Bahia defende invencibilidade

Bahia defende invencibilidade

Bahia reabre a Arena Fonte Nova no clássico de amanhã à tarde, contra o Corinthians


Motivação é o que não falta para a torcida. Depois de quase dois meses entre os jogos fora de Salvador e o recesso da Copa das Confederações, o Bahia reabre a Itaipava Arena Fonte Nova no clássico de amanhã à tarde, contra o Corinthians. O Tricolor baiano defende nesta partida, válida pela 6ª Rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, uma classificação inédita de 8o colocado na 1ª Divisão, e um tabu de três anos sem derrotas para seu adversário paulista, atual campeão do mundo interclube.

Em compensação, o Bahia não vence o Corinthians em casa, em Salvador, desde 2001. A história de confrontos do Bahia com o Corinthians na Fonte Nova mostra uma ligeira vantagem para os paulistas. Em Brasileiros, desde 1968 são 21 partidas na antiga casa do Bahia. São 7 triunfos para o Esquadrão, 8 para eles e seis empates, somando 22 gols para cada lado.

“A última partida realizada na Fonte foi pelo primeiro turno do Brasileiro de 2003, empate em 0x0 tal qual ocorrera em 2002. O último jogo em que saímos vencedores contra eles foi em 2001, com gol do lateral esquerdo Jefferson no final do 1º tempo”, destaca Wladimir Costa no site ecbahia.com.br.

Apesar do retrospecto relativamente positivo nos últimos confrontos contra o Corinthians na Fonte Nova, quando os enfrentamos em Pituaçu ou no Joia da Princesa, a coisa muda de figura. Nesses dois estádios, o Bahia encarou o alvinegro de Itaquera em três ocasiões, saindo derrotado em duas ocasiões (3×0 pela Série B de 2008 e 1×0 pela Série A de 2011) e empatando a última partida em 0x0.

Neste domingo, o técnico Cristóvão Borges e seus jogadores terão a oportunidade de manter a invencibilidade do Bahia diante do adversário na nova Fonte. Caso vença, o tricolor certamente ficará mais próximo dos líderes do campeonato, mantendo a meta e o sonho de lutar por uma das quatro vagas brasileiras para a Taça Libertadores da América de 2014. Mas, do outro lado, uma derrota em casa começa a flertar com a zona de rebaixamento da Série A.

Mas o Bahia, mais uma vez, não deve contar com o apoio da sua imbatível “Nação Tricolor”. A procura de ingressos para este clássico tem sido muito pequena por parte do torcedor baiano, num clássico que, em outros tempos, era a garantaia de casa cheia, com mais de 50 mil torcedores na Arena Fonte Nova.

Jogadores realizaram treino de reconhecimento

Ontem à tarde, o elenco do Bahia realizou um treinamento de reconhecimento do gramado da Arena Fonte Nova, local da partida de amanhã, contra o Corinthians.

O técnico Cristóvão Borges optou em fazer um trabalho com bola, em campo reduzido, com a intenção de adaptar os jogadores ao gramado da Arena, que tem caracteristicas e dimensões diferentes ao do campo em que o Tricolor treina no CT do Fazendão.

Os únicos atletas que não participaram do treino na Arena Fonte Nova foram o volante Toró e os zagueiros Rafael Donato e Demerson, que ficaram no CT do Fazendão, treinando na academia do clube. O único desfalque do Bahia para a partida de amanhã é o volante Diones, que foi expulso no jogo contra o Vasco.

O volante Hélder e o meia Marquinhos Gabriel, que durante a semana tiveram problemas médicos, treinaram normalmente e são opções para a partida de amanhã, às 16 horas.

Hoje, o elenco tricolor voltou a treinar, desta vez no CT do Fazendão, fechando a preparação para o clássico contra o Corinthians.

Tabela interativa da Série A: http://uniaotricolorba.com.br/tabelaseriea.asp


Fonte e foto: Tribuna da Bahia