Torcidabahia
Uma grande torcida, merece um grande site

O STJD acertou

0

O STJD acertou

Juristas com o conhecimento que este repórter jamais terá escreveram antes mesmo do julgamento do Grêmio por conta das ofensas racistas proferidas contra o goleiro Aranha que seria um absurdo punir o clube. O jogador Tinga, ele próprio vítima de injúria racial num jogo da Libertadores deste ano, também manifestou a este blog que preferia ver punidos apenas os racistas e não o clube para o qual torcem. Michel Platini já me disse, mais de uma vez, que como ex-atleta considera um erro que o esforço de um time dentro de campo seja destruído pelo comportamento reprovável de quem está fora dele.

Feitas todas ressalvas, é preciso dizer que o STJD acertou ao excluir o Grêmio da Copa do Brasil. Pelas razões a seguir.

O comportamento de uma parte ínfima da torcida no jogo contra o Santos, na Copa do Brasil, foi repetido na partida ante o Bahia pelo Campeonato Brasileiro – por favor, não me venham com folclore, com "cultura de arquibancada" nem com "o mascote do Inter é um macaco".

O caráter pedagógico da punição é louvável. É improvável que se ouça um insulto racista ou uma imitação de macaco daqui para a frente em estádios brasileiros.

O futebol se governa por leis próprias, muitas delas não escritas. O arremesso de objetos ao gramado – para atingir adversários e árbitros ou para atrapalhar o andamento do jogo – virou evento raro, bem raro, depois que os clubes passaram a ser punidos pelos atos de "uma meia dúzia".

Hoje, quando alguém ameaça fazê-lo, é impedido pelos demais – quando consegue quebrar essa barreira, é imediatamente identificado pelos outros, o que geralmente livra o clube de punição. Espera-se que isso aconteça com atos racistas.

Pode parecer irracional punir a maioria por gestos condenáveis de uns poucos. No futebol, só se acaba com um mal quando a pena recai sobre o objeto da paixão de um idiota. A garota que chamou Aranha de "macaco" não repetiria o gesto se soubesse que seu amado clube seria punido. Agora sabe.

Por último, e mais importante: toda pena é branda para racismo.

Grêmio exibe mensagem contra o racismo no jogo contra o Bahia na Arena

Grêmio exibe mensagem contra o racismo no jogo contra o Bahia na Arena

Comentários