Homem gol

'Homem gol', Fernandão dribla desconfianças e sonha com o carinho da torcida

Atacante prega humildade e nega que tenha muitos talentos e habilidades

O sofrimento do torcedor do Bahia com a falta de um homem de referência no ataque do time, parece ter sido amenizada com a chegada do atacante Fernandão. Calado e discreto, o jogador chegou sob desconfiança, já que Joel Santana – treinador da equipe na época – confirmou que a contratação foi feita após “assistir a uma fita do jogador”, que não jogava há sete meses.

O 'homem fita', fintou

Chocados com a afirmação do “Papai” de que o atleta só era conhecido por vídeo e calejados com a falta de eficiência do setor ofensivo do clube, os tricolores não esperavam muito de Fernandão. O carioca não se abalou com isso e, aos poucos, conquistou a confiança dos mais exigentes torcedores, já que é um dos atletas mais eficientes na finalização.

Na última partida do Bahia no Campeonato Brasileiro, o time baiano venceu o Botafogo de virada, por 2 a 1, com gol dois gols de Fernandão. Com isso, o atacante se tornou o artilheiro isolado do Bahia na temporada de 2013 e consegue ganhar cada vez mais aceitação da torcida.

Atacante 'aprova' desconfiança

Quem pensa que o “gigante” de 1,92 cm carrega um sentimento de provação, está enganado. O atleta não apenas compreende o receio do torcedor ao recebe-lo na equipe, como concorda com a postura dos tricolores mais desconfiados. “Eles estão certos em desconfiar, claro. Eles não me conheciam, era para desconfiar mesmo. Eu é que tenho que chegar e mostrar que eu tenho condições de vestir a camisa do Bahia e corresponder dentro de campo. Espero conseguir conquistar a confiança da torcida logo”, disse.

A humildade do jogador é tão grande, que ele não acredita ter talento. Questionado sobre o seu desempenho no Tricolor, ele resumiu: “De vez em quando sai alguma coisa, eu até eu me surpreendo”.

O Bahia vivia uma grande carência no setor ofensivo do clube, já que atletas contratados como promessas de gols – como Adriano Michael Jackson e Obina, além do atacante Souza, que ficou afastado dos gramados por 40 dias – não renderam o esperado pela diretoria do time baiano. Com a chegada de Fernandão, o ataque do clube tem tido maior eficiência.

Fonte: Fernanda Varela – Esportes/Correio da Bahia

Fotos: ECB divulgação