rebaixamento, equipes se enfrentam neste sábado em busca de sequência de bons resultados antes de pausa

Vasco e Bahia iniciaram o Campeonato Brasileiro como candidatos ao rebaixamento. O início das duas equipes na competição até poderia reforçar essa ideia. Mas os últimos resultados significaram um sopro de esperança de dias melhores, que pode ser confirmada para um deles no duelo deste sábado às 18h30m, em Volta Redonda (RJ), pela quinta rodada, a última antes da paralisação da competição para a Copa das Confederações.

Após sofrer duas derrotas seguidas – sendo que uma delas por 5 a 1 para o São Paulo -, o Vasco teve uma nova injeção de ânimo com a vitória por 2 a 0 sobre o poderoso Atlético-MG, na última quarta-feira. O resultado aumentou a confiança do grupo cruz-maltino, que espera encerrar essa primeira etapa do Brasileirão com um novo triunfo que o manterá na parte de cima da tabela.

Desacreditado. Assim o Bahia iniciou sua trajetória no Brasileirão 2013, após um início de temporada ruim. Mas as vitórias contra Internacional e Botafogo, que alçaram o Tricolor à sétima posição na tabela, deram ao elenco a possibilidade de sonhar com voos maiores. Agora, Cristóvão Borges e seus comandados querem uma vitória diante do Vasco para chegar ao G-4.

O SporTV (menos para o Rio de Janeiro) e o PremiereFC (para todo o Brasil) transmitem o jogo ao vivo. O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real.

Vasco: o técnico Paulo Autuori tem algumas baixas, mas vai contar com a estreia do atacante André, que deve começar no banco. Outra novidade é a presença de Dieyson na lateral esquerda. Com problemas físicos, Tenorio é dúvida, mas novamente deve dar lugar a Edmilson. Assim, o Vasco deve começar o jogo contra o Bahia com a seguinte formação: Michel Alves, Elsinho, Luan, Renato Silva e Dieyson; Sandro Silva, Wendel, Pedro Ken e Alisson; Carlos Alberto e Edmilson (André).

Bahia: o técnico Cristóvão Borges será forçado a mexer na equipe. O atacante Potita é o mais cotado para assumir a vaga do machucado Marquinhos e terá a função de ajudar na criação das jogadas. Fora isso, o Bahia é o mesmo dos três últimos jogos: Marcelo Lomba; Madson, Titi, Lucas Fonseca e Jussandro; Fahel, Diones e Hélder; Ryder, Potita e Fernandão.

Vasco: Bernardo e Rodolfo se recuperam de cirurgias e estão entregues ao departamento médico. Eder Luis está sem dores no joelho direito, mas fica fora para recuperar a forma física. O recém-contratado André ainda não teve sua documentação regularizada.

Bahia: a única mudança no Bahia é por força de contusão. Marquinhos deixou a partida contra o Botafogo com dores na coxa e foi vetado pelo departamento médico.

Vasco: Elsinho e Luan.

Bahia: Jussandro, Marquinhos Gabriel e Ryder.

Marcelo Aparecido de Souza (SP) apita o jogo, auxiliado por Guilherme Dias Camilo (MG) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP). O árbitro fará a sua estreia nesta edição do Campeonato Brasileiro. O campeonato tem média de 3,90 amarelos, 0,2 vermelho, 32,9 faltas e 0,2 pênalti por partida.

Vasco: seu ataque é o que menos finalizações certas (10) conseguiu. Um dos motivos é ser a terceira equipe que mais faltas (71) sofreu, 38 quando mandante. Os adversários não deixam o time evoluir. O estranho é que, apesar disso, os adversários do Vasco receberam apenas dois amarelos e um vermelho. Outro problema é que quando o time chega ao ataque, é um dos mais flagrados em impedimentos (11). Aí fica difícil. Só fez quatro gols em quatro jogos.

Bahia: não só o Bahia é a equipe que mais faltas cometeu (83) no Brasileirão (49 quando visitante). É também a que mais cartões amarelos (15) levou no Brasileirão, 11 quando visitante. Tem de apelar, porque ainda assim é a segunda equipe que mais finalizações sofreu (68) e a sexta que mais finalizações certas sofreu (20). Sua defesa está entre as menos organizadas para deixar adversários em impedimentos (sete). Vem de vitórias por 2 a 1 contra Internacional e Botafogo, dois adversários que também se organizam pouco para deixar adversários em impedimento, assim como o Coritiba, com quem empatou. Isso ajuda a entender por que o ataque baiano é até aqui o menos flagrado em impedimentos (quatro). No entanto, o Vasco é a terceira defesa mais beneficiada por impedimentos marcados (19). Poderá ter problemas com isso. A ver.

De forma surpreendente, o Tricolor Baiano conseguia a sua recuperação no Campeonato Brasileiro de 2012 e goleou o Vasco da Gama em seus domínios, São Januário, pelo acachapante placar de 4×0. O jogo teve como destaque, o atacante Jones Carioca. Nesta partida, o Treinador Cristóvão Boirges pediu demissão do “gigante da Colina”. Veja o vídeo:

Fonte e arte: GLOBOESPORTE.COM

Obs: O tópico “História”, foi modificado pela UTB em função do site de origem ter colocado um triunfo do Vasco sobre o Bahia, a despeito da freguesia do clube Carioca.