Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Guilherme Bellintani critica expulsão de Nino Paraíba e diz preferir árbitro de fora na final

Lateral foi expulso por suposta simulação na partida contra o Juazeirense, neste domingo (25)

Guilherme Bellintani concede entrevista coletiva (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
78

Neste domingo (25), o Bahia venceu o Juazeirense por 3 a 0, na Arena Fonte Nova, e se garantiu na final do Campeonato Baiano. Porém, nem tudo foi perfeito para o Tricolor. O lateral Nino Paraíba foi expulso de uma forma, no mínimo, controversa. Guilherme Bellintani, presidente do Bahia, mostrou insatisfação com a decisão do árbitro Gleidson Santos de Oliveira, que deu o segundo amarelo ao jogador após uma suposta simulação de pênalti:

Muito triste com o que aconteceu. A ausência que Nino faz é enorme, independente da gente ter João Pedro, um atleta diferenciadíssimo. Mas é lamentável. A discussão é se houve ou não houve o pênalti. Mas alguém dizer que ele cavou? Ele foi desequilibrado. Alguns podem dizer que ele não foi desequilibrado para ter o pênalti, outros vão dizer que sim, mas dizer que ele cavou mostra o nível da arbitragem baiana. O pênalti não nos fez falta, mas Nino na final pode fazer falta. Confiamos em João Pedro, que vai atingir um nível de entrega. Ele sequer consultou o auxiliar e o árbitro expulsa o Nino que nem pediu pênalti. O que a gente espera é que o campeonato acabe de pé. Isso nos faz crer que teremos mais problemas nessa reta final. Quero crer que terá um cuidado grande para que o Campeonato Baiano não feche as portas

Guilherme Bellintani afirmou que prefere árbitros de fora do estado nas finais do Campeonato Baiano. Perguntado sobre uma possível reunião com a Federação Bahiana de Futebol (FBF), o dirigente falou que o Bahia não interfere na decisão, mas pediu responsabilidade da entidade comandada por Ednaldo Rodrigues:

Tenho certeza que a vinda do árbitro de fora num momento como esse é o mais adequado, mas pelos momentos que vimos em 2016, não garante nada. A garantia é que cada um veja a responsabilidade que tem em uma final como essa. O que vimos em 2016 foi lamentável. Não queremos colocar o árbitro de fora com uma final perfeita. O que vai garantir uma boa arbitragem é o bom senso e o rigor em relação aos erros do árbitro. Que punição tiveram os árbitros que erraram? Se não tiver punição, todos vão achar que podem errar várias vezes. Não há necessidade de reunião. A Federação sabe o que faz e está aí para ser responsável. O Bahia não interfere em arbitragem. Que tenham consciência do que é o Esporte Clube Bahia no estado e no Brasil

O primeiro Ba-Vi pela final do estadual acontece no próximo domingo (1º), na Arena Fonte Nova. A partida decisiva acontece no Barradão, no dia 8 de abril.

Comentários
Carregando...