Bahia desperdiça pênalti, perde da Chapecoense em casa e não tem mais chances de G-7

Bahia enfrenta a Chapecoense na Arena Fonte Nova (Foto: Marcelo Malaquias/Divulgação/EC Bahia)

Neste domingo (26), o Bahia perdeu para a Chapecoense por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro e não tem mais chances de chegar ao G-7. A Chape abriu o placar com Wellington Paulista, no final do primeiro tempo. Edigar Junio teve a chance de empatar a partida, mas acabou desperdiçando um pênalti no início da segunda etapa.

Para conquistar a vaga na Libertadores, o Tricolor precisa torcer para o Grêmio conquistar o título continental deste ano e o Flamengo ser campeão da Copa Sul-Americana. Com a derrota, o Bahia caiu para a 11ª posição, com 49 pontos.

O Bahia encerra a participação no campeonato enfrentando o São Paulo, no próximo domingo (3), às 16h, no Morumbi.

O JOGO

Antes da partida, ocorreu uma homenagem às vítimas da tragédia da Fonte Nova, que aconteceu há dez anos. Após o início do jogo, o Bahia teve a primeira chance, com Edigar Junio, que recebeu na grande área, cortou, mas foi desarmado na hora do chute. Logo depois, a Chapecoense chegou com Wellington Paulista, que invadiu a área e chutou para a boa defesa de Jean.

Aos 12, Juninho Capixaba fez boa jogada pela esquerda e encontrou Vinícius, que girou e tocou para Zé Rafael que vinha de trás e bateu para fora. Cinco minutos depois, a Chape teve boa chance: Apodi recebeu pela direita e chutou de longe, mas Jean espalmou para fora. Aos 19, Reinaldo recebeu na esquerda e cruzou, mas Jean afastou.

Aos 31, Vinícius recebeu na área e caiu após a chegada de Amaral na marcação. A torcida pediu pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

Aos 40,  João Pedro recebeu pela esquerda, mas Tiago conseguiu o desarme na linha de fundo e botou a bola para escanteio. Dois minutos depois, após boa jogada pela esquerda, Juninho Capixaba tocou errado para Mendoza.

Aos 44, a Chapecoense abriu o placar. Após um erro de Thiago Martins, que subiu fora do tempo de bola, Canteros dominou na grande área e tocou para Wellington Paulista fazer o gol da equipe catarinense.

Segundo tempo

O Bahia voltou com Edson no lugar de Vinícius e tentou buscar o ataque. Em cobrança de escanteio, Edigar Junio desviou de cabeça, mas Apodi cortou antes da chegada de Renê Júnior. Em outra boa chance, Mendoza aproveitou a falha da zaga da Chape e cabeceou fraco para a defesa de Jandrei.

Aos 7, após falta cobrada na área, Renê Junior cabeceou, a bola bateu no braço de Douglas Grolli e o árbitro marcou pênalti. Uma confusão entre Mendoza e Reinaldo fez com que os dois recebessem cartão amarelo. Aos 10, Edigar Junio cobrou a penalidade com paradinha, mas atingiu a trave.

Aos 18, Mendoza não aproveitou cruzamento de Eduardo na pequena área.

Aos 30, após escanteio para o Bahia, a bola sobrou para Tiago, que acabou isolando o chute. Dois minutos depois, em cobrança de falta na área, Tiago se chocou com Douglas e caiu. A torcida pediu mais um pênalti, mas o árbitro mandou seguir.

FICHA TÉCNICA

Bahia 0x1 Chapecoense
Campeonato Brasileiro – 37ª rodada
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 26/11/2017
Horário: 17h (Horário da Bahia)
Árbitro: Péricles Bassols (PE)
Assistentes: Cleberson do Nascimento Leite e Marcelino Castro de Nazaré (ambos de PE)
Assistentes adicionais: Gilberto Rodrigues Castro Junior e José Woshington da Silva (ambos de PE)
Cartões amarelos: Mendoza, Zé Rafael (duas vezes), Eduardo (Bahia) / Amaral, Douglas Grolli, Reinaldo (Chapecoense)
Cartão vermelho: Zé Rafael (Bahia)
Gol: Wellington Paulista (Chapecoense)

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Thiago Martins e Juninho Capixaba; Renê Júnior (Hernane), Allione (Régis), Zé Rafael, Vinícius (Edson) e Mendoza; Edigar Junio. Técnico: Paulo Cézar Carpegiani.

Chapecoense: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Douglas e Reinaldo; Amaral, Canteros, Elicarlos (Fabricio Bruno), João Pedro (Nadson) e Luiz Antonio (Moisés Ribeiro); Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina.

Leia também:
Empresário declara que Eder está deixando o Bahia rumo ao Novorizontino
Santos está interessado em Diego Cerri, mas presidente diz desconhecer negociação
Guilherme Bellintani avalia proposta do São Paulo por Jean: “Ainda não é suficiente”
Lateral-esquerdo Juninho Capixaba é sondado pelo Corinthians