Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

‘Jogo de faz de conta’: Schmidt pede mudança na Lei Pelé

0

Fernando Schmidt debate sobre Lei Pelé, venda de Talisca e Cidade Tricolor

O presidente do Bahia, Fernando Schmidt, participou do programa Arena Sportv, do canal de TV à cabo Sportv na tarde desta sexta-feira (12) e, apesar da situação crítica do clube em campo, o dirigente debateu apenas sobre o tema proposta pelo apresentador: Lei Pelé. No bate-papo, o mandatário tricolor comentou sobre as mudanças que devem ocorrer na lei.

"Ficou claro que a Lei Pelé representou, no momento em que foi concedida, um avanço, da mesma forma que vamos precisar de outros avanços para reformular completamente a estrutura do futebol brasileiro. Mas é preciso aperfeiçoá-la, o próprio Pelé disse isso num fórum que participou, que temos que buscar aperfeiçoamento para questões que não tinham sido revistas na época que a lei foi criada", disse o dirigente.

Schmidt destacou que alterações na lei são necessárias. "Não podemos continuar fazendo um jogo de faz de contas, como se a lei, os estatutos legais fossem imutáveis. A realidade mudou. Tem que haver a mudança necessária para que sirva cada vez mais para o esporte brasileiro", completou.

O mandatário do Esquadrão comentou ainda sobre o caso da venda do meia Anderson Talisca. "Fizemos a maior transação com o jogador de base da história do Bahia, Anderson Talisca. Grande jogador que foi para o Benfica, e quando fomos verificar os direitos econômicos para fim de exercício de direitos federativos, chegamos a conclusão que o fatiamento do passe do jogador estava em 140%. A menos que tenhamos inventado uma nova matemática tinha algo errado. Os 40% era zero, era a parte do Esporte Clube Bahia e o resto estava fatiado entre os agentes. Reuni os empresários e disse que só tinha negócio se cada um abrisse mão de 50% dos direitos econômicos em favor do Bahia. Assim foi feito e acabou o negócio se realizando", relatou Schmidt.

Pra finalizar, o presidente do Bahia falou sobre o Centro de Treinamentos do Bahia, em Dias D'ávila. "Estamos resgatando um patrimônio que estava completamente perdido, a Cidade Tricolor, que será dedicada às divisões de base, podendo ser realizados todos os investimentos de forma autossustentável", encerrou.

Fernando Schimidt; candidato a presidência do Bahia (Foto: Egi Santana)

Fernando Schimidt pede uma nova regulamentação da Lei Pelé

Comentários