Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Mundial de Volei Feminino: reservas do Brasil batem EUA e ‘roubam’ 1º lugar do grupo, Assista

0

Lideradas por Tandara, reservas batem EUA e “roubam” 1º lugar do grupo

Na despedida de Verona, seleção brasileira conquista a nona vitória no Mundial da Itália em jogo com time B dos dois lados. Próxima fase começa na quarta, em Milão

Depois da vitória no clássico contra a Rússia, as titulares da seleção brasileira passaram o bastão para as reservas, neste domingo, no Mundial da Itália. Mais uma vez as jogadoras que saíram do banco não decepcionaram em Verona. Em duelo entre invictos, o Brasil entrou na quadra do Palaolimpia com Carol, Adenízia, Gabi, Tandara, Natália, Fabíola e Camila, e superou o time B dos Estados Unidos por 3 sets a 0, com parciais de 25/23, 25/22 e 25/21. Com a nona vitória em nove jogos, a equipe de José Roberto Guimarães se despediu da segunda fase da competição em primeiro lugar do Grupo F.

O Brasil alcançou 20 pontos e tomou o primeiro lugar dos Estados Unidos, que ficaram com 18. No duelo pela terceira vaga, a Rússia venceu a Sérvia mais cedo por 3 a 0 e avançou com 13 pontos contra 11 das adversárias. Na outra chave, China, Itália e República Dominicana avançaram. Um sorteio nesta segunda vai definir as duas novas chaves de três equipes da terceira fase, que começa na próxima quarta-feira.

Brasil X Estados Unidos, Mundial de vôlei (Foto: Divulgação / FIVB)

Tandara encara o bloqueio americano: maior pontuadora do jogo, com 21 pontos

Inspirada, Tandara foi a maior pontuadora da partida, com 21 pontos, sendo três de bloqueio. Gabi e Natália vieram a seguir, com 12 e 10 pontos, respectivamente. A oposto camisa 11 comemorou a boa oportunidade aproveitada neste domingo.

– A cada jogo que passa é um jogo especial. São oportunidades que você tem, e você tem que aproveitar e agarrá-las. Eu pretendo permanecer na seleção por um tempo, então isso é muito importante. É bom saber que tem uma jogadora ali que ele pode contar e que, com certeza, vai entrar e vai fazer o melhor para defender o Brasil – disse Tandara.

O JOGO

O confronto entre reservas começou equilibrado, com as duas equipes aproveitando os ataques. Com dois pontos de bloqueio e um de ataque de Tandara, o Brasil abriu a primeira vantagem: 7/5. Em seguida, a levantadora Fabíola ampliou com uma bola de segunda. Lideradas pela ponteira Kristen Hildebrand, as americanas reagiram fazendo sete pontos seguidos e viraram o jogo: 13/11. A ponteira Gabi explorou o bloqueio adversário e conseguiu frear a boa sequência das rivais. Fabíola apareceu bem, pontuando no bloqueio e em mais uma bola de segunda. O paredão brasileiro também funcionou com Tandara e saiu o empate: 15/15. A partida seguiu equilibrada. Kelsey Robinson, de um lado, e Natália, de outro, se destacaram nos ataques. Com um bloqueio de Tandara, o Brasil, enfim, conseguiu a virada: 23/22. Das mãos da oposto também partiu o ponto decisivo do set, explorando o bloqueio americano: 25/23.

vôlei feminino Brasil x EUA (Foto: FIVB)

Contra os EUA, reservas do Brasil mantiveram a invencibilidade no Mundial

O equilíbrio permaneceu no segundo set. Com a central Adenízia forçando no saque, o Brasil conseguiu a vantagem. Depois de um ace da meio de rede, a seleção fez 8/5. Carol montou o paredão e somou dois pontos de bloqueio, engrossando a pontuação brasileira: 13/7. Pelo lado americano, Hildebrand voltou a colocar a bola no chão e puxou a reação de sua equipe: 15/13. Mas a seleção manteve o bom ritmo. Bem no jogo, Gabi somou um ace para a conta e, em seguida, Tandara soltou mais uma pancada: 18/13. Depois de um rali, Natália cravou na quadra adversária: 20/16. Em seguida, o bloqueio americano funcionou duas vezes e, depois de um erro de ataque brasileiro, as americanas encostaram: 21/20. Com calma, o time de Zé Roberto segurou a pressão e fechou o set com um bloqueio de Adenízia: 25/22.

Com um ataque pelo meio e um ace, Carol fez 3/2 para o Brasil. Nicole Fawcett também conseguiu um ponto de saque e virou o jogo: 4/3. Robinson e Hidelbrand seguiram virando as bolas para as americanas, abrindo em 9/6. Natália cravou no meio da quadra e iniciou a reação brasileira. Com uma bonita largada de segunda de Carol, saiu o empate: 9/9. Decisiva na partida, Tandara acertou um contra-ataque e conseguiu a virada: 13/12. A oposto soltou uma paralela e uma diagonal no meio fundo em seguida e somou mais dois importantes pontos para o país: 18/16. Os Estados Unidos pressionaram no fim, encostando em 21/20, depois de um erro de dois toques de Natália. Mas o time verde e amarelo não deixou a vitória escapar. Com uma bela bola de primeiro tempo de Adenízia, a seleção fechou em 25/21 e se despediu de Verona da melhor maneira possível.

Comentários