Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Clubes definem novo regulamento da Copa do Nordeste, que terá Ba-Vi na primeira fase

Em 2019, torneio terá dois grupos com oito equipes e os rivais estaduais se enfrentarão na primeira fase

Taça da Copa do Nordeste (Foto: Vitor Villar / CORREIO)
169

Nesta terça-feira (15), após reunião em um hotel de Recife, os clubes que participam da Copa do Nordeste decidiram pela mudança do regulamento do torneio para a edição do ano que vem. A ideia já tinha sido lançada após reunião ocorrida em Salvador, no mês de abril.

Com o novo regulamento, as 16 equipes serão divididas em dois grupos com oito, com os times de um grupo enfrentando às do outro. Os quatro melhores de cada chave avançam às quartas de final.

O novo modelo também fará com que tenham mais clássicos na primeira fase, pois os estados com mais de uma equipe (Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Sergipe e Pernambuco), terão seus times em grupos diferentes. Pernambuco é o único estado com três equipes, já que além do Náutico e do Santa Cruz, o Salgueiro eliminou a Juazeirense na seletiva. Pelo segundo ano seguido, o Sport decidiu não participar da competição.

De acordo com site SuperEsportes de Pernambuco, a Liga do Nordeste irá levar o regulamento para que ele tenha o aval da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A Liga tentará obter mais uma data para o torneio, que atualmente possui 13. Se o pedido for concedido, todas as fases do mata-mata serão em jogos de ida e volta. Caso seja negado, as quartas serão disputadas em jogo único, com mando de campo dos melhores colocados.

Outra definição foi o prazo de inscrição de atletas, que se encerra 48 horas antes do início das quartas de final.

Outro ponto alterado foi a das premiações, ponto mais contestado pelos clubes. Os valores terão um aumento de 17,8% nas cotas, que passarão de R$ 22,4 milhões em 2018 para R$ 26,4 milhões, em valores líquidos (já descontados despesas com passagens e hospedagem). O aumento acontecerá na primeira fase, para que todos as equipes saiam ganhando. Como já ocorreu neste ano, essa premiação será separada em quatro sub-grupos, com as separação dos valores seguindo o ranking nacional da CBF.

Assim, Bahia e Vitória compõem o grupo 1 ao lado de Ceará e Santa Cruz. Os clubes mais bem ranqueados vão receber na primeira fase R$ 1,9 milhão, quase o dobro recebido na atual temporada (R$ 1 milhão). O sub-grupo 2 receberá R$ 1,42 milhão. No sub-grupo 3, os times receberão R$ 1,2 milhões.

Já na fase decisiva, os valores caem em relação à atual edição. Este ano, por exemplo, o campeão levará R$ 1,5 milhão pelo título, contra R$ 1 milhão previsto inicialmente para 2019. Somando-se as cotas das fases anteriores, o valor total pela conquista terá um aumento irrisório, passando de R$ 3,5 milhões para R$ 3,575 milhão. Já para quem vem do sub-grupo quatro, haverá uma diminuição do valor total pelo título, saindo de R$ 3,250 milhões para R$ 2,185 milhões.

Os clubes participantes são: CSA e CRB (Alagoas); Bahia e Vitória (Bahia); Ceará e Fortaleza (Ceará); Moto Club e Sampaio Corrêa (Maranhão); Botafogo (Paraíba); Náutico, Santa Cruz e Salgueiro (Pernambuco); Altos (Piauí); ABC (Rio Grande do Norte); Sergipe e Confiança (Sergipe).

Valores das cotas

Fase de grupos:
R$ 1,9 milhão (Vitória, Bahia, Santa Cruz e Ceará)
R$ 1,42 milhão (ABC, Náutico, CRB e Sampaio COrrêa)
R$ 1,22 milhão (Fortaleza, Botafogo-PB, Salgueiro e Confiança)
R$ 510 mil (CSA, Moto Club, Altos e Sergipe)

Quartas de final: R$ 300 mil
Semifinais: R$ 375 mil
Vice-campeão: R$ 500 mil
Campeão: R$ 1 milhão

Comentários
Carregando...