Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Bahia 2 x 0 Universidad César Vallejo :: O jogo, Scout, Ficha Técnica e os gols

21

Bahia desmonta retranca Peruana e abre vantagem na Sul-Americana

Tricolor sofre, mas cresce após expulsão de jogador do César Vallejo e vence por 2 a 0 na Fonte Nova, gols de Titi e William Barbio

DESTAQUES DO JOGO

  • Momento decisivo

18min 2º tempo

Pará faz boa jogada e Ciucci exagera na força e recebe cartão vermelho. Com dez em campo, César Vallejo vê cair a sua retranca e perde o jogo por 2 a 0

  • Estrela

William Barbio

O atacante do Bahia William Barbio precisou de 12 segundos em campo para balançar as redes peruanas, após boa jogada do Marcos Aurélio

  • Faltou pontaria

Maxi

Apesar do triunfo, o Bahia perdeu boas chances de aumentar a vantagem. No fim do jogo, Maxi perdeu uma grande oportunidade de definir o confronto.

A CRÔNICA

O Bahia entrou em campo na Fonte Nova, pela Copa Sul-Americana, disposto a manter o embalo conquistado nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro. No entanto, encontrou do outro lado um adversário disposto a segurar o ataque tricolor. Assim, o Cesar Vallejo veio a Salvador. Em um jogo de primeiro tempo fraco com o Bahia enfrentando dificuldades para criar, a missão peruana  até esteve perto se concretizar, mas a melhora baiana no segundo tempo, somada com a expulsão do argentino Ciucci facilitou as coisas para o Tricolor baiano. O time de Gilson Kleina aproveitou a vantagem numérica e venceu por 2 a 0, com gols de Titi e William Barbio.

Pouco menos de dez mil torcedores compareceram ao estádio da Fonte Nova. Com o resultado, o Bahia pode até perder por um gol de diferença na partida de volta, que ainda assim, avança para a próxima fase. Além da vantagem de não ter sofrido gols dentro de casa.

As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 15. Desta vez, no Peru, no estádio Mansiche, na cidade de Trujillo. Antes disso, as duas equipes voltam suas forças para os seus respectivos campeonatos nacionais. O Bahia enfrenta o Fluminense, no próximo sábado, Às 16h20 (horário de Brasília), no Mané Garrincha, em Brasília. Enquanto o Vallejo enfrenta o Alianza Lima, também no sábado, em casa. O vencedor do confronto entre Bahia e Vallejo pela Sul-Americana terá como rival, nas quartas de final, o ganhador do duelo entre Nacional-COL e Vitória.

Poucas chances e uma retranca peruana

[**ADS**]

Com o time modificado em relação aos últimos jogos, o Bahia começou a partida sentindo dificuldades para se ajustar. Do outro lado, o time peruano mostrou desde cedo a retranca que os baianos teriam pela frente. Em um dos poucos momentos em que o Bahia chegou, Emanuel parou nas mãos de Libman. Enquanto isso, o Vallejo se defendia bem e assustava o Bahia nas suas chegadas, ainda que sem trabalho para Lomba. Com a retranca bem armada, os peruanos foram para o intervalo comemorando o empate em 0 a 0.

Expulsão, gols e retranca desarmada

O segundo tempo começou de forma bem parecida com a da etapa inicial. De um lado, um Bahia com dificuldades para encontrar o caminho do gol. No entanto, as coisas ficaram mais fáceis para o Tricolor. Aos 18 minutos, Ciucci fez falta dura em Pará e recebeu cartão vermelho. Na cobrança da falta, Emanuel colocou na cabeça de Titi, que empurrou para as redes: Bahia 1 a 0. Aos 34, William Barbio, que havia acabado de entrar, tocou na bola pela primeira vez para marcar o segundo do Bahia, após bate-rebate na área. O gol decretou o triunfo tricolor, que ainda criou outras chances e desperdiçou oportunidades de sair da Fonte Nova com uma vantagem ainda maior. No entanto, isso não impediu a festa dos quase dez mil torcedores nas arquibancadas e ainda garantiu uma importante vantagem para a partida de volta, no Peru.

bahia x universidade césar - wiliam barbio (Foto: AFP)

Wiliam Barbio conduz o Bahia ao triunfo diante do César Vallejo por 2 a 0

O melhor: Pará. Correu demais. Foi a principal arma ofensiva do Bahia. Sofreu a falta que provocou a expulsão de Emiliano Ciucci e ainda originou o primeiro gol tricolor.

O pior: Emiliano Ciucci. Fez falta dura em Pará e foi expulso de campo no início do segundo tempo. Complicou a vida do time peruano, que depois de ficar com um a menos, sofreu dois gols e ficou em situação complicada no confronto.

Chave do jogo: Superioridade numérica. Foi depois de ficar com um homem a mais em campo que o Bahia conseguiu marcar os dois gols, e assim construir uma boa vantagem para o jogo de volta.

Para lembrar:

200 vezes Lomba! Ídolo da torcida tricolor, o goleiro Marcelo Lomba completou nesta quarta-feira 200 jogos com a camisa do Bahia.

Mais Ba-Vi? Caso Bahia e Vitória – que encara o Nacional de Medellín-COL – passem de fase, eles se cruzarão nas quartas de final. Os times já se enfrentaram seis vezes nesta temporada.

Scout

[**SCOUT**]

Bahia 2 x 0 Universidad César Vallejo

Copa Total Sul-America – Oitavas de final (1º jogo)

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador-BA

Data: 1º de outubro de 2014, quarta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Público: 9.714 pessoas

Renda: R$ 248.879,00

Árbitro: Carlos Amarilla-PAR

Assistentes: Darío Gaona-PAR e Hugo Martínez-PAR

Cartões amarelos: Bahia: Demerson; UCV: Juan Morales e Tejada

Cartão vermelho: UCV: Ciucci

Gols: Bahia: Titi 19' 2º T e William Barbio 34' 2º T

Bahia: Marcelo Lomba; Railan, Demerson, Titi e Pará; Fahel, Léo Gago, Diego Macedo (Marcos Aurélio) e Emanuel Biancucchi (William Barbio); Rafinha (Maxi Biancucchi) e Kieza

Técnico: Gílson Kleina

Universidad César Vallejo: Libman; Requena, Cardoza, Ciucci e Jesús Álvarez; Juan Morales, Hinostroza (Serrano), Ronald Quinteros e Millán; Daniel Chávez e Andy Pando (Tejada)

Técnico: Franco Navarro

Comentários
Carregando...