Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Empate no Castelão, Torcida Dividida e Enderson Moreira

Técnico Tricolor tentou segurar o Ímpeto do Fortaleza no Castelão

Fortaleza 2x2 Bahia no Castelão pela Copa do Nordeste (Foto: LC Moreira)
127

Mais um empate para a conta de Enderson Moreira que é visto como um resultado negativo, ao menos é assim que parte da Torcida Tricolor considera. O Bahia ainda está fora da zona de classificação, com 6 pontos somados por um triunfo e três empates.

Muitos torcedores estão pedindo a cabeça de Enderson Moreira por conta dos ultimos resultados do Bahia, o time tem feito apresentações abaixo do esperado e o clima definitivamente não está dos melhores. Mas será que a torcida tem razão ao pedir a cabeça de Enderson?

Pelas minhas contas, o Tricolor de Aço já se apresentou 13 vezes no ano de 2019, contabilizando todas as competições que participa(ou). Ao todo, são 4 triunfos, 7 empates e apenas 2 derrotas, sendo uma delas para o Bahia de Feira, que venceu o Esquadrão por 2 a 0 pelo Baianão e outra para o Liverpool, por 1 a 0 no Estádio da Fonte Nova.

No dia 16 de Janeiro, Bahia iniciou suas apresentações profissionais em 4 competições, Copa do Nordeste, Campeonato Baiano, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana, sendo uma média de 1 partida a cada 2.6 dias, um ritmo frenético e bem desgastante, considerando longas viágens inclusive uma internacional.

A desclassificação prematura da Sul-Americana foi realmente um balde de agua fria para o Torcedor Tricolor, pois apesar de jogar melhor e ter mais volume de jogo contra o Liverpool-URU, vimos um Bahia com com pouca capacidade técnica na criação de jogadas, o que foi dificultado e muito pela forte retranca do Liverpool, que aproveitou um dos vacilos da zaga do Bahia para marcar o seu único gol, assinalado na primeira partida, mas que o lavaria para a próxima fase da competição.

Se na Copa do Brasil está tudo caminhando bem para o Bahia, na Copa do Nordeste a situação não é das melhores. São três empates e apenas um triunfo, contra o Santa Cruz, quando o Tricolor venceu por 3×1 dentro da Arena Pernambuco. Os empates foram contra o CRB, Vice de Canabrava e o Fortaleza, ontem no Castelão.

Primeiro Tempo

O jogo não começou bem para o Tricolor de Aço, que viu o Fortaleza perder uma chance incrível de gol, logo aos 3 minutos de partida, com Júnior Santos mandou um bom chute, que foi defendido por Douglas, a bola sobrou para Enderson que lerdeu de cara a chance de abrir para o Fortaleza.

O que vimos ontem foi um Bahia que jogava com qualidade, mas que não consiguia assustar o Fortaleza nos minutos iniciais. Somente os 17 minutos, Ramires recuperou uma jogada na entrada da área, passou por dois e mandou uma bomba de esquerda, mas que parou nas mãos seguras do goleiro do Fortaleza.

A partida seguia igual, com impetos balanceados das duas equipes, hora o Bahia chegava com perigo, hora o Fortaleza, que conseguiu abrir primeiro o placar no Castelão, aos 42 minutos, numa bobeira do goleiro Douglas do Tricolor de Aço. Mais uma vez, Junior Santos recebeu um passe sozinho no ataque, Douglas saiu errado quando tentava afastar a bola e furou feito, dando o gol livre para o atacante do Fortaleza que empurrou sem problemas para o gol do Bahia.

O Bahia ainda tentou com Shaylon aos 47, numa bola que passou perto, mas a bola não teve a direção do gol.

Segundo Tempo

Até os 14 minutos, uma chance para cada equipe apenas. No lado do Fortaleza, Enderson aos 6 minutos acertou um chute no ângulo, mas Douglas fez uma plástica defesa, impedindo o que seria o segundo gol dos donos da casa.

O Bahia respondeu aos 11 com Nino, que dominou na entrada da área e largou o aço para o gol. O Goleiro Marcelo fez a defesa e quase da o rebote para Gilberto que estava bem posicionado, mas deu azar e escorregou, perdendo a chance de empatar a partida.

Perto dos 15 minutos, o zagueiro do Fortaleza Quintero precisou sair de campo para trocar as chuteiras e também por sentir uma entrada no pé, foi nos três minutos de atendimento que o Bahia aproveitou a sua superioridade numerica em campo para marcar dois gols relampagos, com Ramires e Gilberto, que fez um belo gol, era a virada do Esquadrão.

Após virar o jogo, o Bahia recuou, aceitou a pressão do Fortaleza que partiu com tudo para conseguir o empate ou até mesmo virar a partida. Claramente com maior poder físico naquele momento da partida, o Fortaleza teve três oportunidades de marcar, contra apenas uma do Bahia. Vendo que o Bahia já não conseguia segurar a pressão do Fortaleza, o técnico Enderson sacou Arthur que já estava muito cansado e decidiu reforçar o time que já estava recuado, com a entrada de Nilton, mas não foi o suficiente.

Após uma cobrança de escanteio, o zagueiro Qintero subiu mais que todo munto para empatar o jogo, jogando um balde de agua fria nos jogadores e torcedores do Bahia.

O Fortaleza ainda teve uma chance de virar a partida, que foi milagrosamente impedida pelo Goleiro Douglas, que se redime da falha no primeiro tempo para fazer uma espetacular defesa, salvando o Bahia de uma derrota no Castelão.

Comentários
Carregando...