Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Logística da AFN pode ter gerado ‘prejuízo’ para Torcedor Tricolor

6

Após ter carro arranhado e sofrer ameaças, Torcedor denuncia: ‘culpa é da Arena’

Após o fim do clássico BAVI, realizado neste domingo (21), na Arena Fonte Nova, um fato lamentável manchou a festa das torcidas. Um torcedor do Bahia, que preferiu ter a identidade preservada, teve o carro cercado por milhares de torcedores do Vitória, logo na saída do estádio.

Segundo o denunciante que estava no lounge da Arena, ele demorou de 30 a 40 minutos para conseguir sair com o carro do estacionamento. "Eu sou sócio da Arena. Eu queria sair pelo lado do Dique que é pela torcida do Bahia e tinha um cone proibindo a saída. Acabei saindo pelo lado direito e desemboquei bem na Ladeira da Fonte. Quando eu saí, para meu desprazer, saí no meio da Imbatíveis", relatou, afirmando que "meu carro foi riscado, cuspiram, deram tapa no meu carro, quebraram o para-choque, mandaram eu tirar a camisa. Tudo isso porque fui obrigado a sair pelo lado errado", revelou.

Ainda conforme o torcedor que enviou as fotos do carro ao site Bocão News, “a minha sorte foi que apareceu um PM do Águia. Agradeço a Deus por ele ter aparecido. Foi aí que ele liberou pra mim o acesso pela Mouraria", afirmou.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa da Arena Fonte Nova, que lamentou o ocorrido. Conforme a assessoria, o procedimento de liberação dos veículos é o mesmo utilizado em todos os jogos, sendo dois estacionamentos no estádio, o N1 e N2. A Arena informou que, ao término das partidas, é liberado um estacionamento para descer pelo Dique e outro pela Ladeira da Fonte e que não há como fazer estacionamento dividido por torcida. Neste domingo (21), devido ao clássico, o lounge foi misto e a demanda das torcidas ainda maior.

Quando questionado sobre o tempo de espera na liberação dos carros, a Arena ressaltou que trata-se de um procedimento padrão que visa a segurança dos torcedores e que normalmente dura 15 minutos. Hoje, entretanto, o tempo foi maior devido ao grande número de pessoas. A Arena reforçou ainda que a segurança percebe o momento de liberar e o faz. Sobre o ocorrido,a Arena informa que foi na rua, porém irá receber o torcedor nesta segunda (22) e lamenta este caso diante da campanha que faz pela paz nos estádios, afirmando que dentro do mesmo hoje não houve ocorrências de violência.

Contudo e diante dos prejuízos ainda não contabilizados, o torcedor do Bahia afirmou que amanhã irá até o estádio para cancelar o Sócio Torcedor, "e caso coloquem dificuldade vou buscar medidas legais", disse.

A Arena informa que já entrou em contato por telefone com o torcedor. Já ele, como vítima, desabafou: "Eu era o maior defensor da Arena por achar algo espetacular. Depois de hoje, tudo mudou", frisou.

Comentários
Carregando...