Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Grêmio 0 x 0 Bahia – FichaTécnica – Melhores Momentos

2

Marcelo Lomba brilha e Bahia arranca empate

Toda equipe precisa ter um bom goleiro. Os que estão brigando para não ser rebaixado, então, nem se fala. E foi assim, em uma tarde brilhante do goleiro Marcelo Lomba, que o Bahia conseguiu arranca um empate sem gols diante do Grêmio, na tarde deste domingo (3), em Porto Alegre.

O resultado sem gols, no entanto, não deixa o tricolor baiano em uma situação confortável. Com o triunfo do Vasco sobre o Coritiba, em Macaé, o Bahia está apenas dois pontos à frente da temida zona do rebaixamento.

Na próxima rodada, na Arena Fonte Nova, o esquadrão terá pela frente o Atlético Mineiro, sábado (9), às 18h30.

Jogo começa e Marcelo Lomba salva

O Bahia entrou em campo com uma novidade. Muito contestado, Madson perde a posição para o volante Fabrício Lusa, improvisado na lateral direita. Do outro lado, o Grêmio não quis saber de priorizar a Copa do Brasil. Força máxima com direito ao retorno dos três atacantes, ambos como titulares: Kléber, Vargas e Barcos.

O primeiro lance perigoso do jogo saiu dos pés do chileno Vargas, aos 11 minutos. Vargas cobrou falta e a bola desviou na barreira, enganando Marcelo Lomba. O goleiro conseguiu voltar e segurar a bola. Só dava o time gaúcho até então. Aos 13, após sair jogando errado, o Bahia quase leva o primeiro.

Moisés cruzou na área e, de primeira, Kléber bateu. Marcelo Lomba mais uma vez apareceu bem e espalmou para escanteio. Em dois minutos foram duas intervenções fundamentais para manter o zero no placar.

Lance polêmico

No que seria o primeiro ataque do Bahia no primeiro tempo, aos 17 minutos, uma decisão do árbitro Alício Pena Júnior prejudicou o tricolor. Jussandro disparou em direção ao gol, mas, antes de chegar na grande área, foi derrubado pelo chileno Vargas. Era o último homem, mas o árbitro mineiro deu apenas cartão amarelo.

O Grêmio novamente assustou pela jogada aérea. Após cruzamento, o centroavante Barcos cabeceou e Marcelo Lomba botou para escanteio.

O Bahia estava bem postado defensivamente, apesar da pressão gremista. Conseguiu não dar espaços aos três atacantes, em compensação, sofreu com a quantidade de jogadas aéreas. Lá na frente, nada acontecia. Nenhuma finalização até os 30 minutos, o que fez do goleiro Dida apenas um espectador da etapa inicial. O primeiro chute de fora, mesmo sem perigo, saiu dos pés de Feijão, somente aos 33.

No último lance antes do intervalo, de novo por cruzamento, o Grêmiou tentou pressionar em busca do primeiro gol. A defesa não cortou e Riveros chutou em cima de Lomba, que saiu do gol para fechar o ângulo. No rebote, com o goleiro caído, o atacante Kléber chutou em cima do volante Fahel.

Grêmio volta pressionando

O segundo tempo começou do mesmo jeito: Gêmio em cima e o Bahia se defendendo. Logo nos primeiros minutos, depois do toque de Kléber, o argentino Barcos furou e não conseguiu o arremate. Na sequência do lance, o centroavante teve outra oportunidade, de cabeça, mas mandou para fora.

Vamos votar:

A BELA Tricolor Katiely Kathissumi precisa do seu voto

Não deixe de ler:

MGF assume erros e diz que nova Diretoria não entende de futebol

Confira também:

Liga dos Campeões – Classificação – Tabela e Regulamento

Tabela interativa da Série A com atualização online

Os melhores vídeos – YouTube União Tricolor Bahia

Marcelo Lomba brilha e Bahia arranca empate

Marcelo Lomba, de novo, salva o tricolor

Aos 5 minutos, como no primeiro tempo, Marcelo Lomba salvou o tricolor. Souza errou o passe na intermediária e armou o contra-ataque gremista. Barcos driblou Lucas Fonseca, em jogada de corpo, e bateu para outra fundamental defesa do camisa 1 do Bahia.

A pressão gaúcha era imensa. Aos 10, em novo cruzamento, Barcos dominou bonito no peito e finalizou. O chute carimbou o poste esquerdo. O lance continuou. Riveros, dentro da grande área, teve espaço e também resolveu finalizar. Heróico, Marcelo Lomba lá estava para fazer outra defesa.

Os dois treinadores resolveram mudar no setor de criação. No Bahia, Cristóvão sacou Souza e colocou o jovem Anderson Talisca. Além de ser bom na bola parada, o camisa 8 detém maior qualidade no passe. Fundamento muito pouco utilizado durante o jogo. O tricolor não se encontrava. No Grêmio, Renato Gaúcho tirou o volante Ramiro e Elano entrou. A intenção era dar mais criatividade e tentar o furar o bloqueio defensivo do Bahia.

Aos 26, nas poucas vezes que chegou ao ataque, o time baiano finalizou. Talisca arriscou de fora e não levou perigo a Dida que, até então, só assistia ao jogo. E foi assim até os mintuos finais. O Grêmio o tempo todo atacando, buscando o gol, enquanto o Bahia se preocupava em marcar. Zé Roberto entrou no lugar do volante Ramiro, deixando o time gaúcho mais ofensivo.


Grêmio 0 x 0 Bahia – Série A – 32ª rodada do Campeonato Brasileiro


Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Horário: 16h (horário da Bahia)

Data: 03/11/2011

Árbitro: Alício Pena Júnior (MG).

Auxiliares: Nadine Schramm Camara Bastos (SC) e Marrubson Melo Freitas (DF)

Grêmio: Dida; Moisés, Rodolpho, Bressan e Alex Telles (Wendel); Souza, Riveros (Zé Roberto), Ramiro (Elano); Barcos, Vargas e Kléber.

Técnico: Renato Gaúcho.

Bahia: Marcelo Lomba; Fabrício Lusa (Madson), Lucas Fonseca, Demerson e Jussandro (Raul); Fahel, Feijão, Rafael Miranda e Souza (Talisca); William Barbio e Fernandão.

Técnico: Cristóvão Borges.


Fonte: Felipe Santana – Bahia Notícias

Foto: Nabor Goulart/Ag. Free Lancer/Estadão Conteúdo e Max Haack/Ag. Haack/Bahia Notícias

Comentários
Carregando...