Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Bahia é o terceiro time com mais desfalques por lesão em 2018; Tiago é a maior vítima

Zagueiro desfalcou o Tricolor em cinco ocasiões; Marco Antônio foi o atleta que ficou de fora no maior número de jogos, tendo sido vetado de 21 partidas

Tiago treina pelo Bahia no Fazendão (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)

O site GloboEsporte.com realizou um levantamento das lesões sofridas pelos jogadores do Bahia na temporada 2018. Segundo as informações, os atletas tricolores tiveram 14% menos lesões de joelho em relação a 2017, porém houve um aumento de 166% nas baixas por problemas musculares na coxa. Com isso, o Bahia foi o terceiro time com maior número de desfalques ao longo do ano entre as equipes da Série A, com 50 baixas, atrás apenas de Grêmio (64) e Paraná (57).

Jogadores que mais desfalcaram o Bahia em 2018 (Foto: InfoEsporte)
Jogadores que mais desfalcaram o Bahia em 2018 (Foto: InfoEsporte)

O atleta que mais precisou visitar o departamento médico foi o zagueiro Tiago, que passou por tratamento em cinco diferentes ocasiões, entre março e outubro. Com isso, o defensor ficou de fora de 14 partidas ao longo do ano. Em quatro vezes, ele teve problemas em músculos da coxa. Na outra ocasião, ele teve dores na panturrilha.

Lesões do Bahia em 2018 (Foto: InfoEsporte)
Lesões do Bahia em 2018 (Foto: InfoEsporte)

Outros atletas do Bahia que precisaram passar por tratamento em múltiplas ocasiões foram: Élber (quatro vezes), Douglas (três), Elton (três), Lucas Fonseca (três) e Nino Paraíba (três).

Porém, o jogador que desfalcou o Tricolor pelo maior número de jogos foi o meia Marco Antônio. Por conta de uma entorse no tornozelo esquerdo e de dores no pé, ele não esteve disponível em 21 jogos.

Critérios da pesquisa

O site GloboEsporte.com explica assim como foi o critério utilizado para a realização desse levantamento:

“As informações levantadas para esta pesquisa foram retiradas nos sites oficiais de cada um dos 20 times que disputaram a Série A em 2018, além do apurado pelos setoristas do GE no dia a dia dos clubes.

O recorte temporal deste levantamento foi de 01 de janeiro de 2018 até a data da publicação desta matéria: 19 de dezembro de 2018. Todas as baixas médicas sofridas pelos jogadores fora desse universo temporal não entraram na pesquisa.

O critério para inclusão de um atleta no levantamento foi o veto pelo departamento médico de pelo menos uma partida por motivo clínico. Todos os problemas médicos que impediram a escalação do jogador na equipe para a partida seguinte foram computados no levantamento.

Jogadores poupados e com desgaste físico não entraram na conta assim como problemas fisiológicos. Todos os clubes receberam o contato da reportagem para checagem da lista de jogadores no DM na temporada.”

Comentários
Carregando...