Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Galo x Cruzeiro: A incrível história do foguete no TOB…

7

Cruzeiro perde mando de campo no STJD; Atlético-MG é multado

Briga no Independência rendeu punição aos dois rivais mineiros

Em julgamento realizado na tarde desta quinta-feira, após incidentes no clássico Atlético-MG e Cruzeiro no último dia 13, pelo Campeonato Brasileiro, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) entendeu que os dois clubes têm culpa pelos problemas com os torcedores que ocorreram no Independência. O time alvinegro foi multado em R$ 20 mil. Já os celestes tiveram pena maior: perderam um mando de campo e ainda terão de pagar R$ 30 mil.

O presidente da comissão, José Perdiz, explicou após o julgamento que o Cruzeiro já cumprirá a perda de mando no jogo contra o Grêmio, no dia 10 de novembro. A diretoria, porém, já anunciou qne entrará com recurso. Para este jogo, o time celeste já vendeu 11 mil ingressos, além de 12 mil sócios-torcedores garantidos.

“Vamos aguardar. Temos esperança muito grande que o Cruzeiro vai reverter isso no julgamento no Pleno. O Cruzeiro trabalha com absolvição pelas provas. Foi uma briga de algumas pessoas e não da torcida do Cruzeiro. O clube vai processar cada um deles”, explicou o diretor de futebol Alexandre Mattos.

“Houve briga não da torcida do Cruzeiro, mas alguns vândalos, que o Cruzeiro já fez representação criminal contra eles. É um caso de polícia. O clube mostrou ocorrências das pessoas que foram presas. O indivíduo pego com bombas não era da torcida do Cruzeiro. O Cruzeiro tomou providências que cabiam a ele como visitante. Agora vamos entrar com recurso e pedido de efeito suspensivo, e esperamos ter êxito”, completou.

 

O julgamento

Fernandinho revela insônia após gol em clássico

Apesar de lutarem por objetivos parecidos, o julgamento acabou mostrando que a rivalidade entre Atlético-MG e Cruzeiro existe até nos bastidores do STJD.

Pelo lado atleticano, os advogados Lucas Ottoni e João Avelar fizeram a defesa. Eles utilizaram imagens de vídeos e boletins de ocorrência, com relatos de brigas e torcedores com bombas. “Não vimos em nenhum lugar da mídia qualquer imagem ou relato que prove a participação de atleticanos. A torcida do Atlético-MG teve comportamento exemplar, mesmo recebendo objetos atirados pela torcida adversária”, disse.

“São fregueses e apanharam”, provoca Kalil sobre Cruzeiro

Os cruzeirenses tiveram a defesa feita pelo advogado Carlos Portinho. Além de usar outros vários boletins de ocorrência e imagens dos problemas, o defensor levou o coronel Robson Queiroz, responsável pelos eventos esportivos em Belo Horizonte. Em seu depoimento, o militar defendeu a ação da corporação e disse “ter contido rapidamente a confusão”, negando a existência de lesões através das ações.

Questionado sobre as bombas dentro do estádio, Queiroz ressaltou que o Independência tem condições de receber um clássico e se defendeu dizendo que “os explosivos passam pela revista, pois os torcedores os escondem no ânus”.

O advogado cruzeirense criticou a postura da defesa atleticana. “Parece que o Atlético-MG quer a punição do Cruzeiro. É triste essa conduta”, finalizou.

Fonte: Marcellus Madureira – ME – Especial para o Terra

Comentários
Carregando...