Clube deve perder joias da divisão de base

Clube não recolhe FGTS e deve perder joias da divisão de base

Alef foi campeão Sulamericano com a Seleção sub-15

Bahia nega inadimplência, mas três jogadores, dois deles com passagens pela Seleção, acionaram o clube na justiça

Após perder o lateral-esquerdo Mansur em 2012 (para o Vitória), o Bahia está prestes a perder também o lateral-direito Alef, 16 anos, figura constante nas convocações da seleção brasileira sub-17. O motivo é o mesmo: não recolhimento do FGTS.

Alef conseguiu liminar favorável na Justiça (ainda pode ser cassada) e nem treina no Fazendão. Outros três acionaram o clube pelo mesmo motivo: o meia Ítalo Melo, 20 anos, com passagem por seleções de base e titular contra o Criciúma na 1ª rodada, o beque Maracás, 19 anos, e Guilherme, também da base.

O Bahia nega a inadimplência. De acordo com informações de bastidores, o lateral-direito Alef tem três meses de FGTS não recolhido, enquanto Ítalo Melo passou dos 11 meses. Já no caso do zagueiro Maracás, o Bahia tem 48h para provar quem vem depositando FGTS. Estima-se que os três atletas juntos valem R$ 19 milhões.

Lei Pelé – O artigo 31 da Lei Pelé (Lei 9.615) prevê que a entidade empregadora que estiver com pagamento de salário de atleta profissional em atraso, no todo ou em parte, por período igual ou superior a três meses, terá o contrato rescindido. Já o parágrafo 2º do artigo diz que o dispositivo será considerado também pelo não recolhimento do FGTS e das contribuições previdenciárias.

Lateral das divisões de base do Bahia, Alef vem sendo convocado para a seleção desde a sub-14. Com a sub-15, foi campeão sul-americano. Ele é tido como o jogador com melhor potencial dentro das divisões de base do Bahia. Ítalo Melo subiu para o time profissional no início do ano, mas acabou afastado junto com Anderson Talisca para fortalecimento muscular. Ele teve a primeira chance de ser titular dada por Cristóvão Borges.

Maracás, por sua vez, disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2013 e esteve cotado para ser aproveitado pelo time principal. É possível que outros atletas adotem o mesmo caminho e entrem na justiça contra o Bahia por causa do FGTS. Ainda sobre as divisões de base do Bahia, a diretoria tricolor demitiu o diretor Newton Mota na semana passada e contratou Carlos Anunciação, que estava no Vitória. Em seguida, o Bahia anunciou a demissão dos técnicos, Gilmey Aymberê, do time sub-17 e de Sérgio Passarinho, do time sub-18, e de Vicente Grillo, preparador físico do time sub-17.

Bahia diz que obrigações com atletas estão em dia

A assessoria do Bahia enviou nota à imprensa na manhã desta terça-feira (4), por email. A nota confirma a situação de Alef e Maracás, e diz que não recebeu notificações de Ítalo Melo e Guilherme. Sobre Alef, a departamento jurídico tricolor vai recorrer para reintegrar o atleta. "O Esporte Clube Bahia está confiante de que não perderá nem esses e nem outros jogadores pelos motivos citados acima, uma vez que suas obrigações estão em dia".

Fonte: Editora Esportes –iBahia.com.

Foto: Correio da Bahia