Mais protestos, Cuba e novo Messi: 10 opções para Blatter na Turquia

 Mais protestos, Cuba e novo Messi: 10 opções para Blatter na Turquia

Blatter, do Brasil para a Turquia, atrás de mais protestos


POR DASSLER MARQUES

Joseph Blatter pegou a todos de surpresa no Brasil. Depois de ser saudado com grandes vaias no último sábado em Brasília durante a cerimônia de abertura da Copa das Confederações, alterou sua agenda em meio à onda de manifestações em solo brasileiro. Partiu rumo à Turquia para acompanhar Cuba x Coreia do Sul, o jogo que abriu nesta sexta-feira a edição 19 do Mundial Sub-20. Ao contrário do que pode parecer, há bons programas para Seph Blatter fazer junto aos turcos. Mas lá, como cá, a chapa anda quente.

Confira o site do Terra para o Mundial Sub-20

A situação política e social da Turquia é idêntica à que ocorre no Brasil, o que faz da Fifa, também por lá, um possível alvo secundário de manifestações populares. Abaixo, confira a apresentação do Prata da Casa para o Mundial Sub-20 das favoritas França, Espanha e Colômbia. Mas lembre-se, caro Blatter, do bom e velho ditado: cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém. Confira atrações, destaques e curiosidades. 

Comparar os protestos no Brasil e na Turquia

Se Blatter realmente buscava refúgio fora do Brasil em meio a muitas manifestações populares, a Turquia não foi uma opção segura. Há quase um mês, o país sede do Mundial vive protestos semelhantes aos que ocorrem em território brasileiro – especialmente em Ancara, capital, e Istambul. Nesta sexta-feira, a principal avenida de Ancara foi bloqueada por manifestantes. Houve confronto entre mais exaltados e a polícia. Os protestos tiveram início no último dia de maio por motivações ambientais em Istambul. Já foram registradas pelo menos quatro mortes e 7 mil pessoas feridas.

Analisar o fracasso nas administrações de Brasil e Argentina

Pela primeira vez na história da competição, Brasil e Argentina estão de fora do Mundial Sub-20. São os dois maiores campeões entre todas as edições, por sinal. Em ambos os casos, há fracassos administrativos como pano de fundo para os fracassos esportivos. Na CBF, José Maria Marin liberou Ney Franco ao São Paulo e deixou a base de lado. Na AFA, Julio Grondona rompeu com o modelo que dava certo e apostou em ex-jogadores. Depois, repassou a administração dos times jovens a seu filho, Humberto, e houve novo fracasso.

Medir a velocidade dos chutaços de Pogba

Provavelmente, o jogador de maior potencial do Mundial Sub-20 é o francês Paul Pogba (93), já titular da Juventus bicampeã italiana. Dono de um dos chutes mais violentos do futebol na atualidade, Pogba chegou a atuar como titular nas Eliminatórias da Copa diante da Espanha. O Mundial é utilizado para dar mais peso internacional ao volante, filho de imigrantes de Guiné. Na seleção, divide o meio com Geoffrey Kondogbia (93), do Sevilla, e tem à frente Yaya Sanogo (93), negociado ao Arsenal.

Responder a questão: Deulofeu pode se aproximar de Messi?

Os catalães não têm a menor dúvida sobre quem será a próxima grande revelação do Barcelona. Gerard Deulofeu (94), que já estreou com brilho na competição, é o único convocado das bases azuis-grenás para o Mundial. Dribla com facilidade, tem um chute poderoso e decide os jogos mais difíceis já na equipe B. Divide o protagonismo com Jesé Rodríguez (93), atacante do Real Madrid e artilheiro do último Europeu Sub-19.

Se solidarizar com a solidão do maior destaque português

Portugal vai com desfalques para o Mundial Sub-20 e uma geração que não permite grandes aspirações na Turquia, 22 anos depois do feito mágico de Figo e Rui Costa com o título da competição. Armindo Tué Na Bangna, mais conhecido como Bruma (93), é a exceção. Já aos 15 anos, natural de Guiné-Bissau, atuava pela seleção sub-17 portuguesa. Rápido, técnico e explosivo, é titular também do Sporting.

Testemunhar o feito histórico do modesto futebol cubano

Pela primeira vez desde o Mundial Sub-17 de 1991, a seleção cubana chega à fase final de um torneio Fifa. Escalada para o jogo de abertura contra a Coreia do Sul, tenta avançar na modalidade, já que esportes como vôlei, beisebol e boxe são bem mais tradicionais. “Isso representa um passo adiante para nosso desenvolvimento. Temos uma geração muito boa”, declarou o treinador Raúl González. Pelo torneio Sub-19 da Concacaf, Cuba teve duas derrotas e duas vitórias, mas ainda assim obteve a vaga.

Desfrutar dos destaques sul-americanos que já “parlam” italiano

Principais destaques do último Sul-Americano Sub-20, o meia-atacante colombiano Juan Quintero (93) e o atacante uruguaio Nicolás López (93) já deixaram seus países para atuar na Itália. O primeiro jogou a última temporada pelo Pescara, mas deve se transferir para um clube maior. Foi o grande jogador do Sul-Americano. Já o centroavante López foi o principal artilheiro do torneio e serve a Roma, ainda em busca de chances no time principal.

Sorrir com um possível novo vexame da Inglaterra no Mundial Sub-20

A rixa entre Mister Blatter e os ingleses é antiga. Como estará na Turquia, ele pode eventualmente assistir a mais um fiasco do jovem English Team, jamais finalista do Mundial Sub-20. O treinador Peter Taylor tem só dois meses no cargo e trabalhou para evitar desfalques como de outros tempos, mas tem um time limitado em mãos. Destaque para Ross Barkley (93), meio-campista do Everton.

Ver os calouros do time de Mali

Uma das quatro representantes africanas, Mali tem a maior quantidade de jogadores nascidos em 1996 entre os inscritos. São três ao todo, o que permite acumular experiência para o Mundial de 2015. Os atacantes Hamidou Traoré (96) e Souleymane Sissoko (96) e ainda o goleiro Sory Traoré (96). O maior destaque do time, entretanto, é justamente o jogador mais velho. Adama Niane (96) é atacante do Nantes-FRA.

PS.: Sobre o último post, que revelou documentos adulterados do jogador Josué, da base do Bahia, vale ler esta nota posterior, publicada por Terra Esportes,  sobre a dispensa confirmada do atleta. 

Origem : PRATADACASA

Autor : Dassler Marques

 Foto: Mauro Pimentel / Terra