Bahia nega, em nota, saída de jogadores da base

Bahia nega, em nota, saída de jogadores da base

O lateral Alef, 16, com passagem pela Seleção sub-17, é um dos que podem deixar o Bahia

Por meio de nota, enviada nesta terça-feira, 4, pela assessoria de imprensa do Bahia, a direção do clube afirmou que não perderá nenhum jogador das divisões da base, pois "está com suas obrigações em dia".

Na última segunda-feira foi noticiado pela imprensa que os jogadores Alef (lateral-esquerdo), Ítalo Melo (atacante), Maracás (zagueiro) e Guilherme (meia) estariam deixando o tricolor pelo fato de o Bahia não ter recolhido o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) destes atletas após mais de três meses consecutivos.

A Lei Pelé (no artigo 31) prevê que o jogador pode rescindir contrato com o clube caso este acumule três ou mais meses sem cumprir suas obrigações patronais.

Ítalo Melo estaria 11 meses sem ter o FGTS recolhido pelo Bahia, enquanto o garoto Alef, desde que retornou ao clube, em janeiro deste ano, nunca teria tido o direito arrecadado.

A 7ª vara da Justiça do Trabalho concedeu liminar autorizando o desligamento de Alef de imediato. O Bahia promete recorrer da decisão.

No caso de Maracás, na 33ª vara, a Justiça deu prazo de 48 horas para a direção tricolor provar que efetivou o recolhimento dos direitos do atleta.

O caso de Ítalo corre na 1ª Vara e o de Guilherme na 33ª.

Tanto Alef quanto Ítalo  tiveram ligações com a Calcio – empresa citada em notícia-crime encaminhada à Procuradoria Geral da República (PGR), por supostas práticas de estelionato e lavagem de dinheiro.

Fonte: André Uzêda – A Tarde

Imagem: Correio da Bahia e Site Magobox