Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

‘Hora de ficar calado e trabalhar’, diz Maxi Biancucchi

4

Maxi comemora gol marcado e foca em tirar Tricolor da degola

Maxi prefere ficar calado sobre volta por cima

Pode-se dizer que o momento do Bahia se confunde muito com o do seu maior reforço para a temporada. O triunfo por 3 a 0 sobre o Figueirense, no domingo, 14, pode até empolgar e ser o presságio de novos tempos no Fazendão, mas tanto o Tricolor como Maxi Biancucchi preferem manter os pés no chão.

O argentino fez o terceiro do Esquadrão na partida, aos 39 do segundo tempo, com um belo toque que encobriu o goleiro Tiago Volpi. O tento é um alívio para Maxi, que estava há 130 dias sem balançar as redes.

Ele, no entanto, não quer saber de comemorações por enquanto – e nem de papo. "Apesar do gol e do bom resultado, não é hora de falar muito, pois o Bahia ainda está em uma situação ruim", disse. "O momento é de ficar calado e trabalhar. Depois que tirarmos de vez o Bahia desta situação, aí poderemos comemorar alguma coisa", completou.

Maxi foi às redes pela última vez contra o Botafogo, no dia 4 de maio, pela terceira rodada. Como o duelo com o Figueirense foi pela 21ª, a segunda do returno, é possível dizer que o atacante ficou quase um turno inteiro sem marcar.

Apesar do jejum, ele garante não ter se abalado. "Eu não vinha tenso pela falta de gols. O jogador tem que saber conviver com a pressão", disse. "Esse gol pode marcar o início de uma nova fase minha no Bahia. Ele foi importante, mas, como disse, ainda é muito cedo".

Um dos jogadores mais caros do elenco, com salário de R$ 180 mil, ele não foi sequer relacionado para os duelos contra o Internacional e contra o Coritiba. Mas melhorou seu status ao ser titular contra o Cruzeiro e voltar a campo no domingo.

Bahia empolga

O placar elástico também pode ser um sinal de volta por cima de toda a equipe. Afinal, o Tricolor ainda não havia vencido por três gols de diferença no ano.

O último triunfo com tamanha vantagem aconteceu há 74 partidas, coincidentemente, em outro 3 a 0. Foi contra o Flamengo, na partida disputada na Fonte Nova, em 31 de julho do ano passado. A vitória marcou a melhor fase do Bahia na Série A do ano passado, quando ficou invicto por cinco jogos.

Maxi garante que o time está focado em viver mais momentos como esse. "Se você olhar, o time está muito unido. Todos comemoraram não só o meu gol, como os de Kieza. Estamos unidos para tirar o Bahia do risco de rebaixamento", disse.

Comentários
Carregando...