Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Comemorando atuação consistente do Bahia, Enderson Moreira lamenta empate

Bahia empatou em 0 a 0 com o Palmeiras no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil

Enderson Moreira em campo pelo Bahia (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
28

Nesta quinta-feira (2), o Bahia empatou em 0 a 0 com o Palmeiras, na Arena Fonte Nova, pela Copa do Brasil. O técnico Enderson Moreira acredita que o Tricolor merecia um resultado melhor. Para ele, o 0 a 0 não faz jus ao que foi a partida, que teve a superioridade do Bahia na maior parte do duelo.

O Bahia fez um início de jogo ruim, mas cresceu ao longa da partida e contou com o apoio do seu torcedor, que aplaudiu os jogadores ao final da partida.

Acho que a atuação da equipe foi consistente. Temos que ressaltar muito a entrega desse grupo, a dedicação dele. O Palmeiras teve um dia a mais. Tenho que enaltecer muito a dedicação, a entrega, ao torcedor que apoiou. Lamentar porque acho que poderíamos merecer um resultado diferente, mas perspectiva boa porque acho que em são Paulo podemos conquistar a classificação

Enderson Moreira falou sobre o uso do árbitro de vídeo na partida. O Bahia acabou sendo beneficiado pela tecnologia em dois lances. Gregore, que havia recebido cartão vermelho após cometer pênalti, teve a sua expulsão anulada e recebeu apenas um cartão amarelo. O VAR também apontou que o atacante palmeirense Deyverson deveria ser expulso por ter dado uma cotovela em Mena. O treinador do Bahia aprovou o uso do VAR:

São lances difíceis. Acho que a questão do Gregore foi muito clara pra mim. Jogador dá uma travadinha, peito do Gregore bate nele, mas sem nenhum tipo de intenção de fazer a falta. Acho que o árbitro de vídeo está aí para minimizar a questão do erro, para ter uma justiça maior diante de lances decisivos. Claro que a gente lamenta muito que atletas profissionais utilizem o cotovelo. Não vi o lance, mas tem que ter muito cuidado, minimizar essa questão do braço

O jogo de volta das quartas de final acontece na quinta-feira, dia 16 de agosto, às 19h15, no Allianz Parque. Quem vencer a partida, se classifica às semifinais. Qualquer empate leva a decisão aos pênaltis.

Confira o que Enderson Moreira falou em entrevista coletiva

Faltam jogadas pelo meio?
– Não acho que possa ser isso. Se pegar o Palmeiras, Atlético-MG, quantas jogadas eles fizeram por dentro? O meio do campo é o setor mais congestionado. A gente vai explorando os espaços que tem pela frente. Tem que ter paciência. Não se vence uma partida dessa de qualquer forma, tem que ser um jogo fechado. No segundo tempo eles se fecharam bem, recuaram as linhas, tornou-se mais difícil conseguir espaço. A gente tem alternativas, por dentro por fora, não pode se limitar a uma situação.

Psicológico
– A gente tem conversado muito. Todo mundo luta pelo resultado, são confrontos extremamente equilibrados. Vocês podem ver tudo o que tem acontecido. Ontem tivemos Grêmio x Flamengo, tudo equilibrado. Acho que nossa equipe hoje, em grande parte, foi melhor, mas a gente não conseguiu traduzir em gols. O gol é um evento raro. A equipe tem demonstrado qualidade, tranquilidade. Hoje em algumas situações fomos mais ansiosos que normalmente, mas pela vontade de decidir, de acertar. Faltou um pouquinho disso, a última bola, finalizar com uma força maior, mas a equipe mostrou muita qualidade do jogo. Foi um confronto equilibrado.

Saída de Zé Rafael
– O Régis veio com informação que o Zé estava começando a sentir a parte posterior da coxa. É claro que ele não quer sair, nunca quer. Quando embola, começa a querer dar uma câimbra, é sinal que o organismo dá de extremo desgaste. Não queria arriscar perder um jogador. Preferi tirá-lo.

Gol qualificado
– Acho que tem característica um pouco diferente. Arbitro de vídeo nos traz um pouco de segurança, que não teremos grandes erros e decisivos. A questão do gol qualificado, a gente tem convivido um pouco mais. São situações… Já fui eliminado, já classifiquei pelo gol qualificado. A gente não pode deixar isso interferir em nosso planejamento. O que a gente tem pela frente é uma partida acessível na nossa concepção. A gente sabe que é difícil jogar lá, mas temos condições de buscar a classificação.

Comentários
Carregando...