Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Michael Jackson anota um gol atrás do outro e vira ídolo na Ásia

82

No topo da artilharia da Champions asiática, Adriano Michael Jackson vira ídolo na Coreia do Sul, comemora melhor fase da carreira e rechaça volta ao país: Só ir para ver a família

Adriano Michael Jackson
Adriano Michael Jackson vive a sua terceira temporada na Coreia do Sul (Foto: Reprodução/ Facebook)

Quase três anos após uma passagem apagada pelo Atlético-GO e a saída discreta do Brasil no fim de 2013, Adriano Michael Jackson comprova, nos números, que a desconfiança ficou para trás e que vive o melhor momento na carreira… mas do outro lado do mundo. O atacante, que já vestiu as camisas de Fluminense, Palmeiras e Bahia e que ganhou notoriedade pelas comemorações inspiradas no ex-astro pop desde os tempos de America-RJ, tem desandado a fazer gols na Coreia do Sul com a camisa do FC Seoul, que, nesta quarta-feira, tem pela frente o jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões da Ásia – diante do rival nacional Jeonbuk Motors.

Nesta temporada 2016, Adriano Michael Jackson balançou as redes incríveis 29 vezes pelo time sul-coreano. São 12 gols anotados apenas em nove partidas da Champions, que garante uma vaga no Mundial de Clubes no fim do ano. O aproveitamento, aliás, rende ao atacante a artilharia isolada da competição continental, com cinco gols a mais que o chinês Wi Leng, do eliminado Shangai SIPG – equipe dos brasileiros Elkeson e Hulk e do argentino Darío Conca.

– É uma grande motivação para mim, porque eu sou novo, é o primeiro ano que disputo a Champions da Ásia. Fico muito emocionado, com muito prazer em estar participando de uma competição dessas, com grande chances de conquistar o título, de ser campeão e ir para o Mundial, o que é muito importante. Estou muito feliz neste momento, vivendo uma grande fase no Seoul e com uma expectativa muito grande de ir para finais, ser campeão e bater o recorde de artilharia – disse o jogador, que, em fevereiro, chegou a marcar quatro vezes em um mesmo jogo da Champions, na goleada sobre o Buriram United-THA por 6 a 0.

Adriano Michael Jackson
Adriano Michael Jackson tem 29 gols nesta temporada com o Seoul (Foto: Lee Sang-hack / Yonhap via AP)

Adriano Michael Jackson chegou à Coreia do Sul no início de 2014 para o defender o Daejon Citizen, na Segunda Divisão. Logo em sua primeira temporada, foi o artilheiro da Segundona com 27 gols em 32 jogos e ajudou o clube a conquistar o título e a ficar com o acesso à elite. Em meados do ano passado, transferiu-se para o tradicional FC Seoul. Apesar da quarta colocação da nova equipe no Coreano, foi o vice-artilheiro da competição com 15 gols e ainda faturou o título da copa nacional.

Já em 2016, o aproveitamento é ainda melhor: além de comandar a artilharia na Liga dos Campeões da Ásia, Adriano soma 13 gols no Campeonato Coreano (segundo maior goleador) e mais quatro na Copa da Coreia, competições que o Seoul  também segue com chances de título – está garantido no playoff da Primeira Divisão e vai disputar as semifinais da taça nacional.

Adriano Michael Jackson
Em 2015, Adriano faturou o primeiro título pelo Seoul: a Copa da Coreia (Foto: Arquivo Pessoal)

– Muito feliz de ter feito essa quantidade de gols. Espero fazer mais gols, o meu pensamento é esse. Espero fazer bastante, ser o artilheiro da competição, o meu foco é esse. Dentro de campo, a posição que eu jogo é para marcar gols, em qualquer equipe, como estou aqui no Seoul. O pensamento é esse, para ser artilheiro – destacou o jogador de 28 anos, que ainda relatou a idolatria do povo sul-coreano e as dificuldades com o idioma local.

– Aqui, por ser estrangeiro, a gente se sente meio perdido, porque não falamos a mesma língua deles. A gente fica meio assim, feliz, emocionado, mas um um pouco vergonhoso porque não entende o que eles falam. Mas tento superar para fazer eles felizes da forma que podemos. Eles entendem que somos estrangeiros e que não falamos. Mas damos o máximo para poder fazer eles entenderem, faço de tudo para poder aprender, mas é muito difícil (risos). Mas, aos poucos, vou entendendo alguma coisa, já estou mais acostumado, aprendendo um pouco. Espero aprender mais e fazer história aqui na Coreia do Sul. Quando eu voltar para o Brasil, espero já estar falando coreano.

Origem do apelido e a troca pelo Baixinho
Baiano, Carlos Adriano de Souza Cruz foi revelado nas categorias de base do Bahia. Como profissional, só foi despontar com a camisa de um tradicional clube do Rio de Janeiro: o America. Em 2009, foi um dos grandes destaques no título da Série B do Carioca, quando marcou 11 gols em 24 partidas. No jogo que decretou o caneco e o acesso do Sangue, diante do Artsul, Adriano ainda ficou marcado por ter sido sacado para a entrada de Romário, que, àquela altura era dirigente do Mecão e foi a campo pela última vez para homenagear o falecido pai, o Seu Edevair.

Adriano Michael Jackson
Adriano (encoberto ao lado de Romário) foi campeão da Série B do Rio junto do Baixinho em 2009 (Foto: O Globo)

Foi pelo America, aliás, onde Adriano passou a carregar o apelido de Michael Jackson, astro americano que morreu em 2009, por conta de uma justificativa bem inusitada: o “frio carioca”.

– Foi na época que o Michael Jackson tinha falecido, e eu tinha chegado no Rio de Janeiro numa época que estava muito vento, frio, e eu sou baiano. Na Bahia é quente o tempo todo, foi a primeira vez que sai da Bahia para outro estado assim frio. E eu sentia muito frio, aí usava uma luva, também tinha um cabelo grande, cabelo black. Aí ficava treinando com a luva e teve a estreia do Campeonato Carioca da Segunda Divisão. Quando marquei o gol, comemorei e botei a luva. Aí um torcedor chegou para mim e disse que se toda vez que eu fizesse um gol e colocasse a luva, seria bacana. Aí eu acreditei, coloquei no momento do gol, e ele (apelido) pegou, graças a Deus, deu tudo certo. Agora estou aqui hoje com ele e estou muito feliz.

https://vimeo.com/184658205

Após o destaque pelo America na elite do Carioca em 2010, Adriano Michael Jackson foi contratado pelo Fluminense. Sem sucesso no Tricolor das Laranjeiras, no entanto, passou por Bahia e Palmeiras, onde foi campeão e artilheiro da Copa do Brasil pelo Palmeiras sob o comando de Luiz Felipe Scolari, em 2011. Ainda retornou ao Bahia, esteve no futebol chinês e defendeu o Atlético-GO antes de “ganhar” a Ásia. (Relembre um vídeo de Adriano Michael Jackson na passagem pelo Palmeiras).

Volta ao Brasil? Acho que não…
Vinculado ao FC Seoul até dezembro de 2017 e vivendo o seu melhor momento na carreira, Adriano Michael Jackson, agora, não quer nem saber da ideia de retornar ao futebol brasileiro. Ele garantiu que a intenção é permanecer na Ásia por muito tempo e quer voltar ao Brasil apenas para rever os familiares.

Adriano Michael Jackson
Artilheiro da Copa do Brasil pelo Palmeiras em 2011, Adriano descartou uma volta ao Brasil agora (Foto: Diego Ribeiro / Globoesporte.com)

– Os meus planos e objetivos são de continuar aqui. No Brasil, eu só quero ir para ver a minha família, matar a saudade da minha família. Meu pensamento é continuar aqui pela Ásia, ir para Europa, quem sabia um dia, pode acontecer, porque tudo pode acontecer, basta acreditar.  No Brasil eu já joguei, todo mundo me conheceu, já ganhei, já perdi. Já perdi o que era para perder, já ganhei também o que era para ganhar. Então pensamento não é de voltar, não, não tenho mais foco no futebol brasileiro, meu foco é continuar me dando bem aqui. Estou me dedicando no meu trabalho, o país vem me recebendo bem, minha melhor fase está sendo aqui, meu melhor momento. É o meu terceiro ano, o terceiro jogando bem, sendo artilheiro em seguida. Tenho que continuar me sentido bem, estou muito feliz aqui. Meu foco é a minha família, família em primeiro lugar. Então é só ir no Brasil para ver a família e pronto. Foco para jogar é só aqui na Ásia mesmo – completou o atacante.

Além do confronto entre os compatriotas Seoul e Jeonbuk Motors, Al-Ain, dos Emirados Árabes, e El-Jaisch, do Qatar, fazem a outra semifinal da Liga dos Campeões da Ásia – no jogo de ida, o Al-Ain venceu por 3 a 1, nesta terça.

Fonte: Ge.com

Comentários
Carregando...