Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Elogiando 2018 do Bahia, Enderson Moreira projeta 2019 melhor para a equipe

Tricolor encerrou temporada empatando em 0 a 0 com o Cruzeiro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro

Enderson Moreira concede entrevista coletiva (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)

Neste domingo (2), o Bahia empatou em 0 a 0 com o Cruzeiro, em Pituaçu, pelo Campeonato Brasileiro. O técnico Enderson Moreira concedeu entrevista após a partida, válida pela última rodada da competição nacional. Com o empate, o Tricolor se manteve na 11ª colocação, melhor posição do clube em um Brasileiro na era dos pontos corridos. O treinador se mostrou agradado com o desempenho da equipe em 2018, mas projetou um 2019 ainda melhor:

Acho que a gente buscou o resultado, foi muito equilibrado, a equipe deles é muito qualificada. Jogadores de grande capacidade técnica. Tivemos boas oportunidades, eles também tiveram. Queríamos entregar um grande triunfo para nosso torcedor. Mas conseguimos a melhor colocação do Bahia na era dos pontos corridos. Ficamos felizes, mas queremos mais. Acho que talvez poderíamos conseguir uma classificação maior, mas faz parte. Tivemos chance de chegar na semifinal da Sul-Americana, a Copa do Brasil foi bem jogada. Isso nos dá mais responsabilidade para o próximo ano.

Agora, Enderson Moreira entra de férias com o fim do Brasileirão. Porém, o treinador disse que não vai descansar. Neste período sem jogos, ele pretende fazer um curso de aprimoramento na Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Além disso, ele vai participar ativamente do planejamento do Bahia para 2019:

Eu vou participar da segunda etapa da licença A da CBF. Não tem descanso. Além de tudo, vou participar do planejamento, não de forma presencial, mas a gente continua trabalhando na formação da equipe para a próxima temporada.

Para a próxima temporada, Enderson Moreira não contará com o meia Zé Rafael, vendido ao Palmeiras, e provavelmente não terá o lateral Léo, muito próximo do São Paulo. O treinador trata o assédio aos jogadores tricolores como normal, e disse que a equipe precisa ser eficiente para repor as peças que deixem o clube:

A gente sabe que toda a temporada vamos perder alguns atletas, alguns destaques, é natural. É importante que a gente possa continuar modificando a equipe, buscar peças no mercado. Não pode lamentar muito. É do futebol. Em um clube como o Bahia, vai acontecer isso. Times com poder aquisitivo gigante vêm pra cima e não temos como evitar. Temos que buscar boas alternativas para ter uma equipe com mais êxito na temporada 2019.

Enderson Moreira renovou o contrato com o Bahia para a próxima temporada. A reapresentação do treinador e do elenco será no dia 3 de janeiro.

Confira o que Enderson Moreira falou em entrevista coletiva

Renovação
– Tudo certo. Tem que ter interesse das duas partes. Se o Bahia não quisesse, a gente buscaria outro caminho. Mas eles avaliaram o trabalho. Espero que, no próximo ano, a gente possa fazer ainda mais. Eu elogio os atletas pela dedicação, empenho, coragem para enfrentar as dificuldades que tivemos no ano. Projetar um ano ainda melhor, sabendo da responsabilidade mas com a expectativa de fazer ainda mais.

Diferença do trabalho em início e meio de temporada
– Estou muito feliz com o grupo que foi montado. No momento que decidi vir para o Bahia, vi as pessoas que estavam na frente do Bahia, os atletas que estavam aqui, o projeto. Fiquei feliz. O que muda agora é que conheço mais os jogadores que permanecem. A gente agora começa a buscar no mercado jogadores que tragam características diferentes das que temos. A gente queria mudar o jogo muitas vezes e faltava jogador com mais força, que transitava com mais velocidade. Exceção era o Zé Rafael. Ver se a gente consegue uma equipe qualificada, que possa apresentar um bom futebol para o torcedor se sentir mais realizado, confiar na equipe. A força da arquibancada é uma coisa absurda. Um jogo que valia muito pouco de classificação e eles fizeram uma grande festa.

Contratações
– A primeira coisa sim. Não estamos fazendo só da minha cabeça. Diego [Cerri] sempre esteve à frente do departamento de futebol. O que muda agora é que tem mais uma pessoa conversando sobre as características dos atletas. Eu estou ajudando. Não pode ter pressa. Temos uma base que permanece e temos que ter tranquilidade para fazer os movimentos. Uma equipe como o Bahia não pode errar demais. Tem que minimizar ao máximo os erros para fazer com que a equipe tenha competitividade, sem comprometer financeiramente a temporada.

Renovações de Nilton, Vinícius e Gilberto
– Tenho algumas opiniões e tem as questões financeiras. Tem coisas que a gente quer, deseja, mas não é possível por desacerto econômico. Temos que pesar para saber o que pode ser feito. Tecnicamente, posso dar minha opinião. Além disso, é com a direção verificar o que é possível e o que não é.

Comentários
Carregando...