Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Clima quente no Fazendão; Bahia promete ‘acertar’ salários em 20dias

0

Atraso de salários faz clima pesar no Fazendão

Diretor Rodrigo Pastana admite atraso de dois meses nos salários

Justamente quando a situação na tabela começava a melhorar, o ambiente no Fazendão voltou a estremecer. Na terça-feira, 7, os jogadores se reuniram com a direção para cobrar explicações sobre o atraso dos salários, que já chegam ao segundo mês sem pagamento – e ainda não há data para que isso aconteça.

O salário de setembro deveria ter sido pago até esta terça. Sem garantia da diretoria, os jogadores solicitaram uma reunião com o diretor-executivo de futebol, Rodrigo Pastana. O encontro aconteceu no centro do gramado do Fazendão, antes de o treino ser iniciado.

O grupo ouviu dele as explicações. Além de setembro, a remuneração de agosto ainda não foi paga. "Expliquei que temo bloqueio de algumas contas, pendências trabalhistas sendo pagas e o adiantamento das cotas de TV, que não foi autorizado", disse Pastana, em entrevista coletiva após o treino.

O dirigente prefere não estabelecer uma data para que a dívida seja quitada. "Ainda precisamos do retorno de algumas instituições financeiras. Mas a gente acredita que em 15, 20 dias no máximo, será resolvido", garantiu. "Não vamos dar uma data para eles e depois não cumprir. Vamos definir essa data até sexta", afirmou.

Pastana não soube dizer se os dois meses serão pagos numa única parcela ou divididos. Ele também garantiu que funcionários, comissão técnica e atletas da base estão com os salários em dia, sendo que o pagamento referente a setembro seria realizado até esta terça.

Quando o treino foi iniciado, a tensão continuou. Após uma dividida, o atacante Henrique e o volante Feijão se estranharam e foram expulsos por Gilson Kleina. Segundo o técnico, tratou-se de um lance normal. "Não tem coisa pior para o jogador do que assistir ao treino sem atuar. Foi apenas um caso isolado, pedi para que isso não se repita, e depois voltaram", disse.

Rendimento

A preocupação maior é se o problema vai afetar o rendimento do time, que deixou a zona de rebaixamento com uma das melhores campanhas do segundo turno e pega nesta quinta, 9, o Santos, na Vila Belmiro, outra equipe emergente no Brasileiro.

Kleina admite que os atrasos prejudicam, mas confia no profissionalismo do elenco. "É claro que isso afeta em campo, não vou negar. Atleta com problema é um homem com problema, e por isso chega um momento que começa a atrapalhar", admitiu. "Mas eles mostraram profissionalismo, tanto que treinaram forte depois da reunião. Mas é claro que a cabeça não está voltada só para o trabalho em campo", completou.

"Colocar os salários em dia é importante para nossas pretensões. O momento é especial, e a gente espera que isso não possa atingir o time", finalizou.

Mesmo com jogo ameaçado, Fonte prolonga ingressos a preços especiais

A Arena Fonte Nova ignorou a punição do STJD – que estipulou que o Bahia tivesse dois jogos com portões fechados – e resolveu prolongar os preços promocionais para as partidas em que o time tricolor atua como mandante no Campeonato Brasileiro deste ano.

Para assegurar que a torcida tenha acesso ao jogo contra a Chapecoense no próximo domingo, o clube entrou na terça, 7, com um recurso para efeito suspensivo da medida. Caso ela seja mesmo revista, os ingressos começarão a ser vendidos ainda nesta quarta, 8. Segundo a assessoria da Fonte Nova, as vendas terão início assim que houver uma decisão favorável.

Os valores são atraentes: meia-entrada custa a partir de R$ 10, e a inteira, R$ 20 para o setor Super Norte.

Condições

A continuidade para a venda de ingressos promocionais tem uma condição: a meta de 20 mil bilhetes por jogo. Caso esse número não seja atingido, a promoção perde a validade para as partidas seguintes.

O ingresso só poderá ser comprado até um dia antes dos jogos. A partir de então, o preço voltará ao normal (a partir de R$ 15 a meia), mas esses bilhetes entram na contagem dos 20 mil mínimos para que a promoção continue.

O torcedor poderá acompanhar a evolução das vendas, pois o site da Fonte Nova prometeu instalar um 'torcedômetro' para medir o desempenho da ação promocional.

Após enfrentar a Chapecoense, o Bahia pegará, em casa, o Atlético-MG no dia 21, jogo que também está sub judice.

Comentários