Barichisio: ‘MGF não é preparado para ser Presidente’

Advogado não vê MGF preparado para ser presidente do Bahia

Advogado não vê MGF preparado para ser presidente do Bahia

 


A desembargadora e relatora do caso envolvendo o processo de intervenção do Esporte Clube Bahia, Lisbete Maria Almeida, concedeu um prazo de dez dias para que o juiz Paulo Albiani e o advogado autor da ação, Paulo Barichisio Lisboa, possam apresentar provas assim como fez a defesa de Marcelo Guimarães Filho, ao interpor o agravo de instrumento.

A decisão da desembargadora para o advogado Pedro Barichisio é correta. De acordo com ele, responsável em defender o sócio Jorge Maia, excluído do Conselho Deliberativo às vésperas da eleição de 2011, a decisão da juíza garante o espaço para que todos envolvidos no processo possam se manifestar.

– O que estamos vendo é apenas um lado argumentando publicamente, enquanto o outro apenas escuta. O que a desembargadora fez foi por em prática uma coisa que está na constituição. É uma regra constitucional elementar ouvir o outro lado envolvido no processo – afirmou.

Dr. Pedro Barichisio, contra ao pedido de urgência usado pela defesa do presidente afastado Marcelo Guimarães Filho, avaliou o mandato do então dirigente tricolor e não hesitou ao afirmar que o Bahia não pode ser mais comandado pelo atual mandatário.

– Sem intervenção? Não. Ele já demonstrou que a pretensão dele é fazer do Bahia um negócio para si próprio. Isso é notório – criticou.


Tabela interativa da Série A com atualização online


Fonte: Felipe Santana – Bahia Notícias

Foto: Reprodução