Dinheiro: uns sim, outros não!

Cadê o salário? Bahia paga bicho a alguns funcionários. Já o time, não recebe.

Na tarde desta sexta-feira (19), O Bahia quitou os salários atrasados dos funcionários do Fazendão que tinham vencimentos até 5 mil reais. Além desta quantia, o interventor do clube, Carlos Ratis, pagou os "bichos" referentes ao triunfo sobre o São Paulo e o empate com a Ponte Preta.

No entanto, na véspera do BaVi, os jogadores do Esquadrão seguem com os salários atrasados. Os funcionários que recebem uma quantia superior a 5 mil também ainda não tiveram seus vencimentos quitados.

Por conta dos salários atrasados, o meia Paulo Rosales, emocionado, denunciou à Equipe dos Galáticos o descaso dos dirigentes do Tricolor com sua situação. "Eles se comportaram muito mal, não trataram a mim e minha família como deveriam. Fizemos um acordo e eles não cumpriram. Sempre diziam que seria amanhã, sexta-feira e esse dia nunca chega. É muito simples, eles não querem mais que eu jogue no Bahia, mas também não pagaram meus salários. Só me pagaram um salário até hoje", disse.

Segundo o meia, que chegou ao Esquadrão em fevereiro, o responsável por seu afastamento foi o ex-presidente Marcelo Guimarães Filho. "Eles não quiseram negociar. O Barros falou para mim que o presidente não queria me ver mais jogar pelo Bahia. Estou treinando sozinho e esperando poder viajar para minha casa. Estou aqui sozinho com minha mulher e meu filho e eles não querem mais que eu jogue no Bahia. Hoje, estou superando isso tudo por causa da ajuda das pessoas que moram aqui (vizinhos)".


Tabela interativa da Série A com atualização online


Fonte: Bocão News

Foto: ECB