Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

Nas pontas da Tabela: Líder encontra seu último algoz

3

Impiedoso no Mineirão, Cruzeiro revê o Bahia, seu último algoz no estádio

Raposa, que venceu todas os jogos no Gigante da Pampulha no Brasileiro, encara o Tricolor, que está no Z-4 e foi o último a derrotar o atual líder em Belo Horizonte

Líder com vantagem do Brasileirão, o Cruzeiro ainda não perdeu no Mineirão nesta temporada. No Brasileiro, o retrospecto é ainda melhor: sequer cedeu um ponto aos adversários atuando como mandante em Belo Horizonte nas sete partidas que realizou. Vice-lanterna da competição, com 17 pontos, 26 a menos que o time mineiro, o Bahia foi o último que venceu a Raposa em Belo Horizonte, em dezembro do ano passado, quando a equipe celeste já havia conquistado o título nacional de maneira antecipada. Os dois se reencontram nesta quinta-feira, no Mineirão, às 20h30 (de Brasília), na abertura do segundo turno. O time mineiro quer manter a série invicta de 21 jogos como mandante, seguir firme na ponta do Brasileiro e dar o troco em um desesperado Tricolor, que carimbou a faixa da Raposa na temporada passada, vencendo no jogo de entrega da taça, e que sonha repetir o feito, afinal a situação na tabela é terrível.

O Cruzeiro vem de empate no Brasileirão. Sofreu um gol do Fluminense nos últimos minutos e viu dois pontos escorregarem entre os dedos. Mas terá reforços nesta quinta-feira. Os quatro selecionáveis: Ricardo Goulart e Éverton Ribeiro, que estavam com a seleção brasileira, e Lucas Silva e Alisson, que defenderam a sub-21, desembarcaram em Belo Horizonte nessa quarta, mas estão relacionados para o jogo desta quinta.  A Raposa lidera com 43 pontos.

A situação do Bahia é delicada. Na lanterna da competição, o Tricolor não venceu nenhum dos últimos cinco jogos. Mas, ainda assim, tem de onde tirar inspiração para a partida. O time baiano foi a última equipe a conseguir derrotar o Cruzeiro em casa. O jogo aconteceu no dia 1º de dezembro do ano passado, e o Esquadrão venceu por 2 a 1.

HEADER escalacoes 690 (Foto: Infoesporte)

Cruzeiro: O técnico Marcelo Oliveira ainda não definiu a equipe. Tudo depende da condição física na qual os selecionáveis se reapresentaram. A Raposa deve ter: Fábio; Mayke, Manoel, Léo e Ceará; Henrique e Lucas Silva (Nilton); Éverton Ribeiro (Marlone); Ricardo Goulart (Júlio Baptista) e Willian; Marcelo Moreno.

Bahia: o técnico Gilson Kleina terá de fazer uma série de mudanças forçadas. Suspensões e lesões deixarão o Bahia bastante modificado. Railan, lateral formado na divisão de base, deve ter chance na direita. Maxi Biancucchi, que ainda não encantou, tem chance de ser titular. O Bahia deve jogar com: Marcelo Lomba; Railan, Lucas Fonseca, Titi e Guilherme Santos; Fahel, Rafael Miranda e Léo Gago; Rhayner, Rafinha e Maxi Biancucchi. 

HEADER quem esta fora 690 (Foto: Infoesporte)

Cruzeiro: A principal ausência é Dedé, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Mas o maior problema é na lateral esquerda. Egídio e Samudio estão contundidos, o que vai obrigar Marcelo Oliveira a improvisar o lateral-direito Ceará no setor. Além deles, Bruno Rodrigo segue fora, aprimorando a parte física após voltar de lesão.

Bahia: Uelliton, Kieza, Henrique e Pará estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Além da suspensão, Uelliton já não poderia jogar por ter contrato com a equipe mineira. Diego Macedo, Demerson e Roniery foram vetados pelo departamento médico. Lincoln segue em recuperação de uma lesão no joelho, e Marcos Aurélio está em fase de transição para voltar a ficar à disposição.

header pendurados 690 (Foto: arte esporte)

Cruzeiro: Ceará, Dagoberto, Henrique, Léo, Nilton, Ricardo Goulart, Samudio, Willian e Willian Farias.

Bahia: Demerson, Rafael Miranda e Rhayner.             

Header arbitragem o arbitro 690 (Foto: Arte / Globoesporte)

INFO ÁRBITROS -Marcos Mateus Pereira - Cruzeiro C Bahia (Foto: Editoria de Arte)

Comentários
Carregando...