Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Experiente em acessos, Marlon dá a ‘senha’ e se diz pronto para estrear

0

Experiente em acessos, Marlon dá a receita e se diz pronto para estrear

Aos 29 anos, lateral esquerdo conquistou acessos para a Primeira Divisão com a camisa do Criciúma, em 2012, e no ano passado, quando defendia o Vasco

Marlon; Bahia (Foto: Divulgação/EC Bahia)

Marlon chega ao Bahia com dois acessos no currículo (Foto: Divulgação/EC Bahia)

Após quase cinco meses de dramas, uso de jovens de base e improvisações, a lateral esquerda do Bahia, enfim, tem um dono. Nesta quarta, o lateral Marlon foi apresentado oficialmente como reforço do Bahia. Ciente da carência da posição, o jogador fez elogios a Patric e disse ter vindo para somar, mas se mostrou pronto para assumir a posição.

–  Acho que o Bahia vem jogando… Mas o Patric entrou, fez bem o papel dentro de campo. É o que eu falo. Estou pronto. Na hora em que o professor precisar de mim, é entrar lá, se doar ao máximo e ajudar a equipe, para que a gente possa conseguir os resultados. Eu vim para somar. É um grupo muito bom. Tem grandes jogadores. E a gente só tem a acrescentar a esse grupo. (Para estrear) acho que só está faltando sair a liberação, sair o nome no BID, para que eu esteja preparado. Mas, psicologicamente e fisicamente, eu estou muito bem – disse.  

Experiente em Série B, Marlon já conquistou acessos para a Primeira Divisão com a camisa do Criciúma, em 2012, e no ano passado, quando defendia o Vasco. Para ele, a receita para o acesso é foco na missão de levar o clube de volta à Primeira Divisão.  

– Tem que estar bastante focado. A gente sabe que é um campeonato longo, difícil, mais difícil que a Série A. É competitivo, e, se a gente estiver focado, com a equipe que a gente tem, a gente vai conseguir o acesso e colocar o Bahia no lugar que ele merece – disse.  

Para o torcedor, Marlon tratou de se apresentar, falando sobre as suas características em campo.

– Sou um jogador que gosta de jogar para frente. Saio bem de trás, tenho facilidade em chutes de longa distância. Cruzo bem a bola, é uma característica forte minha. E ontem, pelo que deu para perceber, a hora em que o professor precisar de mim, vou encaixar bem na equipe – disse.  

No aguardo pela regularização e ainda sem saber se vai poder estrear já na próxima sexta-feira, quando o Bahia enfrenta o Mogi Mirim, com portões fechados, no estádio de Pituaçu, Marlon lembra de uma feliz coincidência.  

– Estava até comentando com meus companheiros que, no ano passado, o Vasco estreou na Série B com os portões fechados, e eu acabei fazendo dois gols. Então espero repetir aqui o que fiz lá, com a camisa do Bahia, para que eu possa dar alegria ao nosso torcedor – disse.

Comentários
Carregando...