Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Entenda o fim do canal Esporte Interativo, que pegou o Bahia de surpresa

Parte da programação do canal será migrada para os canais TNT e Space, que compõem o Grupo Turner

Canal Esporte Interativo (Foto: Divulgação)
254

Nesta quinta-feira (9), foi anunciado o fim do canal Esporte Interativo na TV por assinatura de todo o país. A decisão surpreendeu as equipes que haviam fechado um acordo de transmissão com o canal para o Campeonato Brasileiro entre os anos de 2019 e 2024. O Bahia foi uma das sete equipes da Série A que fecharam com o canal.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, o presidente Guilherme Bellintani declarou que quer pedir a rescisão do contrato na Justiça.

Se forem confirmadas as informações prévias que temos, somadas aos problemas contratuais já identificados, o Bahia vai buscar a rescisão do contrato via arbitragem e até via judicial. Entendemos que virou muito diferente do que foi proposto inicialmente e vamos buscar a rescisão

De acordo com o presidente do Bahia, o clube não esperava este anúncio do encerramento do Esporte Interativo:

Não tínhamos essa noção. Temos alguns problemas contratuais e agora comercial, pois a mudança de canal afeta muito nossa estratégia e divulgação de marca

Marcello Frazão, diretor de marketing do Santos, também disse que a equipe do litoral paulista também foi pêga de surpresa:

Estou aguardando posição do nosso departamento jurídico. Todos nós fomos pegos absolutamente de surpresa

Atlético-PR, Bahia, Ceará, Internacional, Palmeiras, Paraná e Santos são as equipes atualmente na Série A que fecharam com o Esporte Interativo, que pertencia ao grupo Turner.

Além de Bahia e Santos, mais cinco times atualmente na Série A fecharam contratos em TV fechada com a empresa do grupo Turner: Atlético-PR, Ceará, Internacional, Palmeiras e Paraná.

Membros de Palmeiras, Ceará e Atlético-PR falaram à Folha que também foram pegos de surpresa com o anúncio.

O diretor de marketing do Santos lamentou o fim abrupto do canal:

Estou aguardando uma posição do jurídico. Todo mundo foi surpreendido com a notícia. Todos pegos absolutamente de surpresa, lamentamos muito, era um canal importante na cobertura esportiva e é uma notícia muito ruim para o mercado ter um veículo a menos. Agora, em termos práticos, vamos analisar o contrato e entender melhor as implicações

Procurado pela Folha para comentar a reação dos clubes, o Esporte Interativo não respondeu.

Por que o canal acabou?

Em maio deste ano, a AT&T, gigante das telecomunicações dos EUA, comprou, por 85,4 bilhões de dólares (R$ 330 bilhões), a Time Warner, adquirindo o controle dos estúdios Warner Brother’s, da emissora HBO e dos canais da Turner.

No Brasil, a AT&T já possuía a Sky, empresa de TV por assinatura. Com isso, ficaram questões regulatórias em aberto por conta da Lei da TV Paga, o que influenciou determinantemente na decisão de encerrar o canal.

Além da fusão, a redução de assinantes na TV paga, o mercado em crise e mudanças nos hábitos do consumidor foram apontados como os outros motivos.

O que vai acontecer com a programação?

Outros canais do Grupo Turner, como o TNT e o Space, passaram a transmitir parte da programação do Esporte Interativo, de acordo com comunicado do grupo.

Os clubes brasileiros ficaram desagradados com o fato de ter seus jogos transmitidos em canais diferentes daquele previsto no contrato. A Turner já vinha fazendo isto, transmitindo jogos da Liga dos Campeões da Europa nos canais Space e TNT.

Mudando os eventos e alguns programas esportivos para a TNT e Space, o Grupo Turner pretende criar canais conhecidos como “superstations”, que têm diferentes gêneros na sua programação.

Antônio Barreto, gerente geral da Turner Brasil, falou sobre a ideia:

Ao integrar o melhor do Esporte Interativo com a TNT e o Space teremos os primeiros superstations para o público brasileiro, com o melhor de todos os gêneros, atendendo aos desejos dos nossos fãs, incluindo futebol ao vivo, séries originais, programas de variedades, blockbusters de Hollywood e eventos exclusivos ao vivo

Segundo o comunicado divulgado pelo canal, o Esporte Interativo irá seguir produzindo conteúdo e atualizando seus perfis nas redes sociais. Antônio Barreto declarou:

O foco nas plataformas digitais e o engajamento nas redes sociais do Esporte Interativo permanecem inalterados. As audiências de esportes estão claramente migrando para essas plataformas, e a Turner está comprometida em liderar essa transformação no nosso mercado, o mais importante para a empresa depois dos EUA

Com isso, os torneios que o Esporte Interativo adquiriu os direitos de transmissão, como a Liga dos Campeões e o Campeonato Brasileiro, devem continuar sendo transmitidos, mas nos outros canais do Grupo Turner.

Os canais Esporte Interativo serão desativados nos próximos 40 dias.

Comentários
Carregando...