Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Esquadrão vence UCV e tem vantagem no jogo de volta

4

Bahia encerra invencibilidade da César Vallejo e leva vantagem para o Peru

Em franca recuperação no Campeonato Brasileiro, o Bahia fez com que o bom momento refletisse também na Copa Sul-americana. Na noite desta quarta-feira, atuando na Arena Fonte Nova, o Esquadrão de Aço não tomou conhecimento da surpreendente e então invicta Universidad César Vallejo-PER e triunfou por 2 a 0. Os gols tricolores, em duelo válido pelas oitavas de final, foram anotados por Titi e William Barbio, ambos na segunda etapa.

Assim, os comandados de Gílson Kleina podem até perder por um gol de diferença na volta, agendada para o dia 15 de outubro, quarta-feira, às 22 horas (de Brasília). O palco do compromisso será o Estádio Mansiche, em Trujillo-PER. O vencedor do confronto terá pela frente Vitória ou Atlético Nacional-COL.

Bahia tem superioridade na posse de bola, mas vê equilíbrio nas finalizações

Atuando em seus domínios, o Bahia criou a primeira chance do compromisso, aos oito minutos. O meia Emanuel Biancucchi recebeu belo passe do veloz Rafinha e finalizou firme, rasteiro. Porém, o experiente Libman se esticou para praticar a defesa. A resposta da Universidad César Vallejo no ataque seguinte: Quinteros arriscou da intermediária e assustou Marcelo Lomba, que viu a bola passar à sua direita.

Com 14 jogados, Railan aplicou uma bela ‘caneta’ em Jesús Álvarez, porém, na sequência, viu Requena afastar um cruzamento de Rafinha para o centroavante Kieza. Quando o relógio apontou a marca dos 20, a representação peruana chegou com perigo: em bola mal afastada pela defesa mandante, o artilheiro Andy Pando tentou encobrir o goleiro tricolor, mas Titi, atento, afastou o perigo.

Aos 30 minutos, Emanuel Biancucchi triangulou com o volante Fahel e chutou com firmeza. Entretanto, o irmão de Maxi parou em Libman, que não deu rebote. Quando o relógio ultrapassou a marca dos 45, Daniel Chávez recebeu belo passe de Andy Pando e tentou concluir por cobertura. Porém, sem direção.

Em vantagem numérica, Esquadrão de Aço usa a cabeça e sai com a vitória

Gílson Kleina voltou dos vestiários com Maxi Biancucchi na vaga de Rafinha e viu o Bahia criar a primeira chance logo aos nove minutos. Emanuel Biancucchi cobrou escanteio com capricho, Kieza desviou de cabeça e Libman segurou forme. Com 11 jogados, o volante Léo Gago, cobrou falta com violência e assustou a meta visitante.

Quando o relógio apontou a marca dos 18, a Universidad César Vallejo perdeu o zagueiro Ciucci, que cometeu falta dura no jovem Pará e acabou expulso diretamente pelo paraguaio Carlos Amarilla. Em vantagem numérica, o Esquadrão de Aço inflamou a Arena Fonte Nova na cobrança da infração decisiva: Emanuel Biancucchi alçou a bola na área e Titi se antecipou à marcação para testar firme, com liberdade e eficiência, sem dar chances para Libman.

Com 26 jogados, Daniel Chávez fez fila na marcação baiana e invadiu a área. Porém, finalizou fraco e facilitou a defesa de Marcelo Lomba. Dois minutos mais tarde, aproveitando escanteio cobrado por Emanuel Biancucchi, Kieza testou firme e assustou o goleiro adversário. Aos 30, Léo Gago experimentou da intermediária e exigiu intervenção providencial de Libman.

Aos 34 minutos, Gílson Kleina sacou o aplaudido Emanuel Biancucchi e promoveu a entrada do atacante William Barbio. Em seu primeiro toque na bola, o dianteiro ampliou a contagem em Salvador. Acionado no ataque, Marcos Aurélio invadiu a área, driblou Libman e viu a bola sobrar para o cabeludo. Com o gol escancarado, ele chutou firme para estufar as redes peruanas e confirmar o resultado positivo.

Em instantes, cobertura completa da partida: Bahia 2 x 0 UCV pela Copa Sul-Americana, no seu site torcidabahia.com  

Comentários
Carregando...