Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Bahia toma susto, leva virada, mas acaba goleando o Altos-PI na Fonte Nova

Tiago, Edigar Junio (2), Vinícius e Zé Rafael fizeram os gols tricolores; Joelson e Tiago (contra) marcaram para o Altos

Vinícius e Edigar Junio comemoram gol na Arena Fonte Nova (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
22

Na noite desta terça-feira (20), o Bahia goleou o Altos-PI por 5 a 2, na Arena Fonte Nova, pela quinta rodada do Grupo C da Copa do Nordeste. O resultado dá a impressão de ter sido um jogo fácil, mas o Tricolor teve altos e baixos na partida e foi alvo de vaias da torcida em alguns momentos. Todos os gols da partida foram marcados no segundo tempo, e após sair na frente, o Bahia acabou levando a virada. Porém, o Esquadrão conseguiu se recuperar e construiu uma goleada em cima da equipe piauiense. Tiago, Edigar Junio (2), Vinícius e Zé Rafael fizeram os gols tricolores. Joelson e Tiago (contra) marcaram para o Altos.

Com o triunfo, o Bahia chega aos nove pontos no seu grupo, e caso o Náutico tropece contra o Botafogo-PB nesta quinta-feira (22), o Tricolor consegue a classificação antecipada às quartas de final da Copa do Nordeste.

A equipe volta a campo neste domingo (25), contra o Juazeirense, pela semifinal do Campeonato Baiano, na Arena Fonte Nova. O Tricolor tem a vantagem do empate.

O JOGO

Primeiro tempo

O Bahia tinha o domínio da bola no início da partida e teve a sua primeira chance aos 10 minutos de jogo. Zé Rafael recebeu de Gregore, passou pelos adversários e cruzou para a cabeçada de Kayke. A bola passou ao lado do gol.

Porém, o Altos aproveitou a falta de volume de jogo do Tricolor baiano e chegou a marcar aos 20 minutos, porém o gol de Américo foi anulado por impedimento.

Aos 24, o Bahia voltou a atacar: Zé Rafael ficou livre na área, driblou o goleiro Gideão, mas ficou sem ângulo. Ele tentou tocar por cima do goleiro, mas ele conseguiu defender.

Aos 33, o Altos teve boa chance. Marconi arriscou de fora da área para a grande defesa de Douglas. A torcida se irritou com o lance e com a má atuação do Bahia e começou a vaiar o time e o treinador Guto Ferreira.

Aos 39, apesar dos gritos “Adeus, Guto!”, o torcedor quase comemorou um gol tricolor. Vinícius bateu colocado e a bola passou muito perto do gol de Gideão, dando até a impressão que a bola tinha entrado. Aos 40, Edigar Junio recebeu na área e bateu para a boa defesa de Gideão. Aos 44, Kayke arriscou de fora, mas a bola passou longe.

Com 0 a 0 no placar, os jogadores do Bahia foram para o intervalo sob muitas vaias.

Segundo tempo

No primeiro minuto da segunda etapa, Zé Rafael recebeu livre na área, mas bateu mal e a bola foi por cima do gol. Aos cinco, Vinícius fez grande jogada individual, driblou a defesa e bateu para a defesa de Gideão. No rebote, Edigar Junio chutou em cima da defesa.

Após tantas chances perdidas, enfim o Bahia abriu o placar. Aos sete, Vinícius cruzou na área, o goleiro Gideão saiu mal e a bola sobrou para Tiago, que não cabeceou muito bem, mas a bola bateu nas costas do goleiro e entrou. Os jogadores comemoram o gol abraçando o técnico Guto Ferreira.

No minuto seguinte, o Bahia perdeu uma chance incrível de fazer o segundo gol. Zé Rafael achou Kayke livre na área, na cara do gol. Porém, ele chutou em cima do goleiro Gideão, que fez boa defesa.

Após perder esta chance, o Bahia foi vítima da famosa frase “quem não faz, toma”. O Altos conseguiu empatar logo após o gol perdido do Tricolor. Aos nove, Marconi tocou para Joelson bater no canto, sem chances para o goleiro Douglas.

Aos 17, o Bahia perdeu boa chance para desempatar. Zé Rafael pegou uma sobra livre na área, mas bateu por cima. Aos 19, o Altos que perdeu boa chance. Joelson arriscou de fora da área e a bola passou perto do gol tricolor.

Mas, no minuto seguinte, o Altos conseguiu a virada. Aos 20, Vagner cruzou rasteiro e o zagueiro Tiago acabou mandando para o próprio gol na dividida com Dos Santos. Mais uma vez, a torcida pediu a saída de Guto Ferreira.

O Bahia foi para cima após sofrer a virada. Aos 21, Vinícius arriscou de fora da área, mas a bola vai na trave. No rebote, Marco Antônio bateu mal. Aos 26, Edigar Junio finalizou após cruzamento e o goleiro Gideão defendeu. No rebote, mais uma vez Marco Antônio desperdiçou a chance, chutando por cima. Aos 27, mais um cruzamento e Marco Antônio cabeceou para a defesa de Gideão.

Após tantas chances, enfim o Bahia conseguiu o empate. Aos 28, Vinícius cobrou escanteio na área e Edigar Junio cabeceou para as redes.

A virada do Tricolor saiu logo no minuto seguinte. Após erro na saída de bola do Altos, a bola sobrou para Edigar Junio, que bateu forte, sem chances para Gideão.

Aos 35, o Bahia marcou o quarto. Edigar Junio puxou o contra-ataque e cruzou para Vinícius dominar e bater forte para o gol tricolor.

Aos 44, o Altos assustou. Joelson bateu de fora da área e Douglas defendeu para escanteio. Na sequência do lance, o Bahia conseguiu puxar o contra-ataque e Marco Antônio perdeu um gol na cara do goleiro Gideão.

Já nos acréscimos, aos 48, o Tricolor fechou o placar com um belo gol de Zé Rafael, que bateu colocado de fora da área. 5 a 2 para o Bahia.

FICHA TÉCNICA
Bahia 5 x 2 Altos
Copa do Nordeste – 5ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 20/03/2018 (terça-feira)
Horário: 21h45
Árbitro: Zandick Gondim Alves Junior (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos e Francisco de Assis da Hora (ambos do RN)
Cartões amarelos: Zé Rafael (Bahia) / Tote (Altos)

Gols: Tiago (7/2º), Joelson (9/2º), Tiago (contra) (20/2º), Edigar Junio (28/2º), Edigar Junio (29/2º), Vinícius (35/2º) e Zé Rafael (48/2º)

Bahia: Douglas; Nino Paraiba, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Edson (Elton); Edigar Junio, Gregore, Vinícius (Mena) e Zé Rafael; Kayke (Marco Antônio). Técnico: Guto Ferreira.

 

Altos: Gideão, Tote, Leone, Alisson e Neto; Marconi, Dos Santos e Esquerdinha; Américo (Vagner), Alex Mineiro (Joelson) e Manoel (Jefferson). Técnico: Paulinho Kobayashi

Comentários
Carregando...