Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Ainda sem vetados, médico Luiz Sapucaia detalha lesões de jogadores do Bahia

Médico falou sobre as situações de Allione, Elber, Régis, João Pedro, Mena e Gregore

Médico Luiz Sapucaia concede entrevista coletiva (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia)
67

Na tarde desta terça-feira (13), o médico Luiz Sapucaia concedeu entrevista coletiva e detalhou o quadro clínico dos jogadores que estão no departamento médico: Allione e Elber se machucaram na partida contra o Náutico, neste sábado (10). Além deles, Régis, João Pedro, Gregore e Mena fazem tratamento para voltar aos gramados o mais rápido possível.

Segundo Luiz Sapucaia, por enquanto, nenhum dos jogadores está vetado para a partida contra o Juazeirense, neste sábado (17), em Juazeiro, pela semifinal do Campeonato Baiano. Após a realização de exames, nada de grave foi encontrado com Allione e Élber. Os dois serão avaliados durante a semana.

Esses dois atletas tiveram, no último jogo, lesões contusivas, que nos preocuparam, evidentemente. Mas nós fizemos exames dos dois. O Élber teve uma distensão sem maiores comprometimentos no adutor, o exame não mostrou nenhuma lesão de estiramento nem de rotura. Portanto, sobrecarga muscular da própria ação do jogo. E nós estamos fazendo tratamento fisioterápico, ele vem evoluindo bem, nós vamos fazer a transição para ver como ele evolui. O Allione, da mesma forma, sofreu um trauma de perflexão do joelho, mas fizemos os exames todos. Não tem nenhuma lesão ligamentar, nenhuma lesão meniscal maior, mas tem uma sinovite traumática da própria contusão. Portanto, está em tratamento, fazendo tratamento fisioterápico. Vamos aguardar a evolução dessa sinovite para ver a condição dele.

Lesionados deste o início de março, Mena e Gregore estão em fase de transição. Luiz Sapucaia acredita que os dois já deverão trabalhar junto com o grupo ao longo desta semana:

Os dois já estão sem dor, já terminaram o processo de fisioterapia, estão agora entrando na transição física lá embaixo. Estamos avaliando. Hoje, inclusive, nós vamos avaliar após a transição. E, certamente, vão ficar à disposição do grupo.

As situações que inspiram mais cuidados são as de João Pedro e Régis, que ainda se queixam de dores e não começaram a fase de transição:

João Pedro teve uma contusão extensiva do joelho. Fez uma tendinite do tendão patelar. Este, provavelmente, a gente está fazendo fisioterapia ainda, mas ele ainda tem um pouco de dor. E o Régis sentiu uma dor no glúteo máximo. Também fizemos exame, ele não tem nenhuma lesão. Mas tem dor ainda. Então ainda estamos no período fisioterápico, avaliando durante o decorrer da semana.

Edigar Junio

Mesmo não estando machucado, a situação do atacante Edigar Junio foi perguntada a Luiz Sapucaia. Para alguns, a má fase do jogador tem a ver com algum resquício da lesão do ano passado. O médico negou e declarou que o atacante passa por uma manutenção para evitar novos problemas musculares.

O quadro do Edigar… O Edigar é um atleta que teve, no ano passado, um período muito longo de tratamento, por uma tendinite do tibial anterior, que é uma patologia chata, por ser um músculo de arranque, de freio, um músculo que, em qualquer atividade de futebol, em qualquer exercício, ele vai sentir incomodar. Por isso, ele demandou tanto tempo no tratamento no ano passado. E esse ano ele tem jogado quase em todas as partidas. Isso, evidentemente, faz uma sobrecarga. Mas ele não tem dor. Ele trata, faz manutenção para não evoluir essa tendinite do tibial anterior. Quem tem tendinite do tibial anterior, quem tem pubalgia, sabem que são patologias que sofrem uma montanha-russa… Estão bem, de repente começam a ter um pouquinho de dor, aí a gente tira um pouquinho a carga para melhorar. Mas, no departamento médico, ele tem se queixado muito pouco. A gente tem feito tratamento de manutenção dessa lesão. E não fazer gol é uma ocorrência do jogo. Infelizmente, ele não tem feito. Mas logo, logo, vai fazer. Espero que comece sábado.

Comentários
Carregando...