Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Diego Cerri diz que Bahia terá novo técnico só após jogo contra o Corinthians

Cláudio Prates irá comandar o Tricolor interinamente pela terceira vez na partida desta quarta-feira (13)

Diego Cerri concede entrevista coletiva (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
99

Nesta segunda-feira (11), Diego Cerri, diretor de futebol do Bahia, concedeu entrevista coletiva no Fazendão. De acordo com as palavras do dirigente, o Tricolor só deverá anunciar seu técnico novo durante a parada para a Copa do Mundo. Na próxima quarta-feira (13), a equipe enfrentará o Corinthians, na Arena Fonte Nova, pelo Campeonato Brasileiro, na última partida antes da pausa para o Mundial.

Diego Cerri preferiu não apontar nomes de possíveis técnicos para o clube, dizendo que seria precoce fazer isso agora. No último domingo (10), o Bahia completou uma semana sem treinador:

Não vale à pena falar nomes. Estamos trabalhando intensamente para apresentar o mais breve possível. Para esse jogo do Corinthians, acho precoce. Para depois do jogo do Corinthians, a gente já está encaminhando o nome do treinador que venha e que possa seguir até o fim do ano. Muita troca de treinador não é o ideal, não é o jeito que a gente enxerga futebol. A gente tem que tentar encaixar um treinador que tenha a cara do Bahia e possa continuar com a gente até o fim do ano. Futebol vive de resultados. Às vezes, o projeto é quebrado no meio por circunstâncias. Tenho esperança de que a gente possa acertar um nome que venha aqui, se adapte bem e que a gente possa fazer uma boa campanha.

O dirigente completou:

Não vou citar nenhum nome. Peço que vocês respeitem isso nesse momento de negociação. Dentro em breve, vamos apresentar um treinador que vai ficar conosco por um longo tempo.

Na próxima quarta, Cláudio Prates irá comandar novamente o Bahia na partida contra o Corinthians. Este será o terceiro jogo de Prates no comando da equipe. Nas duas primeiras partidas, o Bahia teve um empate e uma derrota. Diego Cerri falou sobre a situação delicada do clube, que está há quatro jogos sem vencer e é o 18º colocado do Brasileirão:

Importante que eu venha falar em nome do clube. É importante que o torcedor saiba o quanto estamos trabalhando para que possamos nos recuperar no Campeonato Brasileiro, que é o campeonato mais importante do ano. Apesar de ter conquistado o estadual, que é importante, apesar de um primeiro jogo bom na Copa do Brasil, de ter classificado na Sul-Americana e ter uma semifinal de Copa do Nordeste, mas que, realmente, hoje a gente está numa briga muito grande, um trabalho muito sério para nos recuperar no Brasileiro. Acho que temos um elenco capaz de muito mais em termos de números. Acho que estamos em um momento difícil. O emocional pesa também. Quando começarmos a nos recuperar, com menos peso, os jogadores vão conseguir concretizar melhor algumas jogadas. O momento, quando está mais pesado, é difícil. Daqui a pouco as coisas vão começar a fluir. A recuperação tem que ser imediata. Para isso, estamos trabalhando para trazer, assim que possível, um treinador. A gente já tem mais um jogo aqui em casa. Desde a saída do Guto, a gente teve o jogo rapidamente contra o Paraná, na sequência outro jogo contra o Botafogo, na sequência o Corinthians. Tempo muito curto, difícil para negociar, para achar o treinador que a gente tenha a crença de que seja o adequado para nos levar até o fim do ano. Na sequência, depois do jogo na quarta, vamos ter um período maior de treinamento para o jogo contra o Ceará pela Copa do Nordeste. É quando a gente busca apresentar um novo treinador. Não vamos criar expectativa para esse jogo contra o Corinthians. Quem vai dirigir é o auxiliar da casa. Na sequência, vamos apresentar o treinador

Confira o que Diego Cerri falou em entrevista coletiva

Cobrança pelo novo treinador
– Momento natural porque a equipe não vem bem no Brasileiro. Resultado traz uma pressão. É fácil ver que existe uma apreensão pelo momento. Não é absurdo ter um treinador da casa na saída de um treinador. Isso é uma coisa recorrente em muitas equipes do Brasil. Se você analisar algumas equipes grandes como o Bahia, várias são dirigidas por ex-auxiliares. No momento que a gente vive, a gente tinha esse plano de trazer um treinador com bagagem, que possa dar sustentação e ir até o fim do ano. Quando o resultado não acontece, a cobrança é maior para apresentar o quanto antes. Acho que é justo, a cobrança é justa, e nós estamos trabalhando para apresentar. Não tem como ser hipócrita. O momento é difícil, e a gente precisa que o clube inteiro esteja um apoiando o outro. Jogadores em sintonia com direção, comissão técnica. Precisamos também do apoio da torcida. Queria até agradecer o comportamento da torcida, mesmo sabendo que é difícil vendo seu time em situação complicada. Ressaltar como é importante, jogando em casa, ter o apoio da nossa torcida.

Novo treinador terá pouco tempo até pegar o Ceará?
– É pouco tempo, mas dentro do calendário brasileiro, é até um tempo razoável. Acho que a gente não pode reclamar. Tem que aproveitar o que tem de bom para trabalhar bastante e deixar a equipe em uma situação boa para as semifinais da Copa do Nordeste.

Comentários
Carregando...