Contradição

Contradição

Nos últimos anos, o Bahia tem formado elencos inchados, com muitas contratações e poucas dispensas, comprometendo significativamente as finanças do clube.

Este ano, por exemplo, a quantidade já ultrapassa a absurda marca de 40 jogadores, quando o número dito como ideal está entre 25 a 28 atletas.

O mais estranho, é que o Esporte Clube Bahia não consegue dispensar ou emprestar nenhum dos jogadores que não estão ou serão utilizados ao longo da temporada pelo grupo principal.

Sobre isto, é preciso considerar duas informações:

– O clube tem como principais “empresários parceiros” os Srs. Carlos Leite, Eduardo Uram e a famigerada Cálcio;

– Os únicos liberados ou perdidos em estranhas ações trabalhistas, são as revelações da base, que estranhamente passam a ser empresariados pelos retro mencionados, transformando-se detentores dos seus Direitos Econômicos, explicitamente ou através de terceiros.   

Fica a sensação que nos transformamos em um depósito de jogadores sem clube para estes empresários “aliados”, arcando, por eles, com todas as despesas inerentes a seus contratos.  

 Portanto, com tanta gente as nossas expensas como conseguimos ficar de fora do ranking de investimentos em “reforços” em 2012.

Abaixo, matéria completa do UOL.

Estudo aponta São Paulo como maior investidor e Inter como o clube vendedor

Um estudo realizado com base na receita dos principais clubes brasileiros nos dez últimos anos aponta o São Paulo como o maior investidor no futebol brasileiro atualmente, tanto na categoria de base, como no profissional. Já o Internacional aparece como a agremiação que mais lucrou com transação de jogadores no período.

A pesquisa foi realizada pelo especialista em marketing esportivo, Almir Somoggi, que considerou valores investidos por 16 clubes brasileiros no ativo intangível com o custo de formação de atletas e investimento na contratação de jogadores profissionais.

O UOL Esporte conferiu o levantamento em que o São Paulo aparece com R$ 130, 4 milhões investidos com base e profissional somente em 2012.

RANKING DOS CLUBES QUE MAIS INVESTIRAM EM REFORÇOS EM 2012

1º São Paulo – R$ 92 milhões

2º Corinthians – R$ 68,6 milhões

3º Vasco – R$ 43,8 milhões

4º Internacional – R$ 41,7 milhões

5º Atlético-MG – R$ 39,2 milhões

6º Santos – R$ 37,9 milhões

7º Cruzeiro – R$ 36,7 milhões

8º Fluminense – R$ 33,4 milhões

9º Palmeiras – R$ 30,4 milhões

10º Flamengo – R$ 30,2 milhões

11º Botafogo – R$ 28,8 milhões

12º Grêmio – R$ 19,6 milhões

13º Atlético-PR – R$ 7,3 milhões

14º Vitória – R$ 4,8 milhões

15º Coritiba – R$ 2,4 milhões

O time do Morumbi está bem à frente dos demais no quesito. Conforme o estudo, na temporada passada, o Corinthians aparece como o segundo maior investidor do futebol brasileiro tendo aplicado R$ 102,5 milhões entre despesas com jogadores contratados e formação de atletas da base.

Na lista, chama a atenção o fato do Vitória ser o quarto clube que mais investiu na base em 2012, com R$ 20,9 milhões aplicados, e ter apenas R$ 4,8 milhões aplicados com reforços no período, o que coloca o clube baiano com 14ª colocação no quesito.

Em matéria de investimentos em contratações, o maior salto de 2011 para 2012 é do Fluminense que pulou de R$ 6,6 milhões para R$ 33,4 milhões em um ano. O clube carioca ficou como o oitavo lugar no ranking.

Já na categoria de base, o Vasco foi o clube com a maior evolução em investimentos. O time somou R$ 9,3 milhões aplicados em 2011 e pulou para R$ 18 milhões no ano passado. No ranking geral, é o sexto colocado.

O levantamento termina com uma página em que mostra os clubes que mais obtiveram dinheiro com venda de jogador nos dez últimos anos. O Internacional é líder disparado no quesito com R$ R$ 482,3 milhões.

O São Paulo ocupa o segundo posto, com R$ 333,3 milhões angariados desde 2003. O Cruzeiro é o terceiro com R$ 298,5 milhões e o Corinthians o quarto com R$ 283,6 milhões.

Fonte: UOL