Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

História Tricolor: A volta à Série A em 2010

Equipe do Bahia em 2010

Em homenagem a Ananias, vítima do trágico acidente com o avião da equipe da Chapecoense, vamos relembrar a campanha que fez com que o Esquadrão voltasse à Série A após 7 anos

O início do milênio foi uma época muito difícil pro Bahia. O Tricolor passou por um jejum de títulos de 10 anos entre 2002 e 2012, passou sete anos fora da Série A, chegou a ser rebaixado para a Série C, e mesmo num momento de alegria, com a subida para a Série B em 2007, o Tricolor sofreu com o desabamento de parte da arquibancada da Fonte Nova, que deixou sete mortos e interditou o estádio que foi o caldeirão do Tricolor em todos esses anos.

O ponto de virada foi a Série B de 2010, na qual o Bahia foi o terceiro colocado e conseguiu voltar para a Série A, que o time não disputava desde 2003.

Jael e Adriano "Michael Jackson" comemoram gol do Bahia no jogo do acesso contra a Portuguesa (Foto: Ag. Estado)
Jael e Adriano “Michael Jackson” comemoram gol do Bahia no jogo do acesso contra a Portuguesa (Foto: Ag. Estado)

ANTECEDENTES

Em 2010, o Bahia não teve um grande primeiro semestre. A equipe, ainda presidida por Marcelo Guimarães Filho e comandada por Renato Gaúcho, perdeu a final do campeonato baiano para o Vitória e foi eliminada logo na segunda fase da Copa do Brasil para o Atlético-GO. Nos anos anteriores, o Tricolor não vinha fazendo boas campanhas na Série B, terminando em 10º lugar em 2008 e em 12º em 2009.

Porém, na campanha da Série B de 2010, o Tricolor se superou, contando com o forte apoio da torcida no estádio de Pituaçu, que recebeu o apelido de Pituaço.

RODADA POR RODADA

O tricolor estreou na competição no dia 7 de maio de 2010. O adversário da 1ª rodada era o América-RN, em Pituaçu. Com uma atuação pouco convincente, o Tricolor conseguiu uma vitória magra por 1×0, gol de pênalti de Rodrigo Gral. O time que começou a campanha da Série B era o seguinte: Fernando (Omar); Carlos Alberto, Alison, Nei e Ávine; Leandro, Marconi, Ananias e Rogerinho (Bruno Silva); Rodrigo Gral e Mendes (Itacaré)
Técnico: Renato Gaúcho

Na 2ª rodada, no dia 15 de maio, o Bahia enfrentou o time do Ipatinga, em Ipatinga. O tricolor conseguiu vencer por 2×1 de virada aos 47 do segundo tempo. Após sair atrás, com gol de Luizinho, o Bahia empatou com Rodrigo Gral e Rogerinho marcou o gol da virada, nos acréscimos.

 Rogerinho comemora após marcar o segundo gol do Bahia nos acréscimos do jogo (Foto: Wolmer Ezequiel/AE)
Rogerinho comemora após marcar o segundo gol do Bahia nos acréscimos do jogo contra o Ipatinga (Foto: Wolmer Ezequiel/AE)

Na 3ª rodada, na noite de 21 de maio, o Tricolor enfrentou a Ponte Preta em Pituaçu. Em grande partida do goleiro Omar, o jogo terminou empatado em 1×1. Diego abriu o placar pra Ponte, mas o Bahia conseguiu o empate com Itacaré.

Na 4ª rodada, dia 25 de maio, um grande momento da campanha Tricolor. Jogando em Goiânia, contra o Vila Nova, o Bahia enfiou sonoros 4×0, mesmo jogando fora de casa. Após pênalti sofrido por Ananias, o Bahia abriu o placar com Rodrigo Gral, Vander fez o segundo. Novamente de pênalti, Rodrigo Gral marcou o terceiro e Ananias fechou o placar. Com a goleada, o Bahia assumia a liderança da Série B.

E o Bahia continuava com tudo. Na 5ª rodada, dia 29 de maio, o Bahia venceu o Sport em Pituaçu por 2×0. Rogerinho e Ávine deram o triunfo ao Tricolor, que se mantinha na liderança.

Rogerinho marcou o primeiro gol no triunfo do Bahia sobre o Sport (Foto: Felipe Oliveira/AGIF/AE)
Rogerinho marcou o primeiro gol no triunfo do Bahia sobre o Sport (Foto: Felipe Oliveira/AGIF/AE)

O primeiro revés do Tricolor veio na 6ª rodada. E foi pesado. No dia 1 de junho, O Bahia foi enfrentar o Icasa, em Juazeiro do Norte, e levou sonoros 4×0. Junior Xuxa marcou os dois primeiros, Assisinho e Marciano completaram pro Icasa. Após a goleada sofrida, Renato Gaúcho declarou: “Meu time não jogou nada. Ficou em Salvador”

Na 7ª rodada, o Bahia tinha tudo pra se recuperar da goleada sofrida. No dia 4 de junho, iria enfrentar o lanterna Duque de Caxias, no estádio de Pituaçu. Porém, o Tricolor tropeçou de novo e perdeu por 1×0, gol de Mancuso.

Depois desse jogo, a Série B parou por um mês por causa da Copa do Mundo de 2010. A 8ª rodada aconteceu no dia 13 de julho e o Bahia perdeu sua terceira partida seguida. O Tricolor enfrentou o Guaratinguetá, na cidade de Guaratinguetá e foi derrotado por 4×2. O time paulista abriu 4×0 com gols de Renato Peixe, Lúcio Flávio e dois gols de Tozim. O Bahia diminuiu com Ávine e Vander.

Após 3 derrotas, o Tricolor voltou a vencer na 9ª rodada, no dia 16 de julho. Jogando em Pituaçu contra o São Caetano, o Bahia conseguiu o triunfo por 3×0 em grande atuação do goleiro Fernando. Rogerinho marcou os dois primeiros e Rodrigo Gral fechou o placar. Nesse jogo, o Bahia entrou em campo com Fernando; Arilton (Leandro Bonfim), Alison, Nen e Ávine; Fábio Bahia, Hélder, Ananias (Adriano), Morais e Rogerinho (Vander); Rodrigo Gral
Técnico: Renato Gaúcho

Na 10ª rodada, entretanto, outro revés. O Bahia enfrentou o Náutico, em Recife, no dia 24 de julho e foi derrotado por 3×2. Vander abriu o placar para o Bahia, mas o Náutico marcou três gols ainda no primeiro tempo com Giovani, Geilson e Cristiano. Ávine diminuiu para o Bahia, mas não foi suficiente. Com a derrota, o Bahia caía para a 9ª posição, mas a apenas 2 pontos do G-4.

Na 11ª rodada, o Bahia enfrentou o Figueirense, em Pituaçu, no dia 31 de julho. Mesmo jogando em casa, o Bahia não conseguiu vencer, apenas empatando em 2×2. Willian abriu o placar pra equipe catarinense, mas o Bahia conseguiu a virada com dois gols de Rodrigo Gral. O Figueirense voltou a empatar, com gol de Reinaldo, fechando o placar. Renato Gaúcho balançava no cargo.

Na 12ª rodada, o Bahia foi a Arapiraca, enfrentar o ASA, no dia 7 de agosto. E nesse jogo, o Tricolor voltou a vencer fora de casa, ganhando por 1×0 e mantendo Renato Gaúcho no comando do time. O gol do triunfo foi marcado pelo zagueiro Alison.

Na 13ª rodada, o Bahia conseguiu o segundo triunfo seguido. No dia 10 de agosto, o Esquadrão enfrentou o Paraná, em Pituaçu e venceu por 2×1, deixando o Tricolor na 6ª posição, perto do G-4. Morais abriu o placar e Jael, de pênalti, marcou o segundo. O Paraná diminuiu com Alessandro Lopes. O Bahia jogou essa partida com: Renê; Fábio Bahia, Alison, Vagner e Ávine; Marcone, Bruno Octávio (Vander), Hélder e Morais; Rodrigo Gral (Aleílson) e Jael (Adriano). Técnico: Renato Gaúcho

De joelhos, Jael comemora seu gol na vitória do Bahia sobre o Paraná Clube (Foto: Lunaé Parracho/Agência A Tarde/AE)
De joelhos, Jael comemora seu gol na vitória do Bahia sobre o Paraná Clube (Foto: Lunaé Parracho/Agência A Tarde/AE)

Este jogo contra o Paraná marcou a despedida de Renato Gaúcho do comando do Bahia. O treinador deixou o Tricolor para ir treinar o Grêmio, clube no qual ele é ídolo. Para o seu lugar, a diretoria do Bahia contratou o técnico Márcio Araújo.

O novo treinador não estreou bem. Na 14ª rodada, o Bahia enfrentaria o líder do campeonto, o Coritiba. O jogo, que aconteceu no dia 14 de agosto, foi disputado na cidade de Joinville. O Bahia foi derrotado por 2×0, gols de Marcos Aurélio e Betinho.

Na 15ª rodada, o Bahia enfrentaria o Brasiliense em Pituaçu, no dia 21 de agosto. Com muitas vaias ao técnico Márcio Araújo, ao presidente Marcelo Guimarães Filho e ao time, o Bahia conseguiu empatar por 1×1, com um gol aos 45 do segundo tempo. Moacri abriu o placar pro Brasiliense e Jael marcou, quase nos acréscimos, o gol salvador do Bahia.

O Bahia fez as pazes com a torcida na 16ª rodada. No dia 24 de agosto, o Tricolor enfrentou o América-MG em Pituaçu e venceu por 3×0, primeiro triunfo sob o comando de Márcio Araújo. Jael marcou duas vezes e Adriano fechou o placar. O Bahia foi a campo com: Renê, Jancarlos, Alison, Nen e Ávine; Fábio Bahia, Bruno Octávio, Morais e Rogerinho (Aleílson); Vander (Adriano) e Jael (Diego Correa), Técnico: Márcio Araújo

Na 17ª rodada, um dos grandes resultados do Tricolor naquela Série B. No dia 28 de agosto, o Bahia foi ao Canindé, em São Paulo, para enfrentar a Portuguesa e, numa atuação de gala de Jael, venceu por 4×2, voltando ao G-4 e assumindo a vice-liderança da competição. A Lusa abriu o placar com Zé Carlos, mas o Bahia empatou com o zagueiro Alison. No segundo tempo, Jael marcou três vezes e abriu o 4×1. A Portuguesa ainda diminuiu com Luis Ricardo.

Apesar do triunfo, infelizmente, este jogo traria uma repercussão negativa na campanha do Bahia. Um mês depois dessa partida, foi descoberto que o goleiro Renê, que vinha sendo o titular do Tricolor, foi pego no antidoping neste jogo por conta da substância furosemida, presente em um remédio para pressão alta, que o goleiro usou sem o conhecimento do departamento médico do Bahia. Renê acabou sendo suspenso do futebol por um ano.

Após dois grandes triunfos, o Bahia voltou a tropeçar na 18ª rodada. No dia 31 de agosto, o Bahia foi enfrentar o Santo André, na cidade de Santo André, e perdeu por 1×0. O gol do time paulista foi marcado por Vitor Hugo.

O Tricolor encerrou o primeiro turno com um empate. Na 19ª rodada, o Bahia jogou no dia 3 de setembro, contra o Bragantino, em Pituaçu, e apenas empatou em 1×1. Em grande fase, Jael abriu o placar pro Bahia, mas o Bragantino empatou com Léo Jaime.

O segundo turno começou com triunfo tricolor. Na 20ª rodada, o Bahia foi a Natal para enfrentar o América-RN, no dia 7 de setembro. Num jogo com cinco expulsões, três do América e duas do Bahia, o Esquadrão venceu por 2×0, gols de Jael e Hélder.

Pela 21ª rodada, o Bahia recebeu o Ipatinga, em Pituaçu. O jogo aconteceu no dia 11 de setembro e terminou com mais um triunfo do Bahia, 3×1. Thiago Matias abriu o placar pro Ipatinga, mas o Tricolor virou com Jancarlos, Mendes e Adriano. Com esse resultado, o Bahia assumiu a vice-liderança da Série B.

Na 22ª rodada, o Bahia assumiu a liderança da Série B! No dia 18 de setembro, o Tricolor foi a Campinas enfrentar a Ponte Preta, e mesmo fora de casa, venceu por 2×1. Reis abriu o placar pra Ponte, mas o Bahia virou com gols dos laterais Ávine e Jancarlos, que fez um belo gol de falta. O Bahia jogou com: Fernando; Jancarlos, Vagner, Nen e Ávine; Bruno Octávio (Morais), Fábio Bahia, Helder e Ananias (Rodrigo Gral); Adriano (Diego Correa) e Jael, Técnico: Márcio Araújo

Porém, o Tricolor perdeu a liderança na 23ª rodada. No dia 21 de setembro, o Bahia enfrentou o Vila Nova em Pituaçu, e apenas empatou em 1×1. O time goiano abriu o placar com Bruno Lopes, e o Bahia só conseguiu empatar aos 42 do segundo tempo, com um gol de Adriano. O Tricolor perdeu a liderança da Série B para o Coritiba.

Na 24ª rodada, o Bahia voltou a triunfar. No dia 25 de setembro, o Tricolor foi a Recife, para enfrentar o Sport, e venceu por 2×1. O lateral Diego Corrêa abriu o placar pro Bahia, mas o Sport empatou com Daniel Paulista. O gol do triunfo tricolor foi marcado por Morais. O Bahia se mantinha na vice-liderança.

Diego Correa comemora o primeiro gol do Bahia diante do Sport, na Ilha do Retiro (Foto: Antônio Carneiro/AE)
Diego Correa comemora o primeiro gol do Bahia diante do Sport, na Ilha do Retiro (Foto: Antônio Carneiro/AE)

Porém, na 25ª rodada, o Icasa mostrou que era a pedra no sapato do Bahia no caminho para o acesso. Depois de golear o Tricolor em Juazeiro do Norte por 4×0 no primeiro turno, a equipe cearense foi a Pituaçu e venceu o Bahia por 4×2. O jogo aconteceu no dia 28 de setembro e fez com que o Bahia caísse pra 3ª posição na tabela, atrás de Coritiba e Figueirense. Assisinho, Carlinhos e Junior Xuxa fizeram os três primeiros do Icasa. Adriano diminuiu pro Bahia, mas Junior Xuxa marcou o quarto do Icasa. De pênalti, Moraes fez o segundo do Tricolor.

Na 26ª rodada, o Tricolor foi enfrentar o Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. O jogo, do dia 2 de outubro não saiu do 0x0 e o Bahia caiu pra 4ª posição.

O Bahia voltou a vencer na 27ª rodada. Jogando em Pituaçu contra o Guaratinguetá, o Bahia venceu por 2×1. A partida foi no dia 9 de outubro. Adriano abriu o placar pro Tricolor, e Morais, de pênalti, fez o segundo. Mas o Guaratinguetá diminuiu com Guaru. O Guaratinguetá foi pra cima, mas o Bahia conseguiu segurar o triunfo.

Na 28ª rodada, o Bahia foi a São Caetano do Sul, para enfrentar o São Caetano no feriado de 12 de outubro. O Tricolor saiu na frente com o artilheiro Jael, mas o São Caetano empatou com Eduardo. No fim do jogo, o goleiro Fernando salvou o empate pro Bahia, defendendo um pênalti batido por Eduardo. Placar final, 1×1. O Bahia se mantinha na 4ª posição.

Na 29ª rodada, o Tricolor recebeu o Náutico, em Pituaçu e conseguiu um ótimo triunfo por 3×0. Nesse jogo, do dia 16 de outubro, o atacante Adriano “Michael Jackson” deu show e marcou os três gols do Tricolor. O Bahia jogou com: Fernando; Jancarlos (Leandro), Alison, Nen e Ávine; Fábio Bahia, Helder, Marcone e Morais (Rogerinho); Adriano e Jael (Éverton), Técnico: Márcio Araújo

Chegamos à reta final da Série B e o Bahia estava consolidado no G-4. Porém, o Tricolor tropeçou na 30ª rodada, contra o Figueirense. Jogando em Florianópolis no dia 19 de outubro, o Bahia foi derrotado por 1×0. O autor do gol do Figueirense foi Roberto Firmino, que hoje é titular do Liverpool e figura certa nas convocações da Seleção Brasileira.

Mas o Bahia se recuperou com grande estilo na 31ª rodada. Jogando em Pituaçu contra o ASA, no dia 23 de outubro, o Tricolor goleou por 5×1. Ávine abriu o placar, depois disso, Adriano deu mais um show e marcou 3 vezes. O time alagoano diminuiu com Cleiton, mas, já nos acréscimos, Rodrigo Gral fez de pênalti e encerrou o show do Bahia. O Esquadrão subia para a terceira posição.

Na 32ª rodada, o Bahia mostrou que era um visitante indigesto. No dia 29 de outubro, o Tricolor foi até Curitiba e venceu o Paraná por 1×0, gol de Jael. Faltavam apenas 6 rodadas e o Bahia era o vice-líder.

Na 33ª rodada, o Tricolor enfrentou o líder Coritiba, em Pituaçu, no dia 2 de novembro. O Bahia poderia assumir a liderança com um triunfo, mas sofreu o empate por 1×1 aos 46 do segundo tempo, caindo para a terceira posição. Éverton abriu o placar pro Bahia aos 40 do segundo tempo, mas o Coxa empatou nos acréscimos, com gol de Bill.

Na 34ª rodada, o Bahia perdeu de virada para o Brasiliense, em Taguatinga, e praticamente deu adeus às chances de título. O jogo, do dia 6 de novembro, terminou com derrota tricolor por 3×2. Éverton abriu o placar pro Tricolor, mas Adriano Felício empatou pro Brasiliense. De pênalti, Adriano conseguiu desempatar pro Bahia, mas o Esquadrão levou a virada com gols de Djavan e Ferrugem.

O Bahia praticamente garantiu o acesso na 35ª rodada. No dia 9 de novembro, o Tricolor foi até Sete Lagoas, em Minas Gerais, para enfrentar o América-MG, rival na disputa pelo acesso e venceu por 1×0. Jael fez o gol do triunfo.

JOGO DO ACESSO

Na 36ª rodada, enfim, veio o acesso! No dia 13 de novembro, o Tricolor recebeu a Portuguesa, em Pituaçu e venceu por 3×0.

Com 32 mil pessoas lotando o estádio, o Bahia abriu o placar logo aos 6 minutos de jogo, com gol de Adriano. Ainda no primeiro tempo, Adriano marcou o segundo dele no jogo, o 14º no campeonato, artilheiro da equipe na Série B. Apesar de Jael ter perdido um pênalti no início do segundo tempo, o Bahia chegou ao terceiro gol com o zagueiro Nen. O triunfo garantiu o retorno do Bahia à Série A após 7 anos e deixou o Tricolor na vice-liderança. Nesse jogo decisivo, o Bahia jogou com Omar; Ananias, Alison, Nen e Ávine; Fábio Bahia, Marcone, Hélder e Morais; Adriano e Jael; Técnico: Márcio Araújo

Adriano (e), artilheiro do Bahia, comemora um de seus gols diante da Portuguesa (Foto: Lúcio Távora/Agência A Tarde/AE)
Adriano (e), artilheiro do Bahia, comemora um de seus gols diante da Portuguesa (Foto: Lúcio Távora/Agência A Tarde/AE)

Relembre o jogo decisivo na íntegra:

OS DOIS ÚLTIMOS JOGOS

Já garantido na Série A, o Bahia relaxou. Na 37ª rodada, o Tricolor enfrentou o Santo André, em Pituaçu, no dia 20 de novembro. Adriano abriu o placar pro Bahia, mas o time paulista virou com dois gols de Marques e venceu o Bahia por 2×1. Mesmo com a vitória, o Santo André foi rebaixado para a Série C.

Na 38ª e última rodada, o Tricolor enfrentou o Bragantino, no Morumbi, na cidade de São Paulo. O jogo, no dia 27 de novembro, deveria ser uma festa tricolor, mas acabou com o Bahia sendo derrotado por 2×0. Os gols do Bragantino foram marcados por Léo Jaime e Fabrício Carvalho.

ESTATÍSTICAS

O Bahia foi o 3º colocado da Série B de 2010, com 65 pontos. Em 38 partidas, o Tricolor venceu 19, empatou 8 e perdeu 11.

Adriano foi o artilheiro da equipe com 15 gols, enquanto Jael marcou 12 vezes.

Naquele ano subiram Coritiba, Figueirense, Bahia e América-MG.

O Tricolor teve o maior público da Série B, lotando Pituaçu com 32.157 pessoas nos confrontos contra o Sport, o Coritiba e a Portuguesa.

Em 2010, o Tricolor venceu o prêmio Torcida de Ouro na Prêmio Craque do Brasileirão da CBF. O presidente Marcelo Guimarães Filho recebeu o prêmio das mãos do ministro Orlando Silva.

Confira todos os gols do Tricolor na campanha da Série B de 2010:

Esse post é dedicado à memória de Ananias;
Descanse em paz, guerreiro tricolor

Ananias

Comentários
Carregando...