Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Guto Ferreira lamenta decisões durante jogo e diz: O culpado sou eu

Guto Ferreira avalia os três reforços apresentados pelo Bahia nesta sexta-feira (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia/Divulgação)

Guto Ferreira diz que mudança na equipe pode ter atrapalhado o Tricolor no empate em 2 a 2 com o CRB, neste sábado, mas espera evolução para voltar ao G-4

Depois do empate com o CRB, na tarde deste sábado, em Maceió, o lateral Tinga deixou o campo abatido. Foi ele quem cometeu o pênalti que deu início à reação do time alagoano. Por isso, o jogador reconheceu a falha e pediu desculpas aos companheiros e à torcida. Mas ele não foi o único a reconhecer erro no duelo que tirou o Bahia do G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Bastante abatido durante a entrevista coletiva, o técnico Guto Ferreira disse ter sido ele o culpado pelo empate sofrido pelo Tricolor depois de ter feito 2 a 0.

É lamentar porque a gente tinha tudo para sair com um grande triunfo, que nos manteria numa posição privilegiada na tabela. A lamentar. O ponto vai ser importante em termos de futuro, mas em termos de momento não foi bom. Mas você aprende com esses moimentos também. Eu estou aprendendo porque eu me culpo por algumas coisas que a gente acabou fazendo dentro da partida. Eu tenho certeza que, cada jogador saiu indignado, se culpando, pensando no que aconteceu. Temos que voltar melhor no jogo de sexta-feira, em casa. Fazer um placar bom e sustenta-lo até o fim. Essa parceria não pode parar. Precisamos demais do torcedor. Sabendo que hoje, em cima da situação, podem ficar tristes. Também estamos. Tristes pelo que fizemos e pelo que não fizemos. Mas se tiver, sempre tem um culpado, o culpado sou eu.

Na visão dele, as escolhas para modificar o time é que foram determinantes para o ocorrido no final do segundo tempo.

Têm situações durante a partida que você visualiza algumas coisas da partida, tenta acrescentar e as coisas acabam não acontecendo. Aquilo que estava, não estava tão ruim. Estava indo bem, mas você pensa sempre na frente. Se eu não tivesse mudado, talvez a gente tivesse dado a sequência até o final da partida

Confira outros temas abordados na entrevista coletiva de Guto Ferreira

Tinga

Só erra quem está lá dentro. Quem está fora não pode atrapalhar, eu estou com o Tinga, Estava muito bem na partida, infelizmente aconteceu o lance. A gente não tem que lamentar ele porque a gente precisa dele. Coo no jogo passado houve problema com o Allano. Hoje o Allano nos ajudou. O importante é que o grupo está se cobrando. O grupo não está contente com o resultado de hoje.

Atuação do time

O Bahia jogou sim, pelo menos 20 minutos. Depois houve uma queda. No segundo tempo jogou até, pelo menos, 30 minutos. Estava com um controle do jogo, agora cedendo em alguns momentos, contra-ataques. Era o que mais me preocupava. Não podemos vacilar, não podemos errar. Erramos. Paciência. Bola pra frente. Só que não volta mais. O importante é estar levanto um ponto. É o que fica.

O que fica?

Acho que o grupo tem crescido muito. Mas é um grupo que ainda passa por experiência juntos. Esse tipo de experiência de hoje amadurece muito. Pode ter certeza.

Apoio da torcida

Eu não tenho direito de pedir nada pro torcedor quando a gente não está no G-4. Eu não tenho esse direito de pedir. Agora, ele sabe o quanto ele é importante nesse momento, o que ele provoca na equipe para a equipe jogar. Contar com cada um deles é maravilhoso.

Fonte: Globo Esporte

Comentários
Carregando...