Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Após jogar pelo sub-23, Jackson viaja para final da Copa do Nordeste

Zagueiro não joga pelo time principal do Bahia desde a final do Campeonato Baiano de 2017

Jackson concede entrevista coletiva (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
67

A final da Copa do Nordeste é uma das partidas mais importantes do ano para o Bahia. E, com certeza, o jogo terá um significado especial para Jackson, zagueiro do Esquadrão. O jogador foi relacionado pela primeira vez na temporada e viajou com o clube para São Luís, onde o Tricolor enfrenta o Sampaio Corrêa, nesta quarta-feira (4), às 21h45, pela primeira partida da decisão do torneio regional.

Jackson se recuperou de uma série de problemas físicos que o fizeram ficar sem jogar por mais de um ano. Para ganhar ritmo de jogo, o zagueiro de 28 anos, atuou em duas partidas no Campeonato Brasileiro de Aspirantes, competição sub-23.

Após o embarque para o Maranhão, o zagueiro falou sobre a emoção de voltar a ser relacionado, justamente em uma das principais partidas do ano:

A sensação de ir para essa final é a mesma que senti no meu primeiro jogo pelo aspirante, muita emoção. Agora eu sinto que valeu a pena cada sofrimento, cada trabalho que fiz, e sou muito grato a Deus pela nova oportunidade em minha vida, e claro a minha família e alguns amigos, que sempre estiveram ao meu lado

O último jogo do zagueiro pelo time profissional do Bahia foi no Ba-Vi da final do Campeonato Baiano de 2017. Em abril daquele ano, Jackson sofreu sua primeira lesão: um trauma no joelho. O defensor conviveu com dores, não se recuperou após passar por tratamentos conservadores e foi submetido a uma videoartroscopia. Em agosto, ele estava próximo de voltar a treinar, quando foi diagnosticado com uma hérnia de disco e não tinha mais previsão de retorno aos gramados. Em outubro, surgiu outro problema: o Bahia recomendou que ele procurasse um especialista para cuidar de um problema conhecido como “joelho valgo”, um desalinhamento dos membros inferiores, em que os joelhos são forçados para a área interna das pernas.

Após ser liberado pelo departamento médico, o zagueiro atuou nos jogos contra São Paulo e América-MG, pelo Brasileirão sub-23. O Bahia perdeu as duas partidas. Mesmo com os resultados ruins, Jackson acredita ter tido um bom desempenho em campo e disse não ter sentido os efeitos da inatividade:

Nesses dois jogos que fiz pelo sub-23 me senti super bem, seguro e confiante e até me surpreendi com o desempenho. Achei que faltaria ritmo depois de um longo período longe dos gramados, mas conseguir fazer dois jogos e atuando os 90 minutos, sem sentir qualquer desconforto no joelho, é de se exaltar.

Contra o Sampaio Corrêa, Jackson deve ficar no banco de reservas. O Bahia deverá ser escalado com: Anderson; Nino Paraíba, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Edson, Zé Rafael, Mena e Régis; Júnior Brumado.

Comentários
Carregando...