Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Com uso do VAR, Bahia empata com o Palmeiras no jogo de ida das quartas da Copa do Brasil

Árbitro de vídeo entrou em ação para anular cartão vermelho do volante Gregore, que havia cometido pênalti em cima de jogador do Palmeiras

Zé Rafael em jogo do Bahia contra o Palmeiras (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
30

Na noite desta quinta-feira (2), o Bahia empatou em 0 a 0 com o Palmeiras, na Arena Fonte Nova, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Esta fase da competição contou o uso da tecnologia do árbitro de vídeo (VAR), que entrou em cena, influenciando no curso da partida.

O árbitro Anderson Daronco usou o VAR para retirar o cartão vermelho que havia dado ao volante Gregore, do Bahia, após ele ter cometido pênalti. Após consultar a tecnologia, ele deu o cartão amarelo ao jogador.

O jogo de volta acontece na quinta-feira, dia 16 de agosto, às 19h15, no Allianz Parque. Quem vencer a partida, se classifica às semifinais. Qualquer empate leva a decisão aos pênaltis.

O Bahia volta a campo no próximo domingo (5), às 19h, para enfrentar o Fluminense, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

O JOGO

Primeiro tempo

Logo no primeiro minuto de jogo, o Palmeiras teve uma boa chance. Moisés tenta tocar para Deyverson, mas a bola sobrou para Dudu, que ficou de cara para o gol e bateu na saída de Anderson. Mas o goleiro tricolor fez grande defesa.

O Bahia sofria com a forte marcação palmeirense e não conseguia tocar a bola e armar jogadas. Já o alviverde controlava a partida e conseguia impor velocidade nas subidas para o ataque.

Aos 14, nova chance palmeirense: Dudu cruzou da esquerda e Deyverson, livre na área, deu uma linda bicicleta e a bola passou muito perto da trave direita de Anderson.

Com o tempo, o Palmeiras diminuiu a intensidade da marcação e o Bahia começou a equilibrar o jogo e ter suas chances

Aos 17, Edigar Junio encontrou Zé Rafael, que avançou e foi derrubado pela defesa palmeirense quase na risca da grande área. O próprio Zé Rafael cobrou a falta e a bola tirou tinta da trave esquerda da equipe paulista.

Aos 20, Diogo Barbosa cruzou na área, Bruno Henrique pegou a sobra e bateu forte. A bola explodiu em Mena.

Aos 27, após Anderson afastar o perigo após escanteio para o Palmeiras, Zé Rafael puxou um rápido contra-ataque pela esquerda e tocou para Gilberto, que vinha livre, mas o atacante chutou para longe.

Aos 46, o Bahia teve uma última chance na primeira etapa. Elton pegou uma sobra na área e bateu para o gol, mas o chute foi bloqueado por Edu Dracena.

Segundo tempo

Logo no primeiro minuto, o Bahia ficou perto de abrir o placar. Em contra-ataque, Mena cruzou na área e Gilberto cabeceou perto do gol de Weverton.

Aos cinco, nova chance tricolor. Edigar Junio recebeu na entrada da área, girou sobre Edu Dracena e bateu, mas a bola passou por cima do travessão.

Aos nove, o Bahia quase fez um gol contra. Após falta na área, Gregore tentou cortar para escanteio, mas a bola tomou a direção do gol e Anderson precisou fazer uma grande defesa.

Aos 12, o Bahia tentou o contra-ataque. Gilberto encontrou Edigar Junio, que avançou em velocidade pelo meio e tocou para Vinícius, que foi derrubado perto da entrada da área. Gilberto cobrou a falta na barreira.

Aos 15, mais uma chance tricolor: Edigar Junio chutou, o goleiro Weverton rebateu e a bola quase ficou com o ataque do Bahia, mas o zagueiro Antônio Carlos tirou o perigo. No minuto seguinte, Elton cortou Felipe Melo e bateu de fora da área, para uma grande defesa de Weverton. No rebote, Gilberto tentou o cruzamento, mas a defesa palmeirense mandou para escanteio.

Aos 19, o Palmeiras respondeu: Diogo Barbosa cobrou falta colocada e a bola passou muito perto da trave de Anderson.

O Palmeiras teve a grande chance da partida em um lance que ficou marcado pelo uso do VAR: aos 24, Dudu avançou pela esquerda e encontrou Artur dentro da área. O atacante foi derrubado por Gregore. O árbitro Anderson Daronco marcou pênalti e deu o cartão vermelho ao volante do Bahia. Porém, após consultar o árbitro de vídeo, ele anulou o cartão vermelho e deu apenas o amarelo a Gregore.

Apenas aos 30, o pênalti foi cobrado. Bruno Henrique foi para a bola e mandou no travessão. Seguia o 0 a 0.

Aos 44, numa disputa de bola no alto, Deyverson acabou acertando o cotovelo no resto de Mena, que sangrou bastante e ficou no chão. Após ser informado pelo VAR, o árbitro mostrou o cartão vermelho.

FICHA TÉCNICA
Bahia 0 x 0 Palmeiras
Copa do Brasil – Quartas de final (1º jogo)

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 02/08/2018 (quinta-feira)
Horário: 19h15
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Kleber Lucio Gil
Árbitro de vídeo: Leandro Vuaden, assistido por Ivan Carlos Bohn e Rodolpho Toski Marques

Cartões amarelos: Zé Rafael, Bruno, Tiago, Gregore (Bahia) / Diogo Barbosa, Felipe Melo (Palmeiras)

Cartão vermelho: Deyverson (Palmeiras)

Bahia: Anderson; Bruno, Lucas Fonseca, Tiago e Mena; Elton e Gregore; Zé Rafael (Élber), Vinícius e Edigar Junio (Marco Antônio); Gilberto. Técnico: Enderson Moreira.

Palmeiras: Weverton, Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Moisés (Gustavo Scarpa); Willian (Artur), Dudu (Thiago Santos) e Deyverson. Técnico: Paulo Turra.

Comentários
Carregando...