Faltam SETE; E agora?

Bahia só depende de si para escapar do rebaixamento; mais sete jogos

Com 46, de acordo com os matemáticos da UFMG, especialistas em estudar os números do Brasileirão, a chance de queda é de 15%

O torcedor do Bahia não se cansa de fazer contas. Quantos pontos são necessários para o time fugir do rebaixamento? Com 46, de acordo com os matemáticos da UFMG, especialistas em estudar os números do Brasileirão, a chance de queda é de 15%. Para alcançar essa pontuação, o Esquadrão precisaria de nove pontos nas últimas sete rodadas, ou seja, três vitórias.

O mais importante, no entanto, é que o time do comandante Cristóvão Borges depende só das próprias forças. São três jogos em casa (Atlético-MG, Portuguesa e Fluminense) e quatro fora (Grêmio, Santos, Náutico e Cruzeiro). A situação do time, que aparenta ser tranquila pelos números, fica complicada se for levado em consideração o desempenho recente. O último triunfo na Série A foi dia 9 de outubro: placar de 2×0 no Ba-Vi. Depois disso, três derrotas e um empate – venceu o Nacional pela Copa Sul-Americana.

CONCORRENTES Para a sorte do Bahia, os concorrentes na luta contra a degola também não vivem uma boa fase. A exceção é a Ponte Preta, dona da nona melhor campanha do returno com cinco vitórias, três empates e quatro derrotas em 12 partidas. Fluminense, Vasco e Criciúma, por sua vez, seguem sem reagir.

Daqui até o final, somente dois confrontos diretos acontecem entre os desesperados. Ponte Preta e Criciúma se enfrentam já neste domingo, enquanto o Bahia encara o Flu justamente na última rodada, na Fonte Nova. Curiosamente, a única equipe que não enfrenta o Náutico, lanterninha com 17 pontos, é a Ponte Preta. Só resta calcular.

Vamos votar:

A maior Torcida do Nordeste

A BELA Tricolor Katiely Kathissumi precisa do seu voto

Não deixe de ler:

MGF x Sidônio: Mais um enfadonho 'bate-boca'

Confira também:

Liga dos Campeões – Classificação – Tabela e Regulamento

Tabela interativa da Série A com atualização online

Os melhores vídeos – YouTube União Tricolor Bahia

Há três anos no clube, time base do Bahia sabe a receita para não cair

Time luta contra o rebaixamento desde que voltou para a primeira divisão, em 2011. Meta para fugir da degola é de 48 pontos

Tricolor luta contra a degola desde que subiu para a elite, em 2011

Há três anos lutando contra o rebaixamento, o Bahia segue sem vencer no Campeonato Brasileiro. Após o empate por 1 a 1, com o Atlético-PR, na Fonte Nova, o Tricolor completou quatro jogos de jejum, chegou aos 37 pontos e segue a apenas três de distância da Ponte Preta, primeira equipe na zona de rebaixamento. A base do time atual é praticamente a mesma de 2011 e 2012 e sabe a receita para fugir da degola.

Ao fim da 31ª rodada do Brasileirão de 2011, a distância do Bahia para a zona de rebaixamento era de quatro pontos. Sob o comando de Joel Santana, a equipe conquistou mais dez pontos e conseguiu escapar da Série B. No ano seguinte, o Tricolor somou 36 pontos em 31 partidas.

Sob o comando do técnico Jorginho, o Tricolor conseguiu uma arrancada e fez a quinta melhor campanha do segundo turno. Nos jogos seguintes a 31ª primeira rodada, o Esquadrão conquistou 12 pontos e se livrou do rebaixamento na última rodada, após vencer o Atlético-GO, em Goiânia, por 1 a 0. Rafael Gladiador foi o herói tricolor no duelo.

Na atual temporada, o Bahia tem mais sete partidas até o fim do Brasileirão, quatro jogos fora e três em Salvador. Segundo os matemáticos, 48 pontos é o necessário para uma equipe escapar do rebaixamento. Portanto, o Tricolor precisaria somar mais 12.

O primeiro desafio dos comandados de Cristóvão Borges será o Grêmio, em Porto Alegre. No primeiro turno, o Esquadrão foi derrotado em Salvador por 3 a 0.  Na sequência, o Tricolor encara o Atlético-MG, em Salvador, Santos e Náutico fora de casa, volta para pegar a Portuguesa, vai até Belo Horizonte encarar o Cruzeiro, e encerra a participação diante do Fluminense, em Salvador.


Fonte: Miro Palma – IBahia

Foto: AFN