Incompetência, má gestão ou…

Grave! Bahia perde 3 jogadores por não pagar FGTS

Por negligência, o Bahia acaba de sofrer baixas em seu maior patrimônio: o atleta profissional. O time vai perder, ao mesmo tempo, três jogadores de muito futuro e que poderiam gerar lucro aos cofres do clube em pouco tempo. São eles: o zagueiro Maracás, o lateral Alef e o meia atacante Italo Melo. Os três ingressaram com ações na justiça do trabalho pelo atraso no FGTS alegando a demissão indireta, prevista na legislação.

O lateral direito Alef, com três meses de FGTS em atraso, obteve a liminar concedendo a liberdade contratual. Não pertence mais ao Bahia. O jogador tem mais de 20 convocações para as Seleções de base do Brasil.

O zagueiro Maracás, do time Junior, também com FGTS atrasado, entrou com ação e o juiz deu ao Bahia 48 horas para apresentar a documentação comprovando o pagamento, o que não acontecerá, pois os valores não foram depositados na Caixa Econômica Federal.

Finalmente, o meia-atacante Italo Melo, jovem destaque, integrado ao time principal, com 11 meses de atraso no FGTS, ingressou com a mesma ação que os demais e aguarda o Bahia se pronunciar para obter a liminar concedendo a liberação definitiva do clube. Como o Bahia não tem como comprovar o pagamento, vai perder o atleta.

A estimativa é de que o Bahia tenha perdido cerca de R$ 15 milhões a preço de hoje. Para se ter uma ideia, o lateral Mansur, hoje no Vitória, também obteve liberação judicial e está avaliado em R$ 9 milhões pela direção rubro negra.

Fonte: Redação Galáticos online em 03/03/2013

Foto: Bahia Notícias