Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Blatter detalha como pretende usar o ‘desafio’ do tênis nos jogos de futebol

2

Blatter detalha como pretende usar o "desafio" do tênis nos jogos de futebol

Presidente da Fifa fala da adoção de recursos tecnológicos nas competições e diz que técnicos poderão impugnar decisões tomadas pela arbitragem

Uma das maiores discussões do mundo do futebol hoje em dia é sobre a adoção ou não de recursos tecnológicos nas partidas. Na Copa do Mundo do Brasil, a Fifa deu um importante passo nesse sentido e começou a testar a bola com um chip, que permite avisar se foi gol ou não, por exemplo. Nesta segunda-feira, o presidente da entidade máxima do esporte, Joseph Blatter, falou mais sobre novas medidas que podem ser implementadas nas competições para auxiliar árbitros a tomar decisões mais seguras e também para dar argumentos a jogadores e técnicos que questionem alguma atitude do juiz. Em entrevista por vídeo a uma conferência da Soccerex, na cidade de Manchester, na Inglaterra, o dirigente usou o exemplo do tênis para explicar melhor sua ideia.

– Serve para impugnar uma decisão de árbitros, mas apenas quando o jogo está parado. Então deve existir um monitor, um monitor de televisão, mas pela empresa de televisão e não por outro árbitro. Em seguida, o árbitro e o treinador vão olhar e, assim, o árbitro pode mudar de ideia, como é o caso do tênis, por exemplo – explicou Blatter.

Joseph Blatter tecnologia  (Foto: Reprodução SporTV)

Joseph Blatter fala de como pretende usar o "desafio" do tênis no futebol

Presente no estúdio para a edição da tarde do "SporTV News", o jornalista Carlos Eduardo Lino comentou a respeito da ideia exposta por Blatter, que ainda falou no evento sobre sua decisão de buscar o quinto mandato seguido à frente da Fifa. Para Lino, mais uma adoção da tecnologia no futebol pode ser uma boa ideia, caso seja feita com tecnologia e fontes corretas.

– Pode funcionar desde que seja feito com a tecnologia adequada e com a fonte correta. Não sei se é a emissora que transmite o jogo naquele momento é que vai ser a fonte para a arbitragem. A não ser que ela esteja conectada a um sistema de arbitragem, monitorado pelos próprios árbitros, que eles possam, de alguma forma, ter uma opinião segura. A segurança das decisões é o mais importante no futebol, não a tecnologia – comentou Lino.

A proposta de Joseph Blatter surge no dia seguinte a mais uma grande confusão envolvendo arbitragem no Campeonato Brasileiro. Na última rodada do primeiro turno, no empate sem gols entre Coritiba e Bahia, em Salvador, o árbitro Francisco Carlos Nascimento assinalou pênalti para a equipe alviverde, mas, após consultar o quarto árbitro, voltou atrás e marcou apenas falta para o Coxa. Apesar de acertar ao marcar falta, o ato de consultar um agente externo gerou discussões, inclusive, com suspeitas de que as imagens de televisão podem ter auxiliado na mudança de atitude.

Árbitro Francisco Carlos do Nascimento assinala pênalti para o Coritiba, mas volta atrás (Foto: Divulgação/ Site oficial Coritiba)

Árbitro Francisco Carlos do Nascimento marca pênalti, mas volta atrás

Entrevista em Inglês – Soccerex 2014

Comentários
Carregando...