Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Após goleada e classificação, Guto Ferreira diz que só faltou o primeiro lugar

Nesta quarta (7), o Bahia goleou o Jequié por 6 a 1 e terminou a primeira fase do estadual em 2º

Guto Ferreira concede entrevista coletiva (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
51

Na noite desta quarta-feira (7), o Bahia goleou o Jequié por 6 a 1, na Arena Fonte Nova, pela nona e última rodada do Campeonato Baiano. O treinador Guto Ferreira concedeu entrevista coletiva após a partida e elogiou a atuação da equipe, porém a noite só não foi perfeita porque o Tricolor não conseguiu a liderança da primeira fase do estadual, já que o rival Vitória venceu o Fluminense de Feira e se manteve na ponta:

O torcedor deve ter saído bastante satisfeito. Importante fechar assim. Só faltou o primeiro lugar. Mas, como disse na preleção: o importante não é como começa, é como termina. A gente fecha essa fase faltando detalhes para a gente, de novo, fazer uma grande competição. Temos melhor ataque, melhor defesa, seis triunfos seguidos. São números bastante importantes, mas de nada vai valer se não chegar no resultado final

Na entrevista, Guto Ferreira falou sobre dois jogadores, na sua opinião, mereceram destaque. O primeiro foi Júnior Brumado, que começou como titular e marcou pelo segundo jogo seguido:

Importante, e ainda falando em Brumado, vamos com calma, o menino tem 18 anos, tem potencial grande, e temos que administrar para que ele vá ganhando cancha e a musculatura vá entrando em ritmo de profissional. O planejamento nem era para ele jogar os 90 minutos, mas foi bom ter ficado. Vamos com calma, mas, a cada momento que vem jogando, vai disputando de igual para igual a posição. Quanto mais confiança tiver, melhor. Temos que ter competição e temos que ir com calma

Guto Ferreira também elogiou Nino Paraíba, que entrou no lugar de João Pedro, que saiu da partida por lesão.

Em relação a Nino, quando tem jogadores importantes, você tem que manter os dois, para que não perca nenhum. Você administra, vai conduzindo os dois, para que, quando chegar nos momentos cruciais, você tenha 11 para jogar e mais três para mudar o jogo se necessário

Nas semifinais, o Bahia irá enfrentar o Juazeirense, e terá a vantagem de dois resultados iguais.

Confira o que Guto Ferreira falou em entrevista coletiva

Crescimento
– Sinaliza para a metodologia, que estamos no caminho certo. À medida que os jogadores vão recebendo oportunidade e vão jogando, a gente pode rodar. O planejamento não era ter saído Edson e Zé Rafael. Só que veio pedido do departamento médico, porque a gente poderia ter problemas. Nilton entrou muito bem; Elton novamente entrou bem, tanto é que fizemos três gols. Isso soma muito, rodando jogadores, fazendo com que esteja de tanque cheio e com qualidade. Faz com que quem está sendo titular não titubeie, porque os outros estão crescendo, e vira uma disputa sadia.

O rodízio no início do campeonato valeu a pena?
– Valeu. Porque, talvez, a gente estivesse cheio de problemas, e não tivesse tido tempo de treinar para chegar no nível que chegamos.

Sistema defensivo
– Isso me incomoda muito. Isso não me deixa à vontade. Mas vamos trabalhar para melhorar. O bom é que não tomamos dois gols em nenhum jogo esse ano. Mas o fato de tomar um gol a cada partida… O ataque está crescendo, mas a defesa toma um gol a cada partida. Posso falar com toda sinceridade que me incomoda. E vamos trabalhar para melhorar.

Resultado elevou a autoestima?
– Acho que influencia, sim, cresce a autoestima, o nível de confiança. Nesse momento, cada triunfo é importante para solidificar mentalmente as atuações. Agora temos uma partida de muita importância. É uma partida chave na Copa do Nordeste. Sabemos da dificuldade que vamos enfrentar.

Juazeirense
– Jogo dificílimo. O piso dificulta muito o jogo, desgasta muito. Depois, a gente pega o Altos no meio de semana… É bem complicado. Mas vamos nos armar para fazer um grande jogo. Não é o momento de exaltar dificuldade. É o momento de buscar soluções.

Comentários
Carregando...