Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Bahia, que está em nova fase, terá que superar erros do último jogo contra o Palmeiras

No dia 19 de maio, Tricolor foi derrotado por 3 a 0 pela equipe paulista, pela 6ª rodada do Brasileirão

Jogo entre Palmeiras e Bahia no Allianz Parque (Foto: César Greco/Ag. Palmeiras)
93

Nesta quinta-feira (2), o Bahia enfrenta o Palmeiras, na Arena Fonte Nova, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Para chegar pela primeira vez à semifinal da competição nacional, o Tricolor terá que passar pelo sexto colocado do Campeonato Brasileiro, de ânimos renomados após trocar de técnico e tem um dos melhores elencos do país.

Para eliminar o Palmeiras, o Bahia precisa aprender com os erros e fazer uma partida melhor que a última contra o alviverde paulista. O site Globo Esporte analisou os erros do Bahia no último confronto contra o Palmeiras.

As duas equipes se enfrentaram no dia 19 de maio, no Allianz Parque, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Comandado por Guto Ferreira, o Tricolor já tinha entre os titulares muitos jogadores que devem começar jogando nesta quinta no time do técnico Enderson Moreira. A equipe jogou aquela partida com: Douglas [saiu machucado e foi substituído por Anderson], Nino Paraíba, Everson [Tiago voltava de lesão e ficou no banco], Lucas Fonseca e Léo; Gregore e Edson [Elton estava machucado]; Élber, Zé Rafael e Vinícius; Júnior Brumado.

Porém, a estratégia do Bahia teve que ser refeita logo aos dois minutos de jogo, já que Willian abriu o placar para o Palmeiras. Em desvantagem, o Tricolor precisou se expor e deu espaços ao clube paulista, principalmente pelo seu lado direito, que foi explorado em velocidade pelo alviverde.

Keno recebeu livre nas costas de Nino e fez passe em ponto futuro para Borja, que tocou para Willian marcar o primeiro gol (Foto: Reprodução)
Keno recebeu livre nas costas de Nino e fez passe em ponto futuro para Borja, que tocou para Willian marcar o primeiro gol (Foto: Reprodução)

O Bahia pecou também pela falta de atenção em alguns lances. No segundo gol palmeirense, marcado pelo zagueiro Antônio Carlos, após escanteio curto, apenas Zé Rafael marcava dois jogadores adversários. Com essa superioridade numérica, o Palmeiras trabalhou facilmente a bola pela linha de fundo até fazer o gol.

O Bahia até conseguiu atacar e criar boas chances de gol, mas a falta de pontaria dos seus atletas foi mais um problema. O Tricolor perdia chances claras e via o Palmeiras atacar com precisão. O Verdão explorou as fragilidades do Bahia e fez 3 a 0 ainda no primeiro tempo, acabando com as chances de reação da equipe baiana. No segundo tempo, o Palmeiras se fechou e o Tricolor não encontrou forças para diminuir.

As novidades do Bahia em relação à equipe que enfrentou o Palmeiras em maio são, além do Enderson Moreira, as entradas de Bruno, Gilberto, Elton, Tiago e Marco Antônio. Suspenso, Léo deverá dar lugar a Mena na lateral-esquerda. Com poucos desfalques, o treinador terá um grupo encorpado e em um momento melhor do que aquele da primeira partida.

O Bahia vem no seu melhor momento sob o comando de Enderson Moreira. Nos últimos quatro jogos, foram dois triunfos e dois empates. Além dessa invencibilidade, a equipe vem tendo um bom desempenho nos jogos, como por exemplo, a goleada por 4 a 1 sobre o rival Vitória no clássico do dia 22 de julho.

O Palmeiras também teve mudanças desde aquele jogo. O técnico Roger Machado foi demitido e o seu substituto será Luiz Felipe Scolari, que ainda não comanda o Verdão neste jogo de ida. O clube paulista será treinado pelo seu auxiliar Paulo Turra. Além da troca no comando, o Palmeiras não contará com o atacante Keno, destaque da partida de maio, que foi vendido ao futebol egípcio, e Borja, autor de um dos gols daquele jogo, que está machucado. Porém, o volante Bruno Henrique está em boa fase e é a principal arma dos paulistas.

Comentários
Carregando...