Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Enderson Moreira comemora triunfo e chance de rodar elenco

Treinador poupou titulares no triunfo do Bahia por 2 a 0 contra o Cerro, pela Copa Sul-Americana

Enderson Moreira em campo pelo Bahia (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
45

Nesta quarta-feira (25), o Bahia venceu por 2 a 0 o Cerro, do Uruguai, no estádio de Pituaçu, pela Copa Sul-Americana. O técnico Enderson Moreira concedeu entrevista após a partida e falou sobre a sua decisão de poupar alguns jogadores. No jogo desta quarta, algumas peças tiveram a sua chance de mostrar serviço para o treinador, como o zagueiro Douglas Grolli e o volante Nilton, que começaram jogando pela primeira vez após a chegada do técnico.

Enderson Moreira comemorou o bom rendimento dos jogadores utilizados na partida. O treinador mesclou alguns titulares habituais (Anderson, Lucas Fonseca, Léo e Zé Rafael), com outros jogadores que não vêm atuando tanto entre os 11 iniciais (Flávio, Douglas Grolli, Edson, Nilton, Régis e Elber). Além deles, Marco Antônio, Vinícius e Mena entraram em campo no segundo tempo da partida.

Acho que o primeiro tempo foi abaixo. Sabemos que temos uma sequência complicada, sem tempo para nada. Os encaixes não funcionaram muito bem. Fizemos uma mudança de posicionamento. Futebol é assim mesmo. Poderíamos ter saído com resultado maior, mas o importante é o triunfo, levar vantagem para o jogo em Montevidéu. Lá vai ser difícil, mas principalmente assim… A gente usou bem o elenco. Deram uma resposta muito boa. Poderia ser melhor, mas é uma boa vantagem para buscar a classificação fora.

Após entrar no segundo tempo, Marco Antônio fez uma boa partida e participou das duas jogadas que renderam pênaltis ao Bahia. Régis converteu a primeira cobrança, mas Zé Rafael desperdiçou a segunda. Enderson Moreira comentou a atuação do jovem meia tricolor e também falou sobre o desempenho de Nilton, que começou como titular pela primeira vez após três meses:

São jogadores que a gente conhece. Tenho aproveitado para conhecer um pouco mais. Como temos limitação grande de treinamento, são jogadores em quem a gente acredita, aposta, são importantes dentro do processo da equipe. A gente viu hoje uma boa apresentação dos dois, assim como outros atletas.

O jogo de volta contra o Cerro acontece no dia 8 de agosto, em Montevidéu. O Bahia volta a campo agora na próxima segunda-feira (30), às 20h, para enfrentar o Atlético-MG, na Arena Fonte Nova, em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Confira o que Enderson Moreira falou em entrevista coletiva

Lateral-direita
– A gente não tem lateral de ofício nesse momento. O bruno não pode participar, Nino está machucado. Trouxemos o Edimundo, que é um menino, seria o primeiro contato dele com o time principal, tem que ter paciência. Ele tem características ofensivas e não poderíamos sofrer gols hoje, era importante um resultado positivo. A gente optou pelo Flávio, depois fizemos uma inversão com o Edson. Como não temos especialistas, temos algumas dificuldades.

Time misto
– Não é questão de poupar atletas. Você pode imaginar: o Léo é forte, potente, você vê a atuação de domingo para hoje. Ele foi, mas com dificuldade. Não é poupar… é que os atletas não conseguem se colocar com plenitude e aí a gente faz as trocas. O grupo é muito homogêneo, muito próximo. As vezes um é mais rápido, mais técnico, outro sai mais, outro fica mais, enfim… Temos que aproveitar o elenco. São muitos jogos. Isso faz com que a gente vá chegando nas competições com jogadores sempre inteiros para começar a partida.

Folga
– Nós temos que mexer. Amanhã a gente vai ter que dar uma folga para a turma toda. Quem jogou domingo, treinou hoje forte. Quem jogou hoje criou desgaste. Não tem como dar recuperação mental, emocional. A gente sempre está no Fazendão, temos que ter esse tipo de atividade para dar uma recarregada nas energias. A gente quer entregar aos torcedores boas apresentações, triunfos, e queria agradecer ao nosso torcedor. Primeiro tempo difícil e eles nos incentivaram. E os jogadores sabem. Eles falam: “Olha… nosso torcedor está aqui e sabemos que eles merecem mais. A gente vai até a última gota”. Importante ressaltar a torcida do Bahia. Não falo que é nosso 12° jogador. Para mim eles são os centroavantes, que ajuda a gente a fazer gols.

Sequência
– Projetar jogos extremamente difíceis. A gente não tem facilidade dentro ou fora de casa. Tivemos uma partida boa contra a Chapecoense, controlamos o jogo. É um adversário que não tinha sofrido derrotas em casa. Estivemos perto de vencer. Conheço bem a equipe do Atlético-MG. É uma equipe forte, precisamos estar concentrados. Precisamos do nosso torcedor para ajudar. Vai ser uma partida das mais difíceis que vamos enfrentar na temporada.

Comentários
Carregando...