Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Crise do Bahia atinge base e presidente demite “lenda viva” – Via: Dassler Marques

0

Crise do Bahia atinge base e presidente demite “lenda viva”

Aproveitamento ridículo de 42% no ano, o pior entre os 20 clubes do Campeonato Brasileiro. Uma ameaça de CPI. Três treinadores na temporada. E, segundo o Galáticos Online, fuga de sócios, com queda para 3,3 mil. O presidente Marcelo Guimarães Filho, porém, permanece no comando do Bahia e anunciou mais uma reformulação, agora nas categorias de base. Nesta quinta-feira, o clube contrariou uma afirmação do próprio MGF, que três dias havia elogiado a base. Newton Motta, coordenador, foi demitido.

A saída do controverso Motta, uma lenda viva da base baiana, foi anunciada em nota oficial. Nela, o presidente tenta dividir a responsabilidade pela demissão e afirma que “a mudança (…) passa pelo processo de reestruturação de todo o futebol (…), iniciada com a chegada do diretor de futebol Anderson Barros”. Marcelo Guimarães Filho, porém, buscava a demissão de Motta havia algum tempo, mas tentou consumá-la sem que se criasse algum tipo de atrito.

O nome mais comentado para o cargo é Carlos Anunciação, responsável pelo departamento de captação rubro-negro. Segundo um amigo de Carlão, como é conhecido, a tendência é de que recuse o convite. “Ele tem perspectivas muito boas na base do Vitória. Ele está analisando”, acrescenta. Carlos acompanha torneio em Ibirataia, no interior baiano, e aguardava o convite que recebeu nesta semana havia muito tempo. Ainda em 2012, fora sondado por Marcelo Guimarães Filho, um sinal da fritura a Motta.

Manda-chuva da base tricolor havia quatro anos, Newton Motta tinha carta branca do presidente do Bahia, mas gerava insatisfação por críticas das mais diversas. A começar por sua conduta fora do ambiente de trabalho, mas com questões que respingavam no dia a dia do clube. Motta também era acusado de fazer vistas grossas a jogadores com idade adulterada. Em março deste ano, foram afastados três jogadores da equipe vice-campeã da Copa Votorantim Sub-15 por problemas do tipo.

A saída de Motta, a princípio, não deve alterar a influência da empresa Calcio, tema que gera muitas críticas ao presidente do clube. O coordenador era acusado de encaminhar as principais promessas das divisões de base para o grupo de empresários que teve lucros significativos em transferências de pratas da casa como o volante Filipe (91) e o meia Maranhão (90). O clube chegou a divulgar informações falsas sobre os dois negócios, o que foi revelado pelo Terra em fevereiro. 

Motta tem status de lenda viva entre os baianos por sua participação direta na formação dos elencos do Bahia, campeão brasileiro em 1988, e especialmente do Vitória, vice brasileiro em 1993. Ele coordenou o trabalho de base nos dois clubes, função que iniciou ainda na década de 80. Depois de se dedicar a outros projetos e ao Cruzeiro, retornou ao Bahia há quatro anos e participou de uma nova boa fase dos tricolores. O ponto alto foi o vice-campeonato da Copa São Paulo 2011.

Fonte: Blog Prata Casa – Terra.com.br –  por Dassler Marques

Foto: Tribuna da Bahia

Comentários
Carregando...