Não sou nenhum Messi

‘Não sou nenhum Messi, mas quero ajudar’, diz volante Rafael Miranda

Atleta diz que prefere atuar como primeiro volante, mas que está à disposição do técnico Cristóvão Borges para ajudar em outra posição

A comissão técnica e os jogadores do Bahia ainda estão de folga, mas a preparação do clube para a sequência do Campeonato Brasileiro 2013, em julho, já está em curso. Nesta terça-feira, o volante Rafael Miranda, novo reforço para o setor de meio de campo do time de Cristóvão Borges, desembarcou na capital baiana para realizar exames e assinar o pré-contrato com o Tricolor. Logo na chegada, o jogador tratou de deixar claro o que a torcida pode esperar de rendimento em campo. Ser um Messi ou um Ronaldinho Gaúcho está fora de questão para Rafael Miranda, que prefere destacar a regularidade como principal característica dentro das quatro linhas.

– Não sou nenhum craque, nenhum Ronaldinho Gaúcho, nenhum Messi, mas tenho minhas qualidades e quero ajudar. Sou um jogador regular. Talvez eu não faça nenhuma partida que o torcedor pense que sou o melhor do mundo, mas, na minha carreira, mantenho um bom nível de atuações. Normalmente, eu não oscilo maus jogos com excelentes. Sempre mantenho um bom nível de apresentação – disse o jogador, que ainda possui vínculo com o Marítimo, de Portugal, e só pode ser apresentado oficialmente pelo clube em julho.

Volante ‘cão de guarda’, Rafael Miranda conta que prefere jogar na função de primeiro volante, posição atualmente ocupada por Fahel. O jogador, contudo, diz que também pode jogar com funções menos defensivas – tudo depende do treinador.

– Gosto de jogar tanto de primeiro quanto de segundo volante. A minha autoanálise é de que, como primeiro volante, eu sou mais útil para a equipe. As minhas melhores partidas foram como primeiro volante. Mas também já joguei como segundo volante. É uma opção do treinador e no momento como vai ser encaixado. Sou um volante de muita marcação, de entrega durante os 90 minutos, que gosta de ir até o limite. Tenho um aproveitamento bom de passes e às vezes me arrisco a fazer uns gols de cabeça. Também tenho uma boa noção tática. Aprendi muito em Portugal, que nesse ponto está muito na frente daqui – contou.

De férias após o fim da temporada portuguesa, Rafael Miranda optou por treinar em academias para não perder a forma e chegar ao Bahia já em condições de entrar em campo. O jogador sabe que os trabalhos físicos que tem feito são bem diferentes das atividades que terá com os demais atletas no Fazendão, mas espera estar à disposição de Cristóvão Borges na retomada do Brasileirão, em julho, quando o Bahia enfrenta o Corinthians em Salvador.

– Claro que quando você pensa em um contrato, já sonha em jogar pelo time. Como eu estava no Europa, estava no período de férias, tenho treinado na academia, mas é diferente de treinar com a equipe. Se eu estiver na condição física que eu gostaria e for vontade do treinador, vai ser ótimo. Adoraria jogar nesse retorno à Arena Fonte Nova. A expectativa é muito boa. Espero que tudo isso se encaixe – afirmou o novo reforço tricolor.

Rafael Miranda foi revelado pelo Atlético-MG, onde disputou 153 partidas, fez quatro gols e ficou conhecido como ‘Xodó da Vovó’, apelido que foi dado depois que o jogador recebeu uma visita da avó no centro de treinamentos do Galo na véspera de um jogo pela Série B. Pelo Brasil, o jogador também defendeu o Atlético-PR. Em 2010, Rafael Miranda se transferiu para o Marítimo, clube que defendeu até o primeiro semestre deste ano, quando decidiu não renovar contrato e voltar para o futebol brasileiro.

Fonte: Por GLOBOESPORTE.COM.

Foto: Marítimo Divulgação