Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

‘Homem de Ferro baiano’ vai nadar da Barra até Morro de São Paulo

0

Pela preservação dos mares, "Homem de Ferro baiano" vai nadar da Barra até Morro de São Paulo

Treinando para o grande desafio, Ricardo Serravalle planeja fazer a travessia em dezembro de 2015

Há três anos, contamos aqui no iBahia a história de Ricardo Serravalle, "o Homem de Ferro baiano", que superou diversos problemas de saúde através do esporte. Herói de si mesmo, ele agora abraça uma causa para fazer uma travessia jamais realizada. Serravalle planeja nadar do Porto da Barra até Morro de São Paulo, no município de Cairu, no mês de dezembro de 2015. Um dos objetivos é chamar a atenção para a preservação dos oceanos e da Baía de Todos os Santos.

"Não é uma coisa comum a ser feita. Principalmente pelas minhas limitações. Eu, concluindo a prova, espero chamar atenção das autoridades para dar uma atenção maior aos mares. Também quero atingir as pessoas, porque acho que elas têm que ter a responsabilidade", afirma Serravalle, que é natural de Salvador e paratleta multi-esporte.

Problemas congênitos nos rins, coração e na vesícula seminal, fraturas e rompimentos seguidos de ligamentos no joelho e tornozelo e três AVCs isquêmicos não fizeram Serravalle desistir dos seus objetivos no esporte. Hoje, com uma prótese no coração e deficiência em uma das pernas, ele segue participando de eventos esportivos e já fez a travessia Mar-Grande Salvador quatro vezes. Ano passado, ele completou o Ironman Brasil em Florianópolis, Santa Catarina.

O "Homem de Ferro baiano" traçou algumas metas antes de chegar ao chamado "desafio final", que será a travessia Salvador-Morro de São Paulo. Ele está treinando e precisa cumprir algumas etapas. Uma delas, por exemplo, é a Travessia 14Bis, competição paulista que começa em Bertioga e termina em Santos. "Como estou me preparando para o 'desafio final', essa travessia é um bom teste", acredita.

Depois dessa etapa, ele fará duas travessias na capital baiana. Uma de Salvador para Mar Grande, indo e voltando, e depois os três faróis: Itapuã, Barra e Ribeira. Com esses trajetos realizados, ele crê que estará pronto para o grande desafio. "O mar até Morro é bem movimentado. Além disso tem algas, água viva e outros animais que podem resolver fazer uma visita. Se tudo acontecer dentro do previsto, farei essa travessia com a distancia de 79 km", conta Serravalle. Como a rota traçada depende também da maré, a travessia pode ter entre 59km e 84km.

O desafio será realizado de forma individual, mas com o acompanhamento de embarcação apropriada, composta por um marinheiro, um ajudante de marinheiro, um médico, um guia, um técnico, um staff de nutrição e um árbitro da Federação Baiana de Desportos Aquáticos, que vai validar e homologar o feito. Não haverá a utilização de roupas especiais ou acessórios como flutuadores, palmar, pé de pato ou grades contra tubarões. O tempo estimado de permanência no mar é de 20 horas.

Comentários